UERJ EM PÂNICO

Journal Entry UERJ EM PÂNICO (IMAGINEM EU)
Posted on Nov 28, '04 6:44 PM ET for everyone

A TODOS OS MEUS AMIGOS!!!!

Depois dizem que minha depressão é frescura e fobias falta de pancada. (coisa que levei da mulher que encontrei 3 vezes e me roubou tudo que tinha e ainda me agrediu, não posso me esquecer disso, de ter ficado às 15 h 30 min da tarde no ponto do ônibus, no chão, chorando e com preocupação de uma prova no dia seguinte e ainda chegar a ter que pegar carona em 3 conduções, chegando a quase desmaiar com a coisa, mas tudo bem, é tudo uma sucessão de exageros...)
Falam que eu tô exagerando, leiam...

bJS,
Cris
----- Original Message -----
From: prsardo@petrobras.com.br
To: undisclosed-recipients:
Sent: Sunday, November 28, 2004 5:53 PM
Subject: UERJ em pânico



Assunto: UERJ em pânico

Senhores,
nos últimos dias os alunos do campus Maracanã da UERJ têm vivido de
forma mais intensa as conseqüências do descaso total com a segurança dos
cidadãos cariocas. Tivemos aulas interrompidas para saque dos alunos e professores, lista de equipamentos eletrônicos sendo apresentada à porta do setor telecomunicações para que fossem entregues a homens
armados, assalto da lanchonete do curso de Direito, arrombamento de carros no
estacionamento e até, pasmem, um estupro à luz do dia dentro de sala de aula da faculdade de psicologia na última quarta-feira.
Desde então os "seguranças" contratados percorrem com feiçao de
pânico, inutilmente como se pode comprovar pela seqüência de fatos, os andares
do prédio da UERJ no Maracanã. Antes de ontem por volta das 18 horas, como
mais recente feito, algumas pessoas identificadas como assaltantes percorreram dois ou três andares do prédio levando pânico aos funcionários das secretarias, que diga-se de passagem estão em greve por condições mínimas de trabalho, que por seu turno se refugiaram na "segurança" de suas salas, enquanto os incautos alunos e professores, ignorantes da situação, continuavam suas atividades sem saber do perigo que corriam.
O mais incrível é que sequer uma viatura da PM poderá ser vista no campus. Nada, aparentemente, foi feito. Para o turno da noite assistir às aulas está se tornando um exercício de auto-controle ainda maior, face a este absurdo extremo. Não podemos nem ao menos nos sentir seguros dentro de um prédio oficial. Na Uerj hoje vive-se o Des-Estado. Peço a todos que, dentro das possibilidades de cada um, repassem esta
mensagem a quem possa, de alguma maneira, agir para que fatos como
estes não venham a se repetir.

:: Postado por Cris Passinato às 12:40 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Diversão e Cultura

:: Postado por Cris Passinato às 11:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Martha Medeiros

Matemática da vida
A matemática da vida não é simples
Cada soma é também uma subtração.
Quando somamos mais um ano àqueles que já vivemos, subtraímos um ano daqueles que nos restam para viver.
Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito, num mundo que só nos dá um dia de cada vez, sem garantia do amanhã.
Enquanto lamentamos que a vida é curta,
Agimos como se tivéssemos à nossa disposição um estoque inesgotável de tempo.
Esperamos demais para dizer as palavras do perdão que devem ser ditas, para pôr de lado os rancores que devem ser expulsos, para expressar gratidão, para dar ânimo, para oferecer consolo.
Esperamos demais para enunciar as preces, para executar as tarefas que estão esperando, para serem cumpridas,
Para demonstrar amor que talvez não seja mais necessário amanhã.
Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel para desempenharmos no palco.
Deus também está esperando nós pararmos de esperar.
Esperando nós começarmos a fazer agora tudo aquilo para o qual este dia e esta vida nos foram dados.
Meus amigos: é hora de viver.

Autoria de Martha Medeiros

:: Postado por Cris Passinato às 11:47 PM
::
:: Enviar esta mensagem

O Autor da Praça

FÓRUM PAULISTA DA LUTA ANTIMANICOMIAL & ESPAÇO 2 DE ARTES
--------------------------------------------------------------------------------
Apresentam
 
Carrano autografando* a nova edição do livro Canto dos Malditos

 
que originou o filme Bicho de sete cabeças
(Há dois anos e meio do livro cassado, censurado e retirado das livrarias)
(*) Em 2003, Carrano participou do projeto O Autor na Praça, na ocasião aconteceu a primeira tarde de NÃO-AUTÓGRAFOS, pois o livro estava cassado.
 
Fórum Paulista da Luta Antimanicomial, projeto O Autor na Praça e Espaço 2 de Artes, promovem eventos de lançamento de uma nova edição do livro Canto dos Malditos, que originou o Filme Bicho de Sete Cabeças, dirigido por Laís Bodansky. Canto dos Malditos foi cassado, censurado e retirado das livrarias por dois anos e meio, sendo liberado agora após o empenho de Carrano, seu advogado e da Luta Antimanicomial. Esta nova edição traz o posfácio Continua a Luta Antimanicomial, onde o autor apresenta os tramites do processo de cassação e liberação do Livro, texto sobre a Lei Federal de Reforma Psiquiátrica e o momento atual da Luta Antimanicomial no ponto de vista do autor. Serão realizados dois eventos no projeto O Autor na Praça e outro no Espaço 2 de Artes - Cine Arte Lílian Lemmertz. Além da presença do autor haverá exibição do filme Bicho de sete cabeças, participação da diretora do filme Laís Bodansky (28/11), de atores, militantes da Luta Antimanicomial, o músico e compositor Madan, grupos de danças com performances, do cartunista Júnior Lopes realizando caricaturas e outros convidados. Toda a programação, informações sobre o autor e o livro abaixo.
 
Informações: Edson Lima – Tel. 3085 1502 / 9586 5577 – oautornapraca@oautornapraca.com.br 
FÓRUM PAULISTA DA LUTA ANTIMANICOMIAL – antimanicomial-sp@ig.com.br – Tel. 9154 4984
Realização: Fórum Paulista de Luta Antimanicomial, Edson Lima Eventos & AAPBC – Associação dos Amigos da Praça Benedito Calixto.
 
APOIO CULTURAL: FRAN`S CAFÉ & Restaurante São Benedito da Praça Benedito Calixto

:: Postado por Cris Passinato às 11:27 PM
::
:: Enviar esta mensagem

PROGRAMAÇÃO:

 

Dia 27 de novembro, sábado, a partir das 14h

O Autor na Praça – Espaço Plínio Marcos – Feira de Artes da Praça Benedito Calixto

Tarde de autógrafos da nova edição do livro Canto dos Malditos com a presença do autor Austegésilo Carrano Bueno e presença de militantes da Luta Antimanicomial, do cartunista Júnior Lopes realizando caricaturas e convidados com depoimentos e performances. Participação do Grupo Vidança, formado pelos dançarinos Marcos Abranches e Cláudio Moreno apresentando a performance de dança: "Equilíbrio e Desequilíbrio", que retrata a fragilidade de duas pessoas que transcendem do equilíbrio para o desequilíbrio buscando na loucura da vida a essência de viver. A apresentação é feita sobre músicas do filme Bicho de sete cabeças: Fora de Si, O Caminho das Pedras, O Buraco do Espelho, No Ponto de Ônibus e Bicho de 7 cabeças. Coreografia: Marcos Abranches - Elenco: Marcos Abranches e Cláudia Moreno. Duração: 10 min.

 

Dia 28 de novembro, domingo, a partir das 15h.

O Autor na Praça – Feira de Artes da Praça Omaguás – (Av. Pedroso de Morais, em frente ao FNAC – Pinheiros). Tarde de autógrafos da nova edição do livro Canto dos Malditos com a presença do autor Austegésilo Carrano Bueno e exibição em telão de um compacto com o Making-Off, depoimentos dos atores e trechos do filme Bicho de sete cabeças, dirigido por Laís Bodanzky, - que confirmou presença no evento - (a exibição está prevista para 19h). Participação do cartunista Júnior Lopes realizando caricaturas e do Grupo Vidança, formado pelos dançarinos Marcos Abranches e Cláudio Moreno apresentando a performance de dança: "Equilíbrio e Desequilíbrio" é um duo que retrata a fragilidade de duas pessoas que transcendem do equilíbrio para o desequilíbrio buscando na loucura da vida a essência de viver. A apresentação é feita sobre músicas do filme Bicho de sete cabeças: Fora de Si, O Caminho das Pedras, O Buraco do Espelho, No Ponto de Ônibus e Bicho de 7 cabeças. Coreografia: Marcos Abranches - Elenco: Marcos Abranches e Cláudia Moreno. Duração: 10 min.

 

Dia 29 de novembro, segunda-feira, a partir das 20h.

Espaço 2 de Artes – Cine Arte Lílian Lemmertz - Rua Clélia, 33 (ao lado do SESC Pompéia) – SP.

Evento multicultural de lançamento da nova edição do livro Canto dos Malditos, com a presença do autor Austregésilo Carrano Bueno, exibição do filme Bicho de sete cabeças na íntegra, participação de grupos artísticos, militantes da Luta Antimanicomial, atores e personalidades ligados à questão da reforma psiquiátrica brasileira. Para esta ocasião estão sendo convidados a diretora do filme Laís Bodanzky e alguns atores que participaram como Carlos Careqa, Gero Camilo. Já confirmaram presença, a atriz Soraya Aguillera.

 

Programação no dia 29 de novembro, a partir das 20h:

 

O músico e compositor Madan, apresentando dois poemas que abordam o tema da loucura: Dona Doida e Cabeça, de autoria da Adélia Prado musicados por ele.  
Cia. Experimental Mu... Dança – grupo de dança-teatro nascido numa instituição aberta de saúde mental, que ganhou autonomia e espaço nos meios culturais com seu primeiro espetáculo “das loucuras Da História”, apresentando a performance “África Rifting: diálogos”. 
Grupo Vidança - Formado pelos dançarinos Marcos Abranches e Cláudio Moreno apresentando a performance de dança: "Equilíbrio e Desequilíbrio", que retrata a fragilidade de duas pessoas que transcendem do equilíbrio para o desequilíbrio buscando na loucura da vida a essência de viver. A coreografia é baseada nas músicas do filme Bicho de sete cabeças: Fora de Si, O Caminho das Pedras, O Buraco do Espelho, No Ponto de Ônibus e Bicho de 7 cabeças. Coreografia: Marcos Abranches - Elenco: Marcos Abranches e Cláudia Moreno. Duração: 10 min. 
Exibição do filme Bicho de Sete cabeças (na íntegra) no Cine-Arte Lílian Lemmertz.
Dia 30 de novembro, terça-feira, a partir das 21h.

TERÇA-METRAGEM -  Bop Bistrô Eletrônico. 21h - Entrada Franca

Rua Inácio Pereira da Rocha 170  Vila Madalena - Tel  3813 0513

 

Noite de autógrafos da nova edição do livro Canto dos Malditos, com a exibição de um compacto do Filme Bicho de Sete Cabeças e comentários de Carrano sobre o livro e o filme. O compacto do filme apresenta trechos, Making-off e depoimentos – 26 min. Direção: Laís Bodanzky / Roteiro: Luiz Bolognesi / Produção: Sara Silveira por Dezenove Som e Imagens/ Caio Gullane e Fabiano Gullane por Gullane Filmes/ Luiz Bolognesi por Buriti Filmes/ Marco Müller por Fabrica

:: Postado por Cris Passinato às 11:25 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Lançamento do livro CIRCO NERINO
 

Pindorama Circus e editora códex Convidam para o lançamento do livro

 

LIVRO CIRCO NERINO

 

De Roger Avanzi e Verônica Tamaoki

 

Dia 29 de novembro – a partir das 19h

 

Galeria Olido – Sala Olido

Av. São João 473 – Centro São Paulo

19h – Homenagem ao Circo Nerino

20h15 – Sessão de autógrafos e coquetel

:: Postado por Cris Passinato às 11:25 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Cinema Negro na Cinemateca

 

Continua até domingo na Cinemateca a mostra "Cinema Negro", em homenagem ao mês da Consciência Negra. A programação desta semana inclui "O prisioneiro da grade de ferro", "Geraldo Filme", "Nelson Sargento", "Sete vidas", entre outros. Além desta mostra atual, a Cinemateca desenvolve outros projetos, como o Cinema Brasileiro, que apresenta todo último sábado do mês, às 14h, filmes brasileiros raros, com entrada gratuita. Lá também acontecem cursos, como "O cinema soviético do período silencioso", além do Curta Cinemateca.

Quarta a domingo, sessões às 19 e 21 horas

Cinemateca - Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana (entre a Sena Madureira e a Tutóia).

Informações - Tel. 3227 5065 - cinemanegro@globo.com

idealização e realização: Eufrasio Gatto Felix e Julio Calasso

:: Postado por Cris Passinato às 11:24 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 DÊ UMA CHANCE AO HAITI

 

DELE UNA OPORTUNIDAD A HAITI

BAY AYTI YON CHANS

DONNEZ UNE CHANCE AU HAITI
DELE UNA OPORTUNIDAD A HAITI

 

O Haiti precisa desesperadamente de ajuda. Não bastasse ser um dos países mais pobres do Ocidente, catástrofes geográficas agudizam a tragédia deste país onde já campeia a fome. Somente na região de Gonaives, ao norte do país, o furacão Jeanne feriu centenas de haitianos e matou mais de 500 pessoas, a maioria crianças de cinco e seis anos. Oitenta por cento da população foi atingida, 30% desta cidade está se recuperando das inundações e dezenas de milhares de pessoas estão desabrigadas.

 

O Haiti não é aqui, onde também sentimos fome e sede como em nosso nordeste, mas não podemos negar que o nosso mundo está globalizado, bem como os problemas do nosso planeta. Em São Paulo, foi criado um comitê que está arrecadando, além de roupas, calçados e remédios, também brinquedos para presentearmos as crianças haitianas neste natal de 2004. Trata-se da campanha “Dê uma chance ao Haiti”.

 

A idéia é estabelecer, na região sudeste ou em todo país, alguns pontos de arrecadação em locais públicos e de grande visitação popular. O repórter-fotográfico Vidal Cavalcante, que durante a ocupação militar americana no Haiti em 1994 esteve fotografando para o jornal O Estado de S. Paulo, mostrará imagens inéditas do cotidiano e cultura deste povo, a fim de sensibilizar as pessoas para as doações.

 

Alguns espaços já foram abertos a essa ação de solidariedade. Em São Paulo,  a Imã Foto Galeria, o Laboratório Tangran e o projeto “O Autor na Praça” cederam seus locais para a exposição de fotos e são postos de arrecadação.

 

Contamos com sua adesão. Vamos mostrar que a nossa solidariedade não termina em nossas fronteiras. Tentaremos tornar o natal do povo do Haiti um pouco mais feliz ou, quem sabe, mais suportável à sua dor.

 

PONTOS DE ARRECADAÇÃO E  LOCAIS DA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS

 

IMÃ-FOTOGALERIA

Rua Fradique Coutinho, 1239 - Vila Madalena

De segunda à sexta, das 10h às 19h

Sábado das 11h às 18h - Tel. 3816-1290

 

LABORATÓRIO TANGRAN

Rua Dr. Renato Paes de Barros, 533 - Itaim Bibi

De segunda à sexta, das 8h30 às 20h

Sábado, das 10h, às 16h - Tel. 3071-3173

 

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA PRAÇA BENEDITO CALIXTO

E NA BANCA DO PROJETO O AUTOR NA PRAÇA

Praça Benedito Calixto, 112 - Pinheiros

De 20/11 à  20/ das11/12/2204  10h às 17h - Tel. 3085-1502

 

Mais informações no telefone no email brimagens@brimagens.com.br nos telefones (11) 3868-3296 ou (11) 9411-1920

:: Postado por Cris Passinato às 11:23 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 III FEIRA PRETA CULTURAL

 

PRETA MULTIMIDIA apresenta a III Feira Preta Cultural

 

A Feira preta é interatividade religião R&B Shows DJS Mercado da Preta Black Folia Helião negra Li Fotografia Samba Lounge Culinária Achielles Luciano Funk U Filmes Hip Hop Beleza Negra Artes Plásticas Break Aleh Padre Ennes Mé Maior Ong Mattoli do Clube do Balanço Literatura Gospel Moda Rapsoulfunk Binho Artesanato Intervença Brasileira Graffiti Mãe Silvia de Oxalá Groove Maloca O Autor na praça Pai Francisco de Oxum Carlinhos MF Capoeira e muito mais...

 

Dia 28 de novembro de 2004 - das 11 às 19h

No estacionamento da Assembléia legislativa - em frente ao Parque do Ibirapuera

:: Postado por Cris Passinato às 11:22 PM
::
:: Enviar esta mensagem

TERÇA-METRAGEM no BOP Bistrô - Vila Madalena
 
O Terça-Metragem apresenta:
 
O cineasta Evaldo Mocarzel e o escritor e dramaturgo Austregésilo Carrano Bueno
 
O Cineasta EVALDO MOCARZEL exibindo e comentando os documentários
 
“A Margem da Imagem” - Documentário sobre os moradores de rua de São Paulo. Produção de Ugo Giorgetti. O curta discute a estetização da miséria e o roubo da imagem de quem está na exclusão social mais absoluta.
 
“Mensageiras da Luz – Parteiras da Amazônia” -Documentário sobre as parteiras tradicionais do estado do Amapá, no extremo Norte do Brasil. - 2003.
 
Exibição de compacto do Filme Bicho de Sete Cabeças - Trechos, Making-off e depoimentos – 26 min.
Direção: Laís Bodanzky/ Roteiro: Luiz Bolognesi / Produção: Sara Silveira por Dezenove Som e Imagens/ Caio Gullane e Fabiano Gullane por Gullane Filmes/ Luiz Bolognesi por Buriti Filmes/ Marco Müller por Fabrica
 
Após a exibição Carrano fará comentário sobre o livro e o filme e autografará a nova edição do livro Canto dos Maldito,  que originou o filme dirigido por Laís Bodansky. O livro foi cassado,  censurado e retirado das livraria por dois anos e meio)
 
rilhas de Cinema com o Dj Valter Nü
 
“Terça - Metragem” - Bop Bistrô Eletrônico, dia 30/11, terça-feira, a partir das 21h
Rua Inácio Pereira da Rocha 170 - Vila Madalena  - Tel  3813 0513
Entrada Franca
 
APOIO: projeto O AUTOR NA PRAÇA & FÓRUM PAULISTA DE LUTA ANTIMANICOMIAL
Revista de Cinema

:: Postado por Cris Passinato às 11:22 PM
::
:: Enviar esta mensagem


UM TRIO VIRALATA

 

O ótimo grupo acabou de voltar de sua terceira (ou quarta?) muito bem-sucedida turnê pela França. Não deixem de conhecer o sítio do grupo: www.umtrioviralata.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 11:21 PM
::
:: Enviar esta mensagem


SÍTIOS INTERESSANTES:


 
www.geppemaia.com.br - informações sobre os cartunistas Gepp e Maia (autores dos pôsteres de São Paulo entre tantos outros trabalhos)

www.culturaemercado.com.br - notícias, matérias e informações sobre o mercado cultural

www.areliquia.com.br - versão eletrônica do tablóide A Relíquia, sobre arte e antiguidades.
 
www.pliniomarcos.com - Sítio oficial de Plínio Marcos, com biografia, fotos, depoimentos e muitas Histórias das "Quebradas do Mundaréu..."
 
www.literaturaonline.com.br - Notícias e dicas sobre literatura e eventos literários
 
www.publishnews.com.br  - Enviam boletim com clipping diário do mercado editorial e informações culturais
 
www.ulissestavares.com.br - Sobre a vida, trajetória e muito mais do poeta
 
www.sampacentro.com.br - Tudo sobre o centro de SP: História, passeios, exposições, postais, informações culturais e muito mais
 
www.sosaci.org - Sociedade dos Observadores de Saci, cultura brasileira e campanha pela criação do Dia Nacional do Saci e seus amigos
 
www.projetosaci.org.br - reinclusão de crianças em situação risco através do resgate da cultura brasileira. 
 
www.marinheirocultura.weblogger.com.br - agenda e informações culturais
 
www.carlitomaia.etc.br - Quase tudo sobre o nosso Carlitos
 
www.afomeemsaopaulo.com.br - Sobre o livro com o mesmo nome e campanha
 
www.revistapalco.impg.com.br - Revista Palco eletrônica e outros links
 
www.gafieiras.com.br - Entrevistas e Notícias e do meio musical
 
www.sampaonline.com.br - Notícias e informações culturais
 
www.saopaulocafeturismo.com.br - Turismo e história na cidade de São Paulo
 
www.pindoramacircus.arq.br - Notícias do circo brasileiro

:: Postado por Cris Passinato às 11:20 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Adriana Mezzadri

:: Postado por Cris Passinato às 11:13 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Livros do Contador

Impressões de viagem – Síria Leonor Janeiro (P.V.P.: 15,00 €) Álbum de viagens

Lua do mar Nuno Garcia Lopes e Mafalda Milhões (P.V.P.: 11,50 €) Infantil

Os amigos são uma limpeza Nuno Garcia Lopes e Mafalda Milhões (P.V.P.: 11,50 €) Infantil

O livro de pentear macacos Nuno Garcia Lopes e Luís Prina (P.V.P.: 6,50 €) Infanto-juvenil

O livro de dar corda aos sapatos Nuno Garcia Lopes e Luís Prina (P.V.P.: 6,50 €) Infanto-juvenil

Crónicas do fim da semana Miguel Garcia Lopes (P.V.P.: 8,00 €) Crónicas

Sentido(s) da utopia Paulo Archer (P.V.P.: 6,00 €) Ensaio

Caos e razão Paulo Archer (P.V.P.: 10,00 €) Ensaio

Sonho dourado e outros contos Jorge Ruela (P.V.P.: 7,50 €) Ficção

Todas as línguas são estrangeiras António Ladeira (P.V.P.: 6,00 €) Poesia

Na lavra do dizer António Souto (P.V.P.: 6,00 €) Poesia

Caprichos António Souto (P.V.P.: 6,00 €) Poesia

Diafragma Francisco Manso (P.V.P.: 7,50 €) Poesia

Antologia da novíssima poesia portuguesa Coordenação de Pedro Mexia (P.V.P.: 9,50 €)

Arquipélago Nuno de Figueiredo (P.V.P.: 10,00 €) Ficção

Este pão não é de trigo, é de papoilas Nuno Garcia Lopes (P.V.P.: 9,00 €) Poesia

O sonolento hábito das casas Helena Marques e Nuno Garcia Lopes (P.V.P.: 5,00 €) Poesia

Poemas de constância e desafio Nuno Garcia Lopes (P.V.P.: 5,00 €) Poesia

:: Postado por Cris Passinato às 11:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Ofertas do Contador

Ofertas

Se encomendar um livro escolha um destes como oferta

Sobre a Visão Patrimonial de Herculano em Monumentos Pátrios, de Paulo Archer

Todas as Línguas São Estrangeiras, de António Ladeira

Na Lavra do Dizer, de António Souto

Caprichos, de António Souto

Sentido(s) da Utopia, de Paulo Archer

:: Postado por Cris Passinato às 11:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Se encomendar dois livros escolha um destes como oferta

O Livro de Pentear Macacos, de Nuno Garcia Lopes e Luís Prina

O Livro de Dar Corda aos Sapatos, de Nuno Garcia Lopes e Luís Prina

Diafragma, de Francisco Manso

Sonho Dourado e Outros Contos, de Jorge Ruela

Crónicas do Fim da Semana, de Miguel Garcia Lopes

Tempos e Lugares, de J. Vieira da Luz

Este Pão Não É de Trigo, É de Papoilas, de Nuno Garcia Lopes

Se encomendar três livros escolha um destes como oferta

Caos e Razão, de Paulo Archer

Lua do Mar, de Nuno Garcia Lopes e Mafalda Milhões

Os Amigos São uma Limpeza, de Nuno Garcia Lopes e Mafalda Milhões

Caminhos, de Maria João Baginha

 

Clique e conheça a nossa campanha de aniversário

Morada - Apartado 139

2304-909 Tomar

Telefones - 91 2568944

Email - geral@ocontadordehistorias.com

Internet - www.ocontadordehistorias.com

:: Postado por Cris Passinato às 11:06 PM
::
:: Enviar esta mensagem

O Contador de Histórias

O CONTADOR DE HISTÓRIAS faz anos e oferece-lhe um livro

 

 

 

A editora O Contador de Histórias celebra dia 27 de Novembro o seu 9º aniversário. Gostaríamos de partilhar essa data com os nossos amigos oferecendo-lhes um livro.

Para tal, basta encomendar-nos qualquer dos volumes abaixo indicados, até ao dia 15 de Dezembro, e escolher na lista de ofertas o livro que pretende.

Recebê-los-á pelo correio, pagando apenas o preço de capa do(s) livro(s) encomendados(s), sem quaisquer portes. Caso pretenda o envio à cobrança, o preço será acrescido de 2,50 euros.

Esta campanha inclui o livro «Impressões de Viagem – Síria», que poderá reservar desde já, estando disponível a partir do dia 2 de Dezembro.

 

Para ter acesso a esta campanha deverá enviar uma mensagem de correio electrónico para aniversario@ocontadordehistorias.com com os seguintes dados:

 

Nome; Morada completa; Endereço de correio electrónico; Numero de telefone; Modo de pagamento (cobrança/envio de cheque); Livro(s) que pretende adquirir; Livro(s) que escolhe como oferta

 

 

Títulos disponíveis para compra

(visite http://www.ocontadordehistorias.com/editora.htm)

 

:: Postado por Cris Passinato às 11:04 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Padre Lucas

VIVER EM COMUNIDADE É PERDOAR ATÉ PERDER A CONTA
Pe. Lucas de Paula Almeida, CM


       Viver em comunidade é perdoar até perder a conta. É perdoar sempre. Você já ouviu no Evangelho onde São Pedro, mostrando muito generoso, pergunta a Jesus se ele tem de perdoar o seu irmão até sete vezes. Na limitação de São Pedro era o máximo: sete vezes. E aí Jesus respondeu: "Não apenas sete vezes mas setenta vezes sete vezes, isto é, perdoar sempre, perdoar até perder a conta". E Jesus mostra aí então, através da parábola do Rei que perdoa e esse rei é o próprio Deus que perdoa toda a dívida do seu servo. Não tem que pagar nada. Dizendo-nos que Deus sempre nos perdoa.
       Aliás, a iniciativa do perdão é da parte de Deus. Há uma revelação muito bonita nisso. O nosso Deus é o Deus compassivo que nos perdoa sempre. A iniciativa parte sempre de Deus. Basta abrir o Evangelho: o filho pródigo, a mulher adúltera, a ovelha perdida, Zaquel. Se nós quisermos ganhar a felicidade dentro de nós temos que sentir essa experiência do amor de Deus que nos ensina também a perdoar.
       Outro dia alguém me disse: "Pe. Lucas, eu não consigo perdoar". E, no entanto, é a maior libertação que a pessoa pode ter ao perdoar. Perdoar até perder a conta. Esse é o sentido dos setenta vezes sete vezes.
       E olhe: Há uma coisa muito importante quando a pessoa perdoa, porque perdoar só traz benefícios:
       1-  Benefício para quem perdoa. A pessoa fica feliz, livra-se do rancor. Outro dia, soube de uma história de uma pessoa que estava doente, que vivia tomando remédio em cima de remédio. Uma pessoa da comunidade foi chamaar-me para conversar com ela e acabei descobrindo que a doença dela era ódio dentro do coração. No momento em que esta pessoa perdoou, ficou feliz, ficou bonita, recuperou a saúde física, porque ódio no coração traz é doença até para o próprio corpo. Quem perdoa adquire a paz. Quem perdoa não está fazendo benefício ao perdoado, não.  Está fazendo benefício a si mesmo. E além disso, o perdoado fica também livre do assédio de uma onda de ódio contra ele.
       Ele passa a crer no amor, talvez não hoje, mas amanhã e principalmente ele tem uma nova chance de vida.
       2-  Há tantos lugares para a gente perdoar e ser perdoado. Talvez, o lugar mais difícil para a gente perdoar e ser perdoado é na família. Eu acho que todo mundo numa família tem que fazer uma limpeza de perdão ressuscitador a cada noite. Ninguém pode dormir odiando o outro, porque seria dormir com um defunto. Se você odeia uma pessoa, você matou esta pessoa dentro do seu coração. São João nos diz que quem odeia seu irmão é um assassino. E se você dorme, você dorme com um defunto dentro do seu coração.
       No trabalho, na comunidade, é outra coisa. Se nós não perdoamos generosamente, diz Jesus, nós seremos medidos com a medida do não perdão. E outra coisa, porque você não pode perdoar se você também está cheio de erro? Então, são os efeitos do perdão: Rompe também esta cadeia horrorosa de ódio, de vingança.
       Diante das situações pelas quais o país passa, estamos precisando de um grande perdão nacional. "Ah! Perdoar tanta gente ruim! Se nós passássemos todos, o Brasil todo, por um grande perdão ressuscitador, nós teríamos um país novo, porque as coisas estão aí. Basta olharmos os jornais e aí a gente vê todas essas notícias que nós estamos vivendo. Massacres de tudo quanto é jeito.
       O perdão faz a gente nascer de novo, faz a gente se tornar uma nova criatura. Se nós nos perdoássemos profundamente, teríamos paz, partilha, amor. O perdão nos faz nascer, dentro de nós, uma nova pessoa. Perdoar como Deus nos perdoa. Numa palavra, perdoar como Deus perdoa. E não perdoar por medo de Deus. E dá para ter medo mesmo. Jesus nos diz nessa parábola: "Com a medida com que vocês medirem os outros, vocês serão medidos". Nós temos que perdoar porque Deus nos perdoou. E quer que nós sejamos irmãos. Essa é a grande verdade.  Mas perdoar é difícil. E como é difícil! E onde vou tirar a força do perdão dentro de mim? Está aí, na presença do amor de Deus dentro de mim que nos perdoa. Se Deus que é santo me perdoa, por que não perdoar os outros?
       Perdoar como irmãos porque Deus nos perdoa como filho amado, e não como devedores, mas como filhos.
       Qual de nós não experimentou a bondade de Deus? Nós podemos ser verdadeiramente duros e cruéis com os outros diante do que Deus fez e faz conosco? Logo, acabemos com esse egoísmo dentro do nosso coração, contra as pessoas. Vamos ter a grande generosidade de perdoar. Que hoje entre dentro do nosso coração o perdoar sempre.
       Perdoar, não porque estou fazendo o bem àquele que é perdoado, mas estou fazendo o bem a mim mesmo.
       Estou me colocando na esfera e na altura e me nivelando a Deus.

VOCÊ SE CADASTROU: PARABÉNS E MUITO OBRIGADO!

     Enviei-lhe nestas três últimas semanas um convite para voce se recadastrar a fim de poderem receber estes meus emails. E você preencheu o fomulário seguinte e me enviou uma resposta:
(  )  QUERO RECEBER, SEMANALMENTE, O COMENTÁRIO DO EVANGELHO DOMINICAL (TODA QUARTA-FEIRA) E UMA MENSAGEM  SOBRE O SENTIDO DA VIDA  (TODA SEXTA-FEIRA ) ".
       NOME COMPLETO:
       EMAIL:
       PROFISSÃO:
       CIDADE:
       ESTADO:
       PAÍS:
       TELEFONE:
       Parabéns. "Gente educada é outra coisa". Saiba que você é a pessoa mais importante  para o envio destes emails. Fico muito feliz  de ter você conosco, neste advento, começo da caminhada para o Natal. Gostaria imensamente de chegar aos 100 internautas que recebem esses emails.

:: Postado por Cris Passinato às 10:53 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Padre Lucas

 DOIS PEDIDOS-CONVITES IMPORTANTES:

         Peço-lhes que convide os seus amigos, parentes, freiras, irmãs, leigos, paroquianos, padres, pastores, bispos e pessoas de outras religiões para participarem  deste grande trabalho evangelizador. Envie, pois, os nomes e os emails de todas estas pessoas que Deus colocou no seu caminho,  para receberem essas mensagens e minhas  orações. Para aqueles que tem um grupo de amigos virtuais, convide-os também. Às vezes, basta apenas uma palavrinha sua, ou um convite seu. Mas é necessário que convide: " São muitos os convidados, quase ninguém tempo, a decisão é sua" (Pe. Zezinho) . Não podemos nos omitir. Faça a sua parte e tenho certeza que Jesus vai ficar contente com o seu convite às pessoas que Deus colocou no seu caminho. "Jesus  será mais conhecido e mais amado. Ninguém ama aquilo que não se conhece", não é verdade?.

VISITE O NOSSO SITE:  WWW.CATOLICOS.COM.BR


   
    Você já visitou o site : www.catolicos.com.br ? Se não, então visite.  Voce terá muitos cursos que  o ajudarão a crescer no conhecimento das coisas de Deus . O mais importante é que voce no final terá o seu sacrificio reconhecido com o diploma da Universidade Católica. Participe, pois,  de um dos 14 cursos  via internet ministrados pelo Pe. Lucas: TEOLOGIA POPULAR,  ( 3 anos) CRISTOLOGIA, (3 anos )  MARIOLOGIA, (2 anos) EXEGESE OU ESTUDO SOBRE A BÍBLIA (4 anos), LITURGIA E MÚSICA (2 anos)  É só você se cadastrar e acessar o site www.catolicos.com.br.  Envie este convite aos seus amigos.
       Com grande amizade do amigo e irmão em Cristo:
       PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM
       RUA JOSÉ CLETO, 320, APTO 304, BLOCO B
       BAIRRO PALMARES
       31155290 - BELO HORIZONTE -  MINAS GERAIS
       (031) 34260069 - (031) 99760069

:: Postado por Cris Passinato às 10:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Eu e o outro

Luiz Maia

Há um poema que diz: "Cristo não tem pés, só os nossos pés para conduzir pessoas em seus caminhos".O cristão é, por excelência, alguém que está a caminho. Nessa jornada, somos instrumentos de Deus.

Somos a presença d´Ele neste mundo. E temos da parte de Deus a promessa de que Ele guardará e protegerá todo aquele que se dispõe a caminhar em direção ao próximo.

Sem vacilar podemos colocar-nos a caminho, pois Ele guardará nossos pés. Podemos assumir a tarefa de sermos um Cristo para o outro, como disse Lutero. Sua proteção é mais forte do que as dificuldades do dia-a-dia.

A promessa de que Ele nos guardará nos anima a caminhar lado a lado com o irmão e a irmã para, então, conduzi-los no caminho que leva a Deus.

Se tivermos essa disposição, Deus nos livrará da prisão do eu, de querer caminhar apenas em direção ao crescimento pessoal, sem pensar nos outros; de querer subir na vida de forma egoísta, pisando sobre os outros.

Os nossos pés são uma dádiva de Deus que devem ser usados como instrumento de crescimento, de ajuda e não para oprimir aquele que está ao nosso lado e conta conosco.

Lembre-se: Deus quer libertar-nos do egoísmo e quer que nos voltemos para o próximo.

Permita que Ele aja em sua vida.

Que possamos sempre confiar na promessa de que Deus nos guardará, sejamos instrumento em Suas mãos.

Sigamos caminhando, proclamando e fazendo o bem por onde andarmos.

Carinhosamente,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn:
luizmaia1@hotmail.com

"A felicidade pode residir nas coisas mais simples da vida.
Ela vive no coração dos mansos, dos humildes, independente de serem pobres ou ricos.
Vive no peito daquele que tem o hábito de presentear com flores, quem costuma fazer do sorriso seu cartão de visitas."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 10:51 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Lançamento

Oficina Editores & Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de Janeiro convidam para o lançamento do livro de poesia

 

Carecas também pensam
 

de Flávio Dórea, dia 29 de novembro de 2004, no Surf Adventures, Shopping Downtown, Bloco 17, Lj 126, Av. das Américas 500, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ, a partir das 19h.

:: Postado por Cris Passinato às 10:36 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Dr Drauzio Varella

A arte de não adoecer

(Dr. Drauzio Varella)

Se não quiser adoecer – "Fale de seus sentimentos". Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo, a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos confidenciar, desabafar, partilhar nossa intimidade, nossos desejos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra é um poderoso remédio e poderosa terapia.

Se não quiser adoecer – "Tome decisão". A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagens e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer – "Busque soluções". Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer – "Não viva de aparências". Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre sar a impressão de estar bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso ... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer – "Aceite-se". A rejeição de si próprio, a ausencia de auto-estima faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer – "Confie". Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

:: Postado por Cris Passinato às 10:25 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Tradução Jean-Pierre Barakat

ONDE HABITE O OLVIDO 

Onde habite o olvido, 
Nos vastos jardins sem aurora; 
Onde eu apenas seja 
Memória de uma pedra sepultada entre urtigas 
Sobre a qual o vento foge de suas insônias. 

Onde meu nome deixe 
Ao corpo que designa nos braços dos séculos, 
Onde o desejo não exista. 

Nessa grande região onde o amor, anjo terrível, 
Não finque
como faca 
No meu peito a sua asa, 
Sorrindo cheio de graça aérea enquanto cresce o tormento. 

Ali onde termine esse afã exigindo um amo à sua imagem, 
Submetendo à outra vida sua vida, 
Sem mais horizonte que outros olhos face à face. 

Onde penas e ditas sejam tão somente nomes, 
Céu e terra nativos em torno de uma recordação; 
Onde por fim eu me liberte sem mesmo sabê-lo, 
Dissolvido em névoa, ausência, 
Ausência leve como carne de criança. 

Lá, lá ao longe; 
Onde habite o olvido.
 
Luis Cernuda, poeta espanhol (1902-1963)
(Fonte: Los Poetas http://www.los-poetas.com/b/cern1.htm#DONDE%20HABITE%20EL%20OLVIDO)
(Tradução Jean-Pierre Barakat)

:: Postado por Cris Passinato às 10:23 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Tradução Jean-Pierre Barakat

O ANJO BOM
 
Veio quem eu queria,
Quem eu chamava.

Não aquele que varre os céus sem defesas,
luzeiros sem cabanas
luas sem pátria,
neves.
Neves, dessas caídas de uma mão,
um nome
um sonho
um rosto.

Não aquele que aos seus cabelos
atou a morte.

Quem eu queria.

Sem arranhar os ares,
sem ferir folhas ou mover cristais.

Aquele que aos seus cabelos
atou o silêncio.

Para, sem me agravar,
cavar uma ribeira de luz doce no meu peito
e tornar a minha alma navegável.

Rafael Alberti, poeta espanhol (1902-1999)
(Fonte: Poéticas http://www.poeticas.com.ar/Directorio/Poetas_miembros/Rafael_Alberti.html)
(Tradução Jean-Pierre Barakat)

:: Postado por Cris Passinato às 10:22 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Tradução Jean-Pierre Barakat

XV

Se és bela como os Magos do meu país
Oh meu amor não irás prantear
O soldados mortos cuja sombra foge à morte
- Para nós a morte é uma flor do pensamento

É preciso sonhar com os pássaros que viajam
Entre o dia e a noite qual rastro
Quando o sol se afasta nas árvores
E faz de suas folhagens outra pradaria

Oh meu amor
Temos os olhos azuis dos presos
Mas os sonhos adoram os nossos corpos
Deitados parecemos dois céus no espelho d'água
E a palavra é a nossa única ausência

Georges Schehadé, poeta libanês (1905-1989)
(Fonte: http://leb.net/~philo/ )
(Tradução Jean-Pierre Barakat)

:: Postado por Cris Passinato às 10:21 PM
::
:: Enviar esta mensagem

PROMO MPB FM

 

Convidado Vip MPB Rival Petrobrá - Rio de Janeiro (RJ)

O Teatro Rival Petrobrás apresenta, dia 29/11 (segunda), show com o grupo Cambada Mineira, que recebe a participação especial de Lô Borges. Para ser o Convidado Vip MPB, da Rádio MPB FM, com direito a levar a acompanhante, CD do grupo e à consumação, ligue para o 2509-4790 ou clique aqui e concorra. Classificação: 16 anos. O resultado da promoção sai no dia do evento.

DIVULGANDO ESTE CONVITE:

www.poemasecancoes.com.br

&

www.cambadamineira.com.br

 

:: Postado por Cris Passinato às 10:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

E EM DEZEMBRO .... ESTÁ CONFIRMADO

 QUINTA PARTY – BALANÇO  !

Samba Soul, Samba Funk, Tim Maia, Benjor e afins !!

Rômulo Medeiros & Balanço Carioca – 09 e 23 de dezmbro

Vulgo Qinho & Os Cara (participação especial OMAR SALOMÃO)  – 16 de dezembro 

E a confraternização final de 2004 com

Mundo Brega S.A. – Tributo ao Brega !! – 30 de dezembro

AGRADECEMOS AOS NOSSOS APOIADORES

 

DIVULGUE QUEM APOIA A BOA MÚSICA !

:: Postado por Cris Passinato às 10:01 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Ainda Raulzito

 

Banda M-743 é

 Maurício Habert (baixo), Guilherme Carrera (guitarra),

Luca D’Andrea (percussão) e Bruno Braggion (bateria).

 PUB 9 & Lounge  -  O PRIMEIRO E LEGÍTIMO PUB DE NITERÓI

Rua Gal. Osório, 9 – em frente à Praça Leoni Ramos - São Domingos – Niterói

Informações e reservas: 2721-4408  -  21 horas – Ingressos: R$ 5,00

 TERÇA PARTY – ROCK!  é uma realização ELO Acústico

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=710745

 

:: Postado por Cris Passinato às 10:01 PM
::
:: Enviar esta mensagem

VIVA!!! VIVA!!!! VIVA SOCIEDADE ALTERNATIVA!!!!

TERÇA – FEIRA  -  30 DE NOVEMBRO    NO   PUB 9 & LOUNGE ... 

O  EVENTO  QUE  VEM  ANIMANDO  AS  TERÇAS-FEIRAS,

REUNINDO  GENTE  BONITA  E  MUITA  DIVERSÃO 

AO  SOM  DO  BOM  ROCK`N ROLL

 SE   DESPEDE   COM

 MARCIO  GUERRA  &  BANDA M-743      

 em

     RAUL VIVO  -  UM TRIBUTO A RAULZITO !!

UMA HOMENAGEM AOS 15 ANOS SEM O MALUCO BELEZA !!!

 

MARCIO GUERRA & banda M-743

Gita, Mosca na Sopa, Sociedade Alternativa, Alcapone,

Eu nasci há 10.000 anos atrás, Maluco Beleza,

Capim Guiné, e muitas surpresas em uma bela homenagem aos 15 anos sem Raulzito !!

 

 

:: Postado por Cris Passinato às 09:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Dicas da Cami

Duas dicas de peças!!!! ÚLTIMO FINAL DE SEMANA, CORRAM!!!

O Bem Amado - Comédia

Local: Teatro Arthur Azevedo (Av. Paes de Barros, 955  - Mooca)
 
Datas / Horários: Sex. e Sab.: 21h. Dom.: 19h. Ingr.: R$ 10,00 (Preço Popular)

Resumo: conta a história do prefeito de Sucupira, Odorico Paraguaçu que quer a todo custo inaugurar a sua obra mais importante: "O Cemitério".

Elenco: Wagner Reixelo, Siomara Schröder, Francisco Carvalho, Evill Rebouças, Alexandre Barros, Blota Filho e grande elenco.



A MANDRÁGORA - Comédia

Local: Teatro Imprensa (Rua Jaceguai, 400)
 
Datas / Horários: Sex. e Sáb.: 21h. Dom.: 19h Ingr.: R$ 20 a 40
 
Resumo: A Mandrágora é considerada um marco do teatro ocidental: é a primeira comédia moderna que atinge a dimensão de grande peça.

Elenco: Guilherme Santanna, Igor Zuvela, Paulo Marcos, Rodrigo Lombardi, Samantha Caracante, Sergio Mastropasqua, e Maria Alice Vergueiro (atriz convidad).

Espero que possam ver e se divirtam!!!
BEIJOSSSS
CAMI
http://www.teatrovida.blogger.com.br (visiteeeeeeeem)

This message was sent by Camila Sartorelli to friends.

:: Postado por Cris Passinato às 09:32 PM
::
:: Enviar esta mensagem

John Lennon

FIZERAM A GENTE ACREDITAR...
 
Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30  anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado , nem  chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a  metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido  quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um", duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas,  que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente.
Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém." ....
 
(John Lennon)

:: Postado por Cris Passinato às 09:27 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Oração pelas mulheres

ehehehehehehe

:: Postado por Cris Passinato às 09:26 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Dê para uma criança um bichinho de Natal

Dê para uma criança um bicho de estimação, um gatinho, um cachorro esperto, ou até um animal exótico que anda tão em moda, desde que não seja tirado da natureza (maldade pura), vale tudo para ensinar ao seu filho o valor de uma amizade, o respeito a vida, a admiração pela mãe natureza e acaba sendo uma reverência para Deus, criador de tudo.

Com cuidado constante, a criança aprende o que é fidelidade,
a mesma que esperamos que ela tenha quando crescer,
alimentando o animalzinho, a criança aprende o conceito de dedicação,
a mesma que esperamos dela durante a sua existência,
fazendo carinhos no seu \"amigo\", a criança aprende a distribuir amor,
e percebe que quanto mais amor ela dá, mais recebe.
A criança e o seu bicho de estimação acabam criando uma única entidade,
fazem da amizade algo bonito de se ver, de se admirar,
o animal por sua conta, quando bem tratado,
devolve um carinho que não encontramos nem nos nossos parentes,
uma fidelidade que chega ao ponto de muitos animais morrerem logo após a morte dos seus \"donos\", demonstrando com a própria vida, o seu infinito amor.

Por falar em morte, até na morte do animal de estimação, a criança aprende preciosa lição,
a saudade, a falta e o vazio, são preenchidos pelas lembranças dos bons momentos que passaram juntos, e assim, aquela foto na estante, do velho amigo, transforma-se em algo mais que simples recordação, é a própria demonstração de que a vida é eterna, através do amor que todos deveríamos sentir, uns pelos outros, por toda a natureza, por você mesmo, e principalmente por Deus, que neste momento deve estar passeando com todos os animaizinhos de estimação que se foram...

 

Carla Rosa Soares Lima
Sanepar/US Hidrogeologia

+ : carlarosa@sanepar.com.br
( : (41) 213-1748

:: Postado por Cris Passinato às 09:24 PM
::
:: Enviar esta mensagem

SHAKESPEARE!

E um dia você aprende que...


Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil
diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que
companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e
presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e
olhos adiante, com a graça de uma criança e não com
tristeza de um adulto.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar
exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai
feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoa-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e
apenas
segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um
instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer
mesmo a longas distâncias.

E o que importa não é o que você tem na vida, mas
quem você tem na vida.

E que bons amigos são a família que nos permite escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se
compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu
melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada,
e terem bons momentos juntos.

Descobre que devemos deixar as pessoas que amamos com
palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência
sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa
que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo,
mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar
serve.

Aprende que, ou você controla seus atos... ou eles o
controlarão,
e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter
personalidade,
pois não se importa quão delicada e frágil seja uma situação,
sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era
necessário fazer, enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o
chute, quando você cai é uma das poucas que o ajudam a
levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de
experiência que se teve, e que você aprendeu com elas, do
que quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos
são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes,e seria
uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem direito de estar
com raiva, mas isso não te dá direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você
quer que ame, não significa que esse alguém não sabe amar,
contudo, o ama como pode, pois existem pessoas que nos amam,
mas simplesmente não sabem demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você
será, em algum momento, condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração
foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que posso voltar para
trás, portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao
invés de esperar que alguém lhe traga flores...

E você aprende que realmente pode suportar... que
realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois
de pensar que não se pode mais.

E que realmente a vida tem valor e que você tem valor
diante da vida!


"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que
poderíamos conquistar, SE NÃO FOSSE O MEDO DE TENTAR."

Willian Shakespeare

:: Postado por Cris Passinato às 09:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Artur da Távola

Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender
                                                                         Artur da Távola


Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo, bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega,
doação e dádiva, mas esbarram na dificuldade de se tornar bonito.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.

Aí esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais de repente se percebem ameaçados
apenas e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram; exigem; rotinizam; descuidam; reclamam;
deixam de compreender; necessitam mais do que oferecem; precisam mais do que atendem; enchem-se de razões.
Sim, de razões.
Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação,
sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão.
Nem queira !

Ter razão é um perigo: em geral enfeia o amor, pois é invocado com justiça mas na hora errada.
Amar bonito é saber a hora de ter razão.

Ponha a mão na consciência.
Você tem certeza que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro,
da dor do desencontro, a maior beleza possível? Talvez não.
 
Cheio ou cheia de razões, você espera do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas,
quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer. Quem espera mais do que isso sofre, e sofrendo deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre igual criança. E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.

Não tema o romantismo.
Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.

Recomendam-se: encabulamentos; ser pego em flagrante gostando; não se cansar de olhar, e olhar;
não atrapalhar a convivência com teorizações; adiar sempre, se possível com beijos, "aquela conversa importante que precisamos ter", arquivar se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
 
Para quem ama toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda atenção possível.
Quem ama bonito não gasta o tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.

Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança
de nariz encostado na vitrine, cheia de brinquedos dos nossos sonhos): não teorize sobre o amor, ame.
Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.

Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade; não dar certo;
depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito); abrir o coração; contar a verdade do tamanho do amor que sente.

Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas,
atitudes sabidamente eficazes (não é sábio ser sabido):
seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.

Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs.
Falando besteiras, mas criando sempre.
Gaguejando flores.
Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.
Revivendo os carinhos que instruiu em criança.
Sem medo de dizer, eu quero, eu gosto, eu estou com vontade.
Talvez aí você consiga fazer o seu amor bonito, ou fazer bonito o seu amor, ou bonito fazendo seu amor,
ou amar fazendo o seu amor bonito (a ordem das frases não altera o produto),
sempre que ele seja a mais verdadeira expressão de tudo o que você é,
e nunca, deixaram, conseguiu, soube, pôde, foi possível, ser.

Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições.
Cuide agora da forma.
Cuide da voz.
Cuide da fala.
Cuide do cuidado.
Cuide do carinho.
Cuide de você.
Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim poder começar a tentar fazer o outro feliz.

:: Postado por Cris Passinato às 09:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Ajude a um site a se manter

:: Postado por Cris Passinato às 09:00 PM
::
:: Enviar esta mensagem

VOTE NO "O MAIOR BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS"

Journal Entry
Posted on Nov 25, '04 6:27 PM ET for everyone

http://www.isbt.com.br/omaiorbrasileiro/

Esse é o lik, não podemos esquecer dela, viu???

VOTE ELIS, EM MELHOR CANTORA!

Bjs,

Cris
edit entry · delete entry 
 link to this · reply to this

 

:: Postado por Cris Passinato às 08:32 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra do Dia

****************************************************************
* magenta *
****************************************************************
Em 4 de junho de 1859, as tropas franco-piemontesas de Napoleão III, comandadas pelo Marechal Patrice McMahon, derrotaram as forças austríacas na cidade italiana de Magenta, em uma importante batalha, obrigando-as a abandonar a Lombardia.

Mc Mahon foi nomeado Duque de Magenta devido a esta vitória e posteriormente chegou a ser presidente da IV República Francesa. A batalha de Magenta, que deixou 9.700 mortos e 4.600 desaparecidos, foi um passo importante na direção da unidade italiana. O nome desta cidade lombarda é muito antigo: provém do general romano Marcus Maxencius, que no século IV antes de Cristo estabeleceu ali seu quartel, que se chamou Castra Maxencia.

Pouco depois da batalha de Magenta, descobriu-se uma tinta de anilina de uma cor que se chamou magenta; embora esta descoberta não tenha qualquer relação com a batalha, esta foi tão comentada na sua época que o fato de ter ocorrido quase ao mesmo tempo levou a dar-se seu nome à cor da nova anilina. No entanto, muitos preferiram chamá-la 'fúcsia´ ao invés de magenta, em alusão à flor do mesmo nome e cor, assim denominada em homenagem ao botânico alemão Leonhard Fuchs (1501-1566), seu descobridor.

O magenta ou fúcsia não é uma cor espectral, ou seja, não se define mediante uma única longitude de onda. Compõe-se de uma mescla em partes iguais de vermelho e azul celeste; é, portanto, complementário do verde
**************************************************************
Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 08:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

BBC

BBC Brasil
25 de novembro, 2004 - 17h25 GMT (15h25 Brasília)
 
 
 
 
Pesquisadores trataram com sucesso amígdalas de 53 pacientes.
 
 
 
 
Mas escritor Gore Vidal elogia filme de Oliver Stone por tratar de 'bissexualidade'.
 
 
 
Já 'father' sequer apareceu na pesquisa, feita entre 40 mil pessoas em 102 países.
 
 
PANORAMA BBC
 
 
Panorama BBC discute combate à Aids em viciados. Mande sua pergunta.
 
 
Fale com a gente
 
Copyright BBC 2004

:: Postado por Cris Passinato às 08:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Pesquisa

Consumo de cerveja não aumenta barriga, diz estudo
Fonte: Ricardo Goncebat - Da EFE UOL Corpo & Saúde

Há poucos meses ficou demonstrado cientificamente que a afirmação "as massas engordam e não alimentam" é equivocada. Durante anos, a popular comida italiana foi erroneamente apontada como um alimento calórico, enquanto seus benefícios nutricionais foram esquecidos.

Porém, agora se sabe que a obesidade é causada pelo consumo excessivo de gorduras e não de carboidratos, o principal nutriente das massas, cujo consumo entre quatro ou cinco vezes por semana é até recomendado por especialistas.

Agora está sendo derrubado outro dos grandes falsos mitos da nutrição, com a comprovação de que, se existe um responsável pelo aumento da barriga, este não é a cerveja, que é pouco calórica em relação a outras bebidas alcoólicas.
O fato de a cerveja gerar aquela barriguinha é um mito infundado, segundo recentes estudos científicos.

Cerveja com moderação, não engorda
Uma equipe de pesquisadores do Reino Unido e da República Checa fez um estudo, para o qual entrevistaram um grupo de checos, considerados os maiores consumidores de cerveja do mundo, não encontrando nenhuma relação científica entre a quantidade de cerveja consumida e as dimensões da barriga.

Veja o restante deste artigo na integra em .........
http://www.mpsnet.net/virtualshop/TemasPolemicos.html

:: Postado por Cris Passinato às 04:39 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Canto triste

Luiz Maia

Hoje amanheci órfão da alegria. Perdi o poder de controlar a insatisfação pela vida que levo. Cansei de ser tão previsível, de ter tudo sob meu controle, de levar uma vida sem alçar vôos maiores. As perspectivas desapareceram todas, como por encanto.

Hoje sinto que a minha vida está perdendo o entusiasmo. Tornou-se insípida e tudo à minha volta perdeu o brilho e o sentido de dias atrás. Quantas dificuldades encontro de voltar a abraçar o mar que amo tanto, de pisar o chão de terra batida, de receber com alegria a chuva sobre o meu corpo, de tomar sorvetes à sombra de uma frondosa jaqueira.

Hoje amanheci órfão da alegria.
Cansei de levar minha vida a resolver problemas infindos, entender de amores desfeitos, de desejos calados. Já não busco amenizar as ações daqueles que só usam de violência, que fazem da destruição um meio de sentir prazer.

Hoje preciso ignorar a dor daqueles que têm um coração amargo. Não quero saber o porquê de tantos corações despedaçados. Hoje sou todo amargura e desencanto. Reservo-me o direito de ser e estar triste.

Hoje amanheci órfão da alegria.
Não encontro paciência e disposição para abrir mão dessa angústia que me invade, tentando obter a experiência desejada que venha ajudar-me a crescer internamente e a tornar-me maduro outra vez.

Maturidade é também perseverança. E, neste instante presente, abstenho-me de tê-la, pois o que desejo de fato é negar a vida. Já não penso em empenhar-me a fundo em um trabalho, estou às voltas com a desarmonia de um tempo que findou dentro de mim.

Já não vejo as flores que alegravam a minha estrada. Onde estão os beija-flores, os rouxinóis e patativas do meu lugar? Há contratempos desalentadores no meu caminhar, e os jardins das cidades já nem se lembram mais de mim.

Hoje amanheci órfão da alegria.
Creio que maturidade é abnegação. Já não disponho do desejo franco de cooperar. Por isso mesmo perdi por completo a capacidade de enfrentar o desagradável, os desprazeres e a decepção, sem me tornar amargo.

Aquele desejo tão grande de ajudar os outros sucumbiu diante da impotência que abraçou o meu ser. Ao invés de simplesmente dar a mão, acabei por me tornar omisso frente à responsabilidade de satisfazer, unicamente, ao meu desejo de permanecer inerte a tudo e a todos. Já não me seduzem o cantar de pássaros, o pôr-de-sol de Porto, até mesmo o sorriso dela.

Carinhosamente,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn:
luizmaia1@hotmail.com

"A felicidade pode residir nas coisas mais simples da vida.
Ela vive no coração dos mansos, dos humildes, independente de serem pobres ou ricos.
Vive no peito daquele que tem o hábito de presentear com flores, quem costuma fazer do sorriso seu cartão de visitas."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 04:38 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Clube do Petróleo

 

Planejamento do Clube do Petróleo

 

 

O Clube do Petróleo já está planejando para este final de 2004.

 

Um fato relevante para o Clube em 2004, foi o aperfeiçoamento dos cursos de Gerenciamento de Projetos, nós fomos pioneiros no Gerenciamento de Projetos dirigido à Indústria do Petróleo. Por isto mesmo, desenvolvemos inúmeras dinâmicas de grupo, sempre com exemplos do setor e introduzimos também as questões negociais/decisórias no  programa do curso “GAP” . Com nosso projeto visionário, conseguimos atrair os mais renomados “PMP”, para o nosso corpo docente. Outro ponto pioneiro, é que foi possível criar, com a participação especial do Professor  Bacoccoli, dois novos “cases projetos”, um é sobre a utilização do gás associado como recurso energético, enquanto que o outro é  sobre campos maduros. Durante o curso nossos alunos poderão desenvolver sua capacidade em “PM”, sempre trabalhando com base nestes cases/projetos. No último dia haverá uma  apresentação por partes dos alunos.  

 

O importante é que estamos prontos para iniciar nossa segunda turma do GAP (Gerenciamento Avançado de Projetos) neste próximo sábado (27/11), sendo que o GAP-2 , terminará no dia treze de dezembro. Esta nova turma foi privilegiada, pois será oferecida em um horário bastante flexível (sábados de manhã e segundas à noite).

 

Outro acontecimento importante, foi a confirmação do concurso da Agência Nacional do Petróleo, que irá ofertar centenas de vagas para profissionais de nível superior, com ótima remuneração. Foi justamente por isto, que resolvemos oferecer ainda em dezembro (8/12) nosso tradicional curso de DIREITO DO PETRÓLEO. Convenhamos, o mais complexo na preparação deste concurso, serão as questões ligadas diretamente ao setor, tais como: Legislação/regulação, fundamentos do “upstream” e do “downstream”, além da gestão ambiental do setor petróleo. As demais matérias são comuns a inúmeros concursos tais como: português, inglês e informática. Para agregar valor, o Clube do Petróleo irá  apresentar neste curso (em apenas um dia),  as principais leis e portarias da Indústria do Petróleo e do Gás, além de orientar sobre a bibliografia básica para estudo. É bastante provável que o Clube do Petróleo, se motive para oferecer um treinamento preparatório de curta duração, de até 20 horas. Nosso objetivo será informar e orientar os candidatos sobre as questões práticas do setor, que são desconhecidas pelos cursos preparatórios tradicionais do mercado.

  

Informações mais detalhadas sobre o GAP (Gerência Avançada de Projetos) e/ou sobre o Direito do Petróleo estão em nosso site www.clubedopetroleo.com.br ou pelos telefones (21) 2233.7580 ou 2518.0774    

:: Postado por Cris Passinato às 04:37 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Gitana

:: Postado por Cris Passinato às 04:36 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Cesar Villela e as mais modernas capas de disco do Brasil

 
 
Pela primeira vez, fãs da história da música e do design brasileiro vão ter a oportunidade de conferir um capítulo essencial e pouco registrado de ambas as mídias e ver capas e contracapas originais de discos do mais importante capista moderno brasileiro, Cesar Villela. Se hoje em dia a bossa nova tem uma linguagem visual bem resolvida, o mérito é todo de Cesar Villela, o designer que criou as capas dos discos mais fundamentais do movimento. Dentro de gravadoras como Elenco e Odeon, Cesar trouxe ao Brasil em suas capas a maturidade de selos como Blue Note, com uma linguagem visual bem definida e tão inovadora quanto a música dentro dos envelopes. Suas capas para a Elenco, com fotos em preto e branco em alto-contraste com detalhes em vermelho, se tornaram quase tão famosas quanto a própria bossa nova e simbolizam toda a simplicidade, modernidade e elegância do estilo. Cesar Villela participou ativamente da modernização da música brasileira, e a exposição atualmente em cartaz no SESC Vila Mariana é a ocasião perfeita para se observar isso pessoalmente, em 80 capas de discos dos anos 50, 60 e 70 de artistas como João Gilberto, Norma Benguell, Antonio Carlos Jobim, Elza Soares, Sylvia Telles, Dorival Caymmi, Noel Rosa, Nara Leão, Hebe Camargo, Baden Powell, Walter Wanderley, Odette Lara, Vinicius de Moraes e dezenas de outros.
 
Exposição: O Design de Cesar Villela
Resfest 2004
SESC Vila Mariana
Até 19 de dezembro
Grátis
 
 
-----------------------------------------------
O DESIGN DE CESAR VILLELA
 
Cesar Villela inventou o design moderno de capas de disco no Brasil. Entre o fim dos anos 50 e o começo dos 70, Cesar foi o autor de mais de mil capas, para discos importantes de artistas como Elza Soares, Walter Wanderley, Maria Bethania, Baden Powell, Sergio Mendes, Dorival Caymmi, Victor Assis Brasil, Sylvia Telles, Edu Lobo, Roberto Menescal, Norma Benguell, Odette Lara, Ary Barroso, Maysa e centenas de outros. Além disso, foi o responsável pelas capas dos álbuns de estréia de nomes como João Gilberto, Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Nara Leão, traduzindo em imagens sua música e criando, em parceria com o fotógrafo Chico Pereira, revoluções silenciosas que definiram todo o conceito que se tornou a representação visual da bossa nova e da mais moderna música brasileira da época.
 
Autodidata, Cesar trabalhou nos anos 50 como ilustrador no jornal O Globo e na agência de publicidade Standard, até que em 1957 passou a criar capas para a gravadora Odeon. Ficou na Odeon até 1961, a um ritmo de cerca de 25 capas por mês, criadas artesanalmente em uma era pré-Photoshop. Cesar trabalhou também em gravadoras como Imperial e Philips e criou capas para outras como Evento, Drink e Quartin. Mas seu trabalho mais famoso foi mesmo no revolucionário selo Elenco, criado por seu amigo Aloysio de Oliveira, que lançaria os mais importantes discos da bossa nova. Ali, Cesar criou uma linguagem marcante, até hoje cultuada e copiada.
 
Incorporando o conceito de "menos é mais", tão importante à bossa, Cesar desenvolveu na Elenco um visual impactante por sua simplicidade e beleza, geralmente utilizando-se de uma tipografia feita à mão e detalhes em vermelho sobre uma foto em preto e branco em alto-contraste. Evitando a poluição visual e os excessos, Cesar esbanjava criatividade em capas com design surpreendente, com ilustrações singelas e composições tão simples quanto geniais. As capas "limpas" e originais se tornaram marca registrada do seu estilo e da própria bossa nova.

:: Postado por Cris Passinato às 04:29 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Night Rio

v

:: Postado por Cris Passinato às 04:26 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Elos Clube - Usina de Letras

Caros Autores,

 

 

A Usina de Letras e o ELOS CLUBE (Instituto ao Serviço da Cultura em Língua Portuguesa) pretendem colaborar, juntamente com autores de nossa portal, no incentivo  à  LEITURA.

 

Queremos ajudar a vencer o vergonhoso índice de leitura em nosso pais.

 

Estamos preparando uma campanha de divulgação, cujo um dos pontos de contato são os Jornais do Interior.

 

Com  vossa ajuda, precisamos de levantar os colunistas de livros e/ou coluna social nos jornais do interior. Se você sabe de um jornal que tenha esta coluna, envie-nos o nome do jornal, do colunista e respectivos endereços, telefone e  e-mail.

 

Você estará participando duma campanha cívica para aumentar o índice de leitores, o que, diretamente também interessa ao autor que prestigia a Usina de Letras.

 

Favor enviar as informações para editor@usinadeletras.com.br

 

Att,

www.usinadeletras.com.br

ELOS CLUBE

:: Postado por Cris Passinato às 04:25 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Carinhos de amigo

:: Postado por Cris Passinato às 04:24 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Farmácia Popular

Para todos:
Ontem, eu fui experimentar o sistema da Farmácia Popular( do governo federal) , 2 medicamentos que eu gastaria R$ 60,00 em farmácia comum, gastei R$ 9,00.
Repasso para vcs o site http://www.saude.gov.br/farmaciapopular. No site, vcs poderão imprimir a lista de medicamentos.
A exigência é levar a receita médica dentro da validade de 30 dias. Vale receita de médico veterinário para quem  tem bichinhos, ok?
O horário é de 8 às 18h e aos sábados até 12 h.

Divulguem bastante.

:: Postado por Cris Passinato às 04:21 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Poesias pra salvar vidas

Agenda Cultura
Lançamento de Livro
06/07/2003
 
AUDITÓRIO II de Conferência do FENEP
Pavilhão de Eventos - Parque Brasil 500 - Paulinia-SP
 
Michele Leão, escritora da cidade, lança sua primeira obra "Falando de Amor".
Num mundo conturbado, onde há tanta violência e tristezas, a autora convida o leitor a viajar em um mundo onde poderá falar de amor.
 
200 - páginas( 14 x 21 cm)  - Apenas R$ 12,00.
 

 
Vendas : MODELO PAPELARIA E LIVRARIA LTDA
Av. Francisco Glicério,1293 - Centro
Cep: 13012-000 Campinas-SP
Fone/Fax: (19) 32350-3977
 

:: Postado por Cris Passinato às 04:19 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Eu leio

BBC Brasil
24 de novembro, 2004 - 15h06 GMT (13h06 Brasília)
 
 
 
 
Filmes enviados a eleitor da Academia foram parar na internet ilegalmente.
 
 
 
'Napalm nunca cheirou tão bem', diz o anúncio do Vietcong Purple Haze.
 
 
 
 
O colunista e o Dia da Filosofia, criado pela UNESCO.
 
 
Fale com a gente
 
Copyright BBC 2004

:: Postado por Cris Passinato às 04:14 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Para Mulher Moderna

 
Revista Shopping Comunidade Serviços Sobre o Bolsa

:: Postado por Cris Passinato às 04:11 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Convite da Anna Lú

Olá amigos, venho mais uma vez pra dizer que nessa próxima quinta feira dia 25 estrei fazendo minha ultima apresentação no shopping Paulista, o projeto volta somente em janeiro, então quem não foi e puder ir, vai curtir um som tranquilo e muito do Bom....
Espero vcs, estareilá das 18h ás 21.
Super beijo.
Anna Lú

:: Postado por Cris Passinato às 04:09 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Lindo texto

Humildade

Humildade e arrogância são inimigos.
Arrogância começa a partir de coisas
externas,
mas acaba bem dentro da alma, penetrando
e destruindo tudo. Uma pessoa com ego não tem
poder para entender o coração dos outros
que acabam se distanciando dela.
Uma pessoa com humildade é plena, seu único desejo é
doar. Humildade deixa aceitar o que o outro
está dizendo. Se você aceita hoje o que os outros
estão dizendo, eles aceitarão amanhã tudo que você disser.
Eles se aproximam de você com amor.
Humildade faz surgir o seu estado divino.

:: Postado por Cris Passinato às 04:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Os idosos da ASSOCIAÇÃO ALIANÇA DOS CEGOS

Os idosos da ASSOCIAÇÃO ALIANÇA DOS CEGOS,

 com sede à Rua 24 de maio,47 - São Francisco Xavier -
  Rio de Janeiro - RJ - Tel: 2502-4632 / 2273-3052,
estão passando por uma situação bem precária...
 Alguns dias, só têm como refeição, o café matinal.
 São 68 idosos cegos, abandonados pela família.
O propósito desta mensagem é pedir a colaboração
de todos, para que doem alimentos não perecíveis,
material de higiene e limpeza, agasalhos, etc,
A compra de uma vassoura fabricada pelos cegos
desta associação, também, ajudará bastante!
Entretanto, qualquer doação feita, apenas,
 em dinheiro é desaconselhável.
 
 
APOIANDO E DIVULGANDO ESTA MENSAGEM:
Sítio Poemas & Canções: www.poemasecancoes.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 03:59 PM
::
:: Enviar esta mensagem

"UM SOPRO DE BRASIL"

 "UM SOPRO DE BRASIL"

 
Altamiro Carrilho irá se apresentar neste mesmo evento nos dias 27 e 28 de novembro de 2004.
      
UM SOPRO DE BRASIL
Cerca de 250 músicos reúnem os vários timbres de sopro existentes no país, apresentando a diversidade dos instrumentos de sopro, suas possibilidades de arranjo, ritmo e naipes, dos eruditos aos populares. Apresentações musicais, oficinas, vídeo e instalação compõem a programação.

 O samba, o choro, a música instrumental e de câmara e as possíveis fusões dessas linguagens no sopro. Cada solista fará dois temas que retratem o seu caminho musical. Altamiro Carrilho, flauta(RJ);Paulo Moura, sax e clarinete(RJ); Mauricio Einhorn, gaita(RJ); Teco Cardoso, saxes e flautas (SP); Lea Freire, flautas(SP); Vinícius Dorim, saxes e flautas(SP); Adolfo Moreira Jr, fagote(RS); Joatan Nascimento, trompete e flugel(BA); Bocato, trombobe(SP); Mauro Rodrigues, flauta(MG); acompanhados por Benjamim Taubkin (piano), Webster Santos (violão), Rodrigo Campos(cavaquinho); Guello e Caíto Marcondes (percussão), Zeca Assumpção(contrabaixo) e Quarteto de Cordas sob direção da Mayra Moraes. Hermeto Pasqual engarrafando o som. Teatro. R$ 15,00; R$ 10,00 (usuário matriculado). R$ 7,50 (trabalhador no comércio e serviços matriculado e dependentes, aposentados e estudantes com carteirinha).
Dia(s) 27/11, 28/11 Sábado, às 21h e domingo, às 18h
SESC Pinheiros
 
        Altamiro Carrilho
  
www.altamirocarrilho.com.br
  

:: Postado por Cris Passinato às 03:56 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Escrevendo coisas...

Escrevendo coisas...
Sempre que começo a escrever, desde menino até hoje, me sinto um principiante.
Vou escrever alguma coisa que não sei o que seja, justamente para ficar sabendo.
Para isso, tenho que desaprender o que aprendi, me livrar dos preconceitos, das idéias que me foram impostas, de tudo enfim que possa tolher a minha liberdade de expressão.
Tento a cada dia recuperar esse estado de pureza.
Renascer a cada manhã.
Não digo que consiga sempre, mas tento.
Como se eu tivesse acabado de desembarcar neste mundo.
Para conquistar a condição de adulto, o ser humano tem de trocar a inocência da criança pela experiência do homem feito.
A partir desse momento, todo o seu empenho deve se voltar para desaprender o que aprendeu e recuperar a inocência perdida e tornar a olhar o mundo com os olhos lavados de pureza, de quem vê a vida pela primeira vez, como os da criança que ele foi.
Como quem renasce a cada manhã. os santos, os loucos, os mendigos, os perseguidos, os humilhados e ofendidos chegam lá mais depressa.
Em outras palavras: meu ideal hoje seria um dia reencontrar o jovem que fui e ele poder me estender a mão, dizendo:
- Você não me traiu. Em tudo que acreditava, você continua acreditando.

Autoria de Fernando Sabino

:: Postado por Cris Passinato às 03:53 PM
::
:: Enviar esta mensagem

BONDENEWS

Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2004


Brasil e Mundo | Cultura | Curitiba | Economia | Esportes | Internacional - BBC | Londrina | Mercado Financeiro | Paraná | Polícia | Política | Rural

:: Postado por Cris Passinato às 03:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

A Vida

 

A VIDA
 
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já
são seis horas...
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já Natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida...
Quando se vê, passaram-se 50 anos...
Agora, é tarde demais para ser reprovado...
 
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada
e inútil das horas... Seguraria o amor, que está muito à minha frente, e
diria que eu amo...
 
Dessa forma, eu digo: não deixe de fazer algo de que gosta devido à
falta de tempo. Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de
ser feliz.
 
A única falta que terá, será a desse tempo que infelizmente... nunca
mais voltará.
 
(Mario Quintana)

:: Postado por Cris Passinato às 03:50 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Humor

:: Postado por Cris Passinato às 03:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Fazer amor é pisar na eternidade!!!!
 
 
Fazer amor é coisa séria demais...
Não basta um corpo e outro corpo, misturados num desejo insosso, desses que dão feito fome trivial, nascida da gula descuidada, aplacada sem zelo, sem composturas, sem respeito, atendendo exclusivamente a voracidade do apetite.
Fazer amor é percorrer as trilhas da alma,   uma alma tateando outra alma, desvendando véus, descobrindo profundezas, penetrando nos escondidos, sem pressa com delicadeza... porque alma tem tessitura de cristal, deve ser tocada nas levezas, apalpada com amaciamentos...até que o corpo descubra cada uma das suas funções.
Quando a descoberta acontece é que  o  ato  de amor começa.
As mãos deslizam sobre as curvas, como se tocando nuvens, a boca vai acordando e retirando gostos, provando  os sabores, bebendo a seiva que jorra das nascentes escorrendo em dons, é o côncavo e o convexo em amorosa conjunção.
Fazer amor é Ressurreição !!!
É nascer de novo:  no abraço que aperta sem sufocamentos no beijo que cala a sede gritante, na escalada dos degraus celestiais que levam ao gozo.   
Vale chorar, vale gemer...vale gritar, porque aí já se chegou ao paraíso, e qualquer som ha de sair melódico e afinado, seja grave, agudo, pianinho... há de ser sempre o acorde faltante quando amantes iniciam o milagre do encontro.
Corpos se ajustaram, almas matizaram...Fez-se o Êxtase!  É o instante da Paz... é a escritura da serenidade!
E os amantes em assunção pisam eternidades !!!
 
(texto de um frei do colégio Santo Agostinho)

:: Postado por Cris Passinato às 03:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Natura e Green Peace, pró a bioenergética

novembro - 2004



     
 
ATENÇÃO:
Caso você esteja com problemas para acessar os links do e-mail, selecione e cole o caminho abaixo no seu browser: http://www.natura.net/newsletters/bemestarbem/ccl16_04/index_m.htm

:: Postado por Cris Passinato às 03:42 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Livre Pensar

Livre Pensar     

Ano III - Número 605  -   25 de novembro de 2004
Do ponto mais Oriental das Américas - João Pessoa - Paraíba - Brasil  

 

 

Olhos Teimosos

 

 

                                   Ivaldo Gomes

 

 

 

Seus olhos, assim dorminhocos.

Encontram os meus boquiabertos.

E de certo, sonolentos,

Lamento a luz ofuscante,

Nos teus, meus, olhos abertos.

De certo só o sono,

O sonho, as esperanças,

No nosso olhar.

:: Postado por Cris Passinato às 03:36 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Simplicidade

 

 

 

                                                                                       Ivaldo Gomes

 

 

A simplicidade é de difícil visão.

Nota-se pouco, pois pouco é cobiçada.

Os simples são muito metódicos.

Disciplinam-se em não possuir.

Não possuindo diminuem a avareza.

Abundante em nós e contra nós.

É difícil entender de simplicidade.

Sem praticá-la, vive-la é difícil.

:: Postado por Cris Passinato às 03:35 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Sem enrolação

 

                         

                                                             Ivaldo Gomes

 

 

Digo sim.

Digo não.

 

Sim é sim.

Não é não.

 

Sem enrolação.

 

 

__________________________________________________________________________
Essa coluna é editada por Ivaldo Gomes e colaboradores. Se por acaso você não deseja continuar recebendo, basta dar um retorno pedindo para retirar. Se quiser indicar alguém para receber, basta solicitar pelo e-mail ivg@terra.com.br  @ Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que citada a fonte.  O Livre Pensar não envia arquivos executáveis anexados à suas mensagens.

 

"A única disciplina que reconheço é a do coração que domina".
Saint-Exupéry

:: Postado por Cris Passinato às 03:35 PM
::
:: Enviar esta mensagem

ABEPEC

ABEPEC
 
www.abepec.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 03:33 PM
::
:: Enviar esta mensagem

LUIZ MAIA

 



       Jornal'Ecos: Periódico Quinzenal: Edição N° 5 -  25 Novembro 2004       

 

N°5

Sociologia  

Um novo tempo

 Luiz Maia

 
 

 
       
  ...... Cremos que o momento de dificuldades, pelo qual passa o mundo, vai se modificar e em breve novos conceitos nas relações interpessoais serão postos em prova. É claro que a amarga experiência dos povos, de viverem em sociedades eternamente conflituosas, estabelecerá parâmetros compensatórios que nos levarão à criação de um novo modelo de sociedade. Nada como os obstáculos que se nos apresentam a cada momento para fortalecer o nosso crescimento interior.
 
Não fossem os obstáculos, seríamos todos mais fracos, pessoas inoperantes e descrentes de tudo. Sintamos a necessidade cada vez maior de crermos numa sociedade mais digna, onde a injustiça vigente, nas mais variadas formas de exclusão, dê vez à oportunidade para todos viverem sob o mesmo sol. Vivemos o instante perfeito para criarmos as mudanças por melhores dias de que tanto necessitamos.
 
Cremos na união dos seres humanos como única forma para estabelecermos um fim na onda de pessimismo que se abateu sobre a humanidade. Precisamos observar com mais carinho os sons que anunciam um novo tempo. O momento presente nos instiga a emprestarmos ao mundo o encantamento pela vida que vem de nossas almas.
Somemos esforços visando a efetiva realização dos nossos sonhos, imaginando que eles possam ser por todos vividos e sentidos conforme o nosso querer, e que essa nova realidade possa ser reconstruída em bases sólidas, não dando chance às desilusões que poderiam obscurecer a nossa alegria.
 
Cremos em todos nós, seres humanos capazes que somos de transformar noites escuras em dias plenos de sol. Cremos nessa luz interior, que nos ilumina a cada amanhecer. Cremos no bem que reside em nossas almas e que está a aflorar. Cremos no espírito forte que sobrevive em todos nós até hoje, sentimentos determinantes que nos conduzirão ao local que almejamos.
 
Portanto, será através dos nossos sonhos, da nossa eterna esperança - que nunca calou, da luta por uma tomada de consciência que nos uniu um dia, que já podemos antever o clarão de um novo tempo: um mundo sem fronteiras, sem exclusões. Sejamos todos os construtores dessa linda realidade, abraçados que estamos aos mais nobres ideais.

Patrocine esta Página

 

Analyse d'audience

Conexão para traduções 

Dicionário da língua portuguesa em linha

 

:: Postado por Cris Passinato às 03:27 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Jornal Ecos

http://www.ferool.info/jornalecosmaia.htm
 

Brasil

Luiz Maia, escreveu.... Um novo tempo

Patrocine Jornal'Ecos

Chamo-me Luiz Maia. Nasci em 20 de agosto de 1947, no Recife-PE. Em 1999, comecei a escrever sobre minha vida. O resultado foi o lançamento do livro "Veredas de uma Vida". No ano seguinte, iniciei uma série de crônicas que se transformou no livro "Sem Limites Para Amar". Em 2004, aconteceu o lançamento do livro de textos reflexivos intitulado "Cânticos", em parceria com Ana Emília. A experiência de escrever e publicar três livros reforçou em mim o gosto pela literatura. É a prova de que podemos seguir caminhando pela vida, com uns sonhos na cabeça e muita esperança no coração, em busca de nossos ideais.


Patrocine esta página

:: Postado por Cris Passinato às 03:26 PM
::
:: Enviar esta mensagem

LUALMA

Pessoa, eis os destaques das novidades semanais:
As previsões para 2005 no Tataritaritatá.
Poeta do Mês: Márcia Maia & muito mais no Guia de Poesia.
Ronaldo Costa Fernandes, Mariza Lourenço & outras coisas no Varejo Sortido.
Brinquedo de Criança e outras dicas do Alvoradinha no Brincarte.
Roberta Granchi, As Quatro Vozes, Claudio Lacerda & mais ainda no Música, Teatro & Cia.
A Pingueluda no Bloguerótico.
Nâo à violência contra a mulher no VMD/Nascente, tudo isso & muito mais pode ser visto acessando: http://varejosortido.weblogger.terra.com.br
Beijabrações e bom final de semana
 
 

:: Postado por Cris Passinato às 03:24 PM
::
:: Enviar esta mensagem

EU QDO QUERO, FALO!


Acredito que ainda não tenha a idéia de quanto Maria Rita transformou, ou veio a contribuir positivamente pra uma rebuscagem de nossas origens da música.
Até mesmo os brasileiros, a crítica e a mídia, já descrentes pela crise forte que a nossa música sofreu por diversos anos, olharam incrédulos acreditando ser um forte produto de marketing a ser jogado por uma gravadora multinacional em nosso cenário nacional.
Pode ser que de início, MR tenha se enganado e buscado a estratégia errada aliando-se ao marketing, pois escolheu uma gravadora que tinha um dos maiores nomes e homens da área, com sua sólida empresa escolhendo um slogan de lançamento, ao meu ver e acredito que pra muitos, preciptado, mas apaixonado, pois Washington Olivetto, dono da W/Brasil, uma das maiores e melhores, premiadíssima agência de propaganda do nosso país, a quem foi responsabilizada só a idéia e o lançamento do primeiro álbum de MR, conhecida e amiga pessoal de seu filho, que havia trabalhado outrora com ele, e assim mantendo uma relação afetiva de quase uma filha, enfim entusiasta que é, arriscou no slogan que ela seria a cantora que todos nós esperávamos. Pra mim, um pouco profecia, pois eu aguardava alguém como ela, sei lá, poderia ser qualquer outra, mas que tivesse o seu perfil, sua perspicácia, seu preparo, coerência e maturidade para enfrentar os abutres que ela vem enfrentando com a bravura de uma mulher de fibra, ainda mostrando uma evolução vocal nítida e de palco sem comentários, pois é completamente inexplicável a química e magia exercidas por seu olhar e sua doçura, aliados a oportunos rompantes de turbulência em sua interpretação sentindo as letras, balbuciando a cada verso das músicas que essa diz ter uma relação quase que com a sua vida, ou seja confundi vida-música-palco e isso nos dá uma força de estar ao seu lado acompanhando que não se explica mesmo.
Mas isso tudo se aliou a ela ser filha de um mito, ter uma família explendidamente musical e competente, além de seus conflitos e reflexões já relatados para mídia, MR só se lançou com a certeza de que era realmente aquilo que ela queria pra ela, só se lançou quando se julgou e se avaliou preparada e com produtos como o CD e DVD muito bem fechados e feitos, nada de amador no que se viu, por isso o susto, pois ela não tinha notoriedade e nem mídia atrás dela no seu percurso anterior "pela porta de trás" nas suas participações em álbuns e shows de outros artistas e assim, quem não conhecia ou viu pela primeira vez se chocou, pois normalmente há um produto meio chinfrim do primeiro álbum de muitos que surgem por cá, no Brasil, os lançamentos como os dela, só se viram em artistas que hoje são considerados como os melhores e nomes que se consolidaram facil e rapidamente também e muito questionados de fato, em seu início, como produtos, produzidos, mas o que o artista tem a fazer, não é isso? Produção? Então?
Mas o pior não era essa a insegurança, novamente muito no início, as pessoas a viam como um verdadeiro "fantasma" de sua falecida precocemente mãe, e isso não era nada bom. Está bem, a semelhança física e vocal estão ali e é um orgulho, mas daí virar o único e sempre citado referencial, daí já é um exagero, pois é a MR quem está viva e aí latejando sucesso e talento, pois ela é muito talentosa mesmo, não há como negar, mesmo os mais teimosos e despeitados ficam a repetir o fato de que ela imita ou mesmo tenta se aproximar, se influencia, enfim um cansaço desnecessário a quem só quer sair pela estrada a cantar e encantar com seus shows que nada deixam a desejar...
Digo que se eu fosse os portugueses, esquecia essa bobajada toda de comparações e ia como se fosse conhecer uma cantora qualquer e sentisse o arrepio na alma que todos sentem quando olham a linda "Menina da Lua".
Isso sim, é a verdade, é a mágica do negócio todo - MARIA RITA POR SI SÓ!
_________________
Um abraço,
Cris Passinato




 Posted by Hello

--
Posted by Cris Passinato to Para Maria Rita - a Vida é mais Leve com a música dela! at 11/25/2004 01:43:44 PM

:: Postado por Cris Passinato às 03:19 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Buena Vista Social Club

Canal GNT - Net

Cuba à vista
Às 21h30, o GNT apresenta “Buena Vista Social Clube”, documentário com depoimentos dos músicos do grupo cubano e trechos de suas apresentações, inclusive do show que os reuniu durante a rodagem do filme dirigido por Wim Wenders.

:: Postado por Cris Passinato às 10:39 AM
::
:: Enviar esta mensagem

COMBATENDO A PIRATARIA

CUIDADO, GENTE!

Ele não oferece só esse, ele oferece mais e anuncia em vários sites!

Link de denúncia: http://www.mercadolivre.com.br/brasil/ml/org_ayuda.main?as_new_tkt=293&as_faq_item_id=23699134&as_subject=Este+produto+esta+violando+a+política+do+site

Produto Pirata : http://www.mercadolivre.com.br/jm/item?site=MLB&id=23699134

Nós estamos de olho e combatemos a pirataria!!!!!

:: Postado por Cris Passinato às 04:12 AM
::
:: Enviar esta mensagem

EU DETESTO COLÉGIO DE FREIRAS POR ISSO!!!!

NOTÍCIAS
REDES SOCIAIS
19/11/2004
Justiça censura páginas do Orkut

Para os que acreditavam em liberdade de expressão irrestrita na internet, uma má notícia. Em decisão recente, a Justiça determinou a retirada do ar de uma comunidade do Orkut dedicada a ex-alunos do Colégio São Paulo, de Teresópolis.

O pedido foi feito pelas freiras da Congregação das Irmãs Angélicas, que dirigem o colégio. Elas teriam ficado ofendidas com as críticas à instituição veiculadas pelos membros da comunidade. Para mais informações sobre o caso, leia nesta sexta-feira o caderno Vida& do Estado.

Essa não é a primeira intervenção judicial direta contra informações veiculadas por brasileiros na internet. Em artigo publicado no começo de outubro, Túlio Viana, professor de direito da PUC-MG, comenta o caso da comunidade “Enganados pela Artha”, também hospedada no Orkut. Leia mais no site Tulioviana.org

De acordo com o advogado, a ação movida pelos proprietários da agência de viagens Artha, de Belo Horizonte, foi a primeira no Brasil a resultar em censura contra uma comunidade hospedada no site de relacionamentos.

Viana argumenta, no entanto, que apesar da tentativa de cerceamento, a internet configura-se como um ambiente onde a liberdade de pensamento encontra campo para ser efetivamente contemplada.

O professor ressalta que a tentativa da empresa em calar a insatisfação de seus ex-clientes não adiantou em nada. Além da repercussão do caso, que amplificou as críticas pela própria web, uma nova comunidade com o mesmo propósito foi aberta no Orkut por um estrangeiro, que não pode ser processado. (Se você for membro do Orkut, conheça a comunidade aqui)

Mais artigos sobre casos semelhantes:

Tribuna da imprensa 1
Tribuna da imprensa 2

André Mascarenhas

:: Postado por Cris Passinato às 08:15 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra Cantada

Faça suas perguntas para
 Palavra Cantada
 
Considerada uma das melhores produções de música infantil do Brasil, a Palavra Cantada, dupla formada pelos músicos e pesquisadores Paulo Tatit e Sandra Peresestá comemorando 10 anos de seu trabalho com o lançamento de seus clássicos em CD e DVD. 

A entrevista com a Palavra Cantada
 inaugura a retomada da seção "Outras Palavras" da Página da Música. Se você quiser fazer suas perguntas para os artistas, envie-as até o dia 19 de novembro, com seu nome, para o e-mail redacao@paginadamusica.com.br .

Entre as músicas mais que conhecidas pelo público infantil e adulto estão Rato, Criança não trabalha, Sopa e Pindorama. Procurando mostrar aos educadores como pode ser, do ponto de vista musical, a infância de cada criança, Palavra Cantada já produziu mais de nove CDs e é também um selo, surgido em 1994. O objetivo desse trabalho é compor canções infantis com boa qualidade, nas letras, músicas e nos arranjos. Entre os discos estão Canções de Ninar (1994), Canções de Brincar (1996), Cantigas de Roda (1996), Canções Curiosas (1998), Mil Pássaros (1999), Noite Feliz (1999), Canções do Brasil (2001) e Meu Neném (2003).

O primeiro título foi logo agraciado com o Premio Sharp de Melhor Disco Infantil. O mesmo prêmio voltou a fazer parte do Palavra Cantada outras duas vezes: em 1997, com Canções de Brincar, e em 1998, com Canções Curiosas. A reconhecida escritora infantil Ruth Rocha participou de um desses trabalhos, Mil Pássaros, para juntar música e história. E o Canções do Brasil é um CD-livro feito a partir de pesquisas e canções infantis recolhidas em 26 Estados brasileiros, apresentando o bumba-meu-boi do Maranhão,o maracatu de Pernambuco, o samba do Rio de Janeiro, a congada de Minas e o rap paulista. Trabalho primoroso que as crianças merecem. Saiba mais: www.palavracantada.com.br.

Na seção "Outras Palavras" quem faz as perguntas ao artista é você, leitor. Os assinantes da Página da Música recebem antecipadamente um boletim divulgando o nome do entrevistado na seção e têm um prazo para encaminhar as suas perguntas. Ressaltamos que, caso o número de questões seja elevado, faremos uma seleção das mesmas.
A entrevista será conduzida por um jornalista da Página da Música e publicada no site.

:: Postado por Cris Passinato às 07:11 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Frei Giribone

XXXIII  Domingo – Tempo Comum (C)
 

 

“DEVEMOS PERMANECER FIRMES NA FÉ EM MEIO AS TRIBULAÇÕES DE NOSSA OPÇÃO POR JESUS CRISTO”.

 

Queridos irmãos e irmãs, louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!!!

 

A nossa preocupação como cristãos deve ser a vivência do amor dentro da realidade onde estamos. Veremos muitos males provocados pela incompetência do homem em fazer o mais correto. Devemos permanecer firmes na fé e na prática do bem em meio a tudo o que acontece. Os cristãos devem ser agentes de transformação da sociedade através do anúncio da presença do Cristo Ressuscitado dentro do mundo. Quanto mais o homem se afasta de Deus, mais provoca desgraças destruindo a si mesmo, a natureza e seus semelhantes.

 

OREMOS: Senhor nosso Deus, fazei que a nossa alegria consista em vos servir de todo o coração, pois só teremos felicidade completa, servindo a vós, o Criador de todas as coisas. Por nosso Senhor Jesus Cristo na unidade do Espírito Santo. Amém.

 

EVANGELHO (Lc 21, 05-19):

 

Naquele  tempo, algumas pessoas comentavam a respeito do templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: “Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”. Mas eles perguntaram: Mestre, quando acontecerá tudo isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer?” Jesus respondeu: “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu’ e ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais esta gente! Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim”. E Jesus continuou: “Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu. Antes porém, que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues as sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. Todos vos odiarão por causa do meu nome. Mas vós não perdereis um só fio de cabelo de vossa cabeça. É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”

 

"É PERMANECENDO FIRMES QUE IREIS GANHAR A VIDA!”

A adesão ao projeto de Jesus Cristo sempre trará muitas complicações para nós. Jesus não veio nos trazer uma teoria sobre a vida após a morte. Ele demonstrou com sua morte e ressurreição que a nossa vida não é uma mera coincidência. Estamos nos preparando para o eterno.
Jesus Cristo o Filho de Deus veio nos apresentar um projeto de vida que tem como finalidade nos dar a verdadeira realização e o reconhecimento que somos filhos muito amados de Deus. Seguimos a Cristo na alegria e na tristeza sendo que sentimos em nosso interior uma felicidade que o mundo é incapaz de experimentar por se fechar em seu próprio egoísmo. Muitas pessoas tentaram e tentam alcançar esta felicidade, mas a fonte da verdadeira realização está em nosso contato íntimo com Deus através da descoberta constante da vontade de Deus em nossa vida.
Não existe como aceitar a Cristo em nossa vida, sem aceitar as perseguições e dificuldades que a busca de uma vida nova produz. A perseverança é  fundamental para podermos estar preparados para o momento final de nossa existência terrena.

Muitas pessoas hoje querem falar em nome de Jesus. Mais assustam, com seu subjetivismo, do que colaboram para um crescimento da comunidade. Não devemos buscar respostas no sobrenatural produzido por nossas motivações fantasiosas. Em primeiro lugar devemos amar aquilo que o Senhor deixou para nós em sua Santa Igreja. É na prática das virtudes no dia a dia de nossa vida que iremos nos santificar.

A verdadeira alegria dos filhos de Deus só se poderá alcançar remando contra a correnteza de egoísmo implantada neste mundo pelo pecado. A perseguição é conseqüência da vida do que assume a Cristo na sua totalidade.

Hoje as pessoas estão tentando fugir do materialismo admitindo a necessidade de alguma religião. Infelizmente procuram substitutivos alienantes deixando de lado a prática de uma verdadeira espiritualidade. A luta do cristão nesta vida é perseverar nos valores perenes apresentados por Jesus Cristo. A concretização destes valores muitas vezes se voltam contra nós mesmos nas perseguições que enfrentamos. Neste momento devemos olhar em primeiro lugar para o nosso interior não nos deixando levar pelo mais fácil.

As acusações humanas que possam nos fazer no seguimento de Cristo não nos devem abalar. Devemos temer os relativismos que podem nos levar a uma prática egocêntrica que se fecha à ação da Graça de Deus em nós.

 

“Senhor Jesus! Ajudai-nos a perseverar em meio as seduções do mundo.”

 

 

Rio Grande, 08 de novembro de 2004.

 

 

  FREI GIRIBONE (Ordem dos Carmelitas Descalços)

freigiribone@vetorial.net

 

ATENÇÃO: TODAS AS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DE NOSSA LISTA DE ENDEREÇOS SÃO COLOCADAS EM NOSSO MOMENTO DE ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO  AS TERÇAS-FEIRAS  20HS.

 

Envie esta mensagem a todos os seus amigos...

 

VOCÊ  PODE  NOS  AJUDAR  NESTA  OBRA  DE EVANGELIZAÇÃO !!!

 

 

FAÇA O SEGUINTE:

 

Imprima esta mensagem para as pessoas que não tem acesso a Internet...

 

Forneça novos endereços para nossa lista que já ultrapassa o número de 2000...

 

 

+ NÃO SE ESQUEÇA:

 

 

*Da Celebração Eucarística e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

*Do sacramento da Reconciliação.

 

*Da  Leitura Orante da Palavra de Deus -  ler a Palavra em confronto com nossa vida.

 

*Ter uma profunda devoção a Virgem Santíssima – colocar Maria como modelo do nosso Sim ao projeto de Deus...

:: Postado por Cris Passinato às 07:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Sua Cara, com Carlos Gama

O Brasil, os Bancos e a Casa da Candinha

 

O Brasil, ainda continua nos velhos tempos da Casa de Candinha: uma grande zona!

Se você pensa que ficaram esquecidos os “serviços” de telefonia, engana-se, eles estão incluídos nas atividades de prostituição da Casa da Candinha (conheça-a) e no conteúdo deste texto.

Quem deveria saber fazer valer o peso de seu voto não o faz, porque troca esse direito por promessas e conchavos com politiqueiros profissionais.

Quem deveria cumprir suas funções públicas não o faz como deveria, porque politiqueiro não trabalha em prol da nação, faz somente acordos pessoais. Com isso e por isso os banqueiros velejam nos mares espelhados das facilidades e do dinheiro fácil e o povo, em contrapartida, naufraga nas tempestades geradas por sua inconseqüência e pela inépcia do podrer público que o representa.

São vários os exemplos - que abrangem um passado recente – de banqueiros nacionais e estrangeiros levando vantagem e prejudicando o povo (direta ou indiretamente), por conta da conveniente “incapacidade”  de quem deveria fiscalizar, e da impunidade que permitem as regras do país.

Além desses atos, em menor quantidade e maior vulto (rombos e golpes), existem aqueles de menor vulto, mas em quantidades assombrosas (são taxas e serviços imorais e indevidos), além do mau serviço prestado àqueles que os sustentam (os correntistas cujos salários, pensões e soldos não recebem nenhuma remuneração), os bancos ainda usam esse numerário em empréstimos a taxas escorchantes. É o poder do dinheiro conduzindo a sociedade, como uma manada incapaz de reagir com lógica.

Depois de toda a digressão preliminar, é melhor concluir com lógica e presteza o assunto que nos trouxe até aqui: serviços bancários e telefonia.

Com o evento da internet, além das facilidades oferecidas ao público (ilusão), as instituições bancárias anteviram mais uma possibilidade de aumentar seus lucros através da redução de seu quadro funcional. São as máquinas do banco e os computadores dos clientes substituindo a mão-de-obra humana. Quando o sistema funciona, o cliente tem alguma satisfação, mas não são todos os bancos que se preocupam com um bom atendimento e quando isso ocorre, o desgaste emocional é imenso, o tempo perdido é irrecuperável e as despesas efetuadas são injustas.

Foi o que ocorreu com o palhaço, ontem e hoje,  ao tentar fazer uma transferência de valor de pequena monta, do Bradesco para uma outra instituição bancária onde também mantém conta. Teve que ir ao telefone (é a terceira vez que isso ocorre) para que desbloqueassem a tal operação (é o banco não querendo correr riscos e transformando o moderno, em um penoso e arcaico sistema operacional, que atende somente aos seus interesses econômicos).

Mas não fica somente nisso, o cliente tem que usar a linha telefônica comum, pagando por isso.

Aí entram as “mutretas” e os “conchavos” mantidos e urdidos pelos “exploradores” oficiais dos sistemas de telefonia. Ouviu-se dizer, não se sabe onde, nem de quem, que as áreas mais próximas, mesmo que em municípios diversos, estariam cobertas por telefonia com tarifa local. Deve ter sido conversa fiada, porque minha casa dista 2.500 metros do município de São Sebastião e eu pago tarifa interurbana. Pois foi o que ocorreu, hoje, para que o palhaço pudesse “desbloquear” (conseguir autorização do Bradesco) a transferência de uns míseros caraminguás de sua conta escorrente.

-A Casa da Candinha e seus freqüentadores?

-Vão muito bem, obrigado!

 

Carlos Gama www.suacara.com

18 de novembro de 2004 – 19,19 h

 

  www.suacara.com   
 
   www.ilhabela.us
 
www.motovendas.com

:: Postado por Cris Passinato às 07:06 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Alimentação saudável, eu indico:

Yogaterapia: 

Uma ótima opção

para entrar em forma.

www.congeladosdasonia.com.br

Cristiana De Barcellos Passinato:

Para que o corpo e a mente estejam fortes e preparados para enfrentar o dia a dia devemos ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios. Isto é importante para alcançar seus objetivos de vida de maneira saudável. 

Escolha uma atividade que lhe dê prazer. Podemos dar uma dica? Que tal Yogaterapia? Este programa de exercícios propicia diversos benefícios a saúde:  flexibilidade, tônus muscular, respiração harmônica entre outros. Além de proporcionar um enorme bem-estar físico e mental. Bom, não é mesmo? 

Clique aqui e leia a matéria sobre os benefícios que oferece, principalmente, ao público feminino.

Sobre a alimentação, você sabe que pode contar conosco. Estamos sempre preocupados em elaborar cardápios para ajudar você a manter a sua saúde sempre em dia. Esse é o nosso objetivo: Criar produtos dentro dos padrões que você busca! 

Então, vale a pena você conferir nossas dicas: Escolha entre os diversos Programas Alimentares que oferecemos e usufrua a qualidade de nossas refeições. Tudo pronto, basta você saborear!

E quando falamos dos nossos produtos, incluímos tudo aquilo que você gosta e merece. Claro que não podíamos esquecer de adoçar o seu período de dieta. Afinal, quem não gosta de um Doce de Abóbora, Mousse de Limão, Banana em Caldas....  E essas sobremesas podem ser consumidas durante esta fase. Nada mal, hein? 

Para completar, que tal alimentos ricos em proteínas, fibras e substâncias antioxidantes no seu café da manhã? O Energizante da Sônia oferece tudo isso a você!

E agora, a pedidos de nossos clientes, estamos disponibilizando este produto em porção individual. Prático e nutritivo! Se você não conhece, está na hora de experimentar e tirar proveito dos benefícios que ele oferece a sua saúde. 

Você está com o peso normal, acima ou abaixo do ideal? Cique aqui e calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC).

Até a próxima!

LEMBRE-SE: todo cliente novo indicado por você, 
que fizer pedido pela internet identificando apenas o seu nome e telefone, 
lhe dará direito a um brinde especial que acompanhará seu próximo
pedido realizado.

Com o carinho de


SONIA CARPEGIANI é fundadora da empresa e responsável pela criação dos pratos com poucas calorias e baixo teor de gordura.  Iniciou há duas décadas, sua experiência ministrando palestras sobre emagrecimento

:: Postado por Cris Passinato às 07:05 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Diversão e humor inteligente

Boletim Oficial do Saite do Millôr • Ano 05 • nº 220

Pesquisa desta semana:
O avião do Lula, de 56 milhões de dólares (não estão exagerando?) está chegando.
Você acha que:

1) Ele já amadureceu, chegou à conclusão que é demais num país semi-árido e vai devolver.

2) Ele já apodreceu, não está nem aí pros planos dos companheiros e vai comprar outro avião pra dona Marisa ir à feira.

3) Vai sair por aí voando adoidado, deixando FhC pissudo da vida, e JK dando voltas na tumba.
Vai lá e participe! www.millor.com.br
Tem mais:
- Charge - Poemeus - Clássicos do Millôr
- Internet Nota 10 - Daily Míllor
Este boletim e distribuido semanalmente para 16.650 assinantes cadastrados e ativos.
Caso não deseje mais receber este boletim clique no endereço
http://www2.uol.com.br/millor/aberto/cadastro2.htm

:: Postado por Cris Passinato às 07:03 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Índices da Casa de Cultura, informe-se como inserir em sua página.

Seção de Poesias da Casa da Cultura

Poesias - Casa da Cultura

Poesia, Cultura

:: Postado por Cris Passinato às 06:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

EU LEIO, INDICO EESTOU INCLUÍDA

Aproveito a indicação pra efetuar o agradecimento devido aos editores:

Obrigada pela inclusão, indexando meu link e aqui coloco o e-mail que me remeteram como testemunho da atitude nobre e generosa que me foi um presente como poetisa:

Prezada Cris Passinato,
 
Parabéns pelo site poético  http://poesiasdacris.cjb.net/
 
Sou a Gerente da Casa da Cultura. Nossa Seção de Poesias é um espaço livre e aberto para leitura, debate e referência de Poesia. Nosso site WEB tem recebido mais de 17 mil visitas por mês.
 
Estamos incluindo o link de seu site na seção "Poesia", para enriquecer nossa Seção de Links, com o objetivo de oferecer a nossos visitantes um guia completo, amplo e diversificado do universo poético em língua portuguesa na WEB.
 
Seu site foi incluído em nossa seção de Links:
http://www.casadacultura.org/Literatura/Poesia/Links/links_index.html
 
Na página:
http://www.casadacultura.org/Literatura/Poesia/Links/Links_Paginas_Pessoais_Poetas.html
 
O link foi inserido exclusivamente pela qualidade de seu site. É um serviço a nossos visitantes, e por isso não exigimos nenhuma contrapartida (como por exemplo um link"em troca"). Porém agradeceríamos muito e ficaríamos honrados se seu excelente site incluísse um link para nós.
Caso voce queira colocar o Link, pedimos que o mesmo aponte direto para nossa seção de Poesia http://www.casadacultura.org/Literatura/Poesia/idx_poesias.html
não para a página inicial de nosso Centro Cultural.
 
Na verdade estamos passando por uma reestruturação para crescer ainda mais e nos posicionarmos melhor em motores de busca, e descobrimos que links para sites como os nossos (que tratam de um mesmo tema específico) beneficiam tanto a página que contém o link como a página para a qual o link aponta.
 
Abaixo está uma cópia de nossa página explicativa sobre como colocar um Link para nossa seção de Poesias, e dos motivos pelos quais esses links beneficiam ambos os sites. Para que o benefício efetivamente aconteça, é importante que o link seja feito da maneira que é indicada no quadro cinza. [http://www.casadacultura.org/Literatura/Poesia/Links/como_linkar_para_nos.html]
 
Em nome da poesia e de todos os poetas e poetisas e demais escritores e artistas cujos trabalhos divulgamos de forma inteiramente gratuita -- agradecemos antecipadamente a você.
 
Um abraço,
Elizangela,
Gerente da
Casa da Cultura
http://www.casadacultura.org/

 

:: Postado por Cris Passinato às 06:47 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Olhemos mais pros deficientes, atenção!!!!

:: Postado por Cris Passinato às 06:41 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Destaco hj, no O Globo

20h24m -  Canadenses isolam células-tronco precursoras do câncer de cérebro
19h44m -  Seres humanos nasceram para correr, afirmam cientistas
16h58m -  Lista de espécies ameaçadas cresce e Brasil é dos países mais afetados
 
12h33m -  Oscar anuncia pré-indicados a melhor documentário
12h16m -  Concerto no MNBA acontece hoje apesar da greve
11h57m -  Jude Law é eleito o homem mais sexy do ano pela 'People'

16h34m -  Projeto quer obrigar operadoras de celular a compartilhar torres
15h44m -  Motorola lança plataforma para roaming entre redes celulares e Wi-Fi
18h33m -  Yahoo amplia espaço de caixa postal para 250 MB

:: Postado por Cris Passinato às 06:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

EU LEIO A NEWSLETTER E ASSINO O Globo on Line

:: Postado por Cris Passinato às 06:05 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Destaco no NYT

CIRCUITS

Holiday Buying Guide
Our annual special issue devoted to electronic gifts for work and play, along with a guide to the world of online shopping.



:: Postado por Cris Passinato às 11:37 AM
::
:: Enviar esta mensagem

NY TIMES (link vai pro menu)

:: Postado por Cris Passinato às 11:36 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Mto show, leiam direitinho e visitem os links, :)

Blogueira revela expectativas em relação ao novo disco do U2

:: Rodney Brocanelli

:: Postado por Cris Passinato às 10:12 PM
::
:: Enviar esta mensagem

OBRIGADA A RODNEY BROCANELLY DA REVISTA LABORATÓRIO POP

:: Postado por Cris Passinato às 07:42 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Mamografia Digital

Queridos Amigos e Amigas,
 
O seu clique solidário não custará nada.
Digam a 10 amigos para dizerem a outras 10 pessoas ainda hoje!
 
O Site de câncer de mama e o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama estão iniciando uma campanha que necessita de cliques para alcançar quotas que lhes permitam oferecer mamografias gratuitas a mulheres brasileiras necessitadas.
 
Demora menos de 5 segundos, mas fará uma grande diferença acessar o site e clicar no botão cor de rosa que diz:
"Campanha da Mamografia Digital Gratuita".
 
Acesse agora e sempre o Website:
 
http://www.cancerdemama.com.br/
 
Não demora e não custa nada, ajudem a detectar precocemente o câncer de mama. Ele tem cura.
 
Observação:
Caso você ainda não saiba, 1% dos casos de câncer de mama acontece com os homens.
 
Obrigado(a).

:: Postado por Cris Passinato às 01:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Concorra a CDs e ingressos para o show do CAMBADA MINEIRA com LÔ BORGES E MÁRCIO BORGES e ainda uma visita ao camarim dos artistas
 

O grupo CAMBADA MINEIRA realiza, no dia 29 de novembro, às 19h30, no Teatro Rival BR, no Rio de Janeiro, o show que comemora seus cinco anos de carreira. O espetáculo terá como convidados especiais o cantor LÔ BORGES, que mostrará músicas de seu novo CD, e o compositor e poeta MÁRCIO BORGES, que falará dos seus livros, do museu do Clube da Esquina e das parcerias com o Cambada Mineira.
 

A Página da Música sorteará três leitores que ganharão um par de ingressos para o show, o CD "Perfil" do Cambada Mineira, além de uma visita ao camarim dos artistas depois do show para bater um papo com os integrantes do grupo, com Lô e Márcio Borges. Para concorrer, responda este e-mail com seu nome completo e telefone até o dia 24 de novembro.

Formada por Amarildo Silva, João Francisco, Rodrigo Santiago e Flavia Ventura, o Cambada Mineira tem três CDs na bagagem. No repertório do show estão músicas dos três discos, parcerias dos músicos do grupo com integrantes do Clube da esquina, como Márcio Borges, além de composições de Milton Nascimento, Fernando Brant, Nelson Angelo, entre outros.
 
Cambada Mineira são quatro compositores-cantores, com sua forma muito particular de cantar, criando uma marca que só os grandes grupos conseguem. Quatro compositores-instrumentistas misturando sons e influências de suas origens, o interior de Minas, com alguns trejeitos e sotaque adquiridos com a convivência com o Rio de Janeiro, cidade onde a história começou.
Leia mais sobre a história da Cambada Mineira.

:: Postado por Cris Passinato às 01:43 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Indicação da Tia Catarina

          INSTANTES 
                                             Jorge Luiz Borges


Se eu Pudesse viver novamente minha vida, na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.
Seria mais tolo ainda do que tenho sido, na verdade bem poucas coisas levaria a sério.
Seria menos higiênico.
Correria mais riscos, viajaria mais, contemplaria mais entardeceres, subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui, tomaria mais sorvetes e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.
Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e produtivamente cada minuto da sua vida;
claro que só tive momentos de alegria.
Mas, se pudesse voltar a viver, trataria de ter somente bons momentos.
Porque, se não sabem, disso é feito a vida, só de momentos, não percas o agora.
Eu era um desses que nunca ia a parte alguma sem um termômetro, uma bolsa de água quente,
um guarda chuva e um para-quedas; se voltasse a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no começo da primavera e
continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Mas, já viram, tenho 85 anos e sei que estou morrendo.
Pena que só chegamos a esta conclusão no final de nossas vidas.

:: Postado por Cris Passinato às 01:41 PM
::
:: Enviar esta mensagem

ANNA LUÍSA

Nas próximas quintas feiras no mês de novembro dias 18 e 25, eu Anna Lú, estarei fazendo um som no shopping Paulista (em São Paulo) das 18h às 21h na praça de alimentação. Num clima bem descontraído ao som de violão e voz canto desde couvers a composições minhas, aceitando pedidos tb....olha a versatilidade, hein...hehehehehee......
Quem estiver de bobeira e quizer curtir boa música, é só chegar. Espero por vocês.
Mais uma vez valeu e muitos beijussssss

This message was sent by Anna Lú to friends.

:: Postado por Cris Passinato às 01:15 PM
::
:: Enviar esta mensagem

convite peça

E amanhã a Cia Bala Perdida, da qual faço parte, re-estréia Ontem à noite fiz minha garota chorar e espero ver muitos de vocês no Studio 184 para ver a peça e tomar uma cerveja.

Ontem à noite fiz minha garota chorar
ficha técnica
Texto, direção e sonoplastia: Joeli Pimentel
Design de luz: Joeli Pimentel Operação de luz e som: Daniela Orapallo Projeto gráfico: Aline Abovsky Fotos: Cau Vianna Assessoria de imprensa: Janaina Fainer Produção: Danielli Avila Realização: Cia Bala Perdida e Cooperativa Paulista de Teatro
Elenco: Danielli Avila e Joeli Pimentel

serviço
Re - estréia em 17 de novembro de 2004
Studio 184 - Praça Roosevelt 184, Centro. Próximo a estação República do Metrô
Quartas e Quintas- feiras às 21h
Duração: 55 minutos
Lotação: 112 lugares
Ingresso: $10 ($ 5 estudantes e classe teatral)
Censura: 16 anos
Em cartaz até 16 de dezembro de 2004

:: Postado por Cris Passinato às 12:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Encontros de Interrogação

QUERIDOS AMIGOS:
Vocês já ouviram falar dos Encontros de Interrogação? Segue uma explicaçãozinha:
Quase cem jovens poetas e prosadores de todo o Brasil se reúnem no colóquio Encontros de Interrogação. A nova geração de escritores, alguns inéditos, participa de debates ao lado de críticos e jornalistas. A originalidade de seus escritos, a relação dos criadores e de seus textos com a academia e os diversos tipos de mídia são alguns dos pontos em discussão. Em um cenário mais povoado de interrogações do que de certezas, escritores falam sobre assuntos como a relação entre poesia, letra, imagem e música; blogs; experimentações; e o começo literário. O encontro vai contar ainda com quatro oficinas de literatura.
Idealizado por Claudiney Ferreira, jornalista e consultor de literatura do Itaú Cultural, o evento tem curadoria dos escritores Cláudio Daniel, Frederico Barbosa, Marcelino Freire e Nelson de Oliveira.
Confiram a programação toda em
http://www.itaucultural.org.br/index.cfm?cd_pagina=2398

Além da curadoria, eu farei uma micro-oficina (apenas uma mostra do curso que costumo dar) de Poesia na segunda, dia 22, das 10h às 12h30 na sala multiuso. Para se inscrever na oficina, mande um e-mail para: rumosliteratura@itaucultural.org.br

Apareçam!
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149 São Paulo SP
Estação Brigadeiro do Metrô
Fone: 2168-1700
   

:: Postado por Cris Passinato às 12:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Paulo Peres

FESTIVAL VILLA-LOBOS

  VILLA-LOBOS E AS CRIANÇAS
 
 PEÇAS INFANTIS DE VILLA-LOBOS, SCHUMANN E AYLTON ESCOBAR.
 
 DATA: 20/11/2004
 HORÁRIO: 16 H
 PIANO: MARIA TERESA MADEIRA
PARTICIPAÇÃO DE MAÍRA FREITAS FERREIRA.
INGRESSOS: 1,00
INFORMAÇÕES: (21) 2537-0036 RAMAL 167.
LOCAL: AUDITÓRIO DA CASA DE RUI BARBOSA - RUA SÃO CLEMENTE, 134 - BOTAFOGO.
**********************************
 APOIO:
Altamiro Carrilho
  
www.altamirocarrilho.com.br
Poemas & Canções
www.poemasecancoes.com.brv

:: Postado por Cris Passinato às 11:04 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Destaque

Tenho um grupo de amigos na net que tão precisando ler isso aí e se proteger contra aqueles que têem de respeitar e mudar seus conceitos URGENTE:


Abraço relutante
Rita Freire*, Planeta Porto Alegre

Participantes do I Fórum Social Pela Diversidade Sexual alertam: uma resistência a ser vencida na luta GLTB está no próprio movimento social
 

:: Postado por Cris Passinato às 10:57 PM
::
:: Enviar esta mensagem

SOCIAL

IV Ciranda - conheça!

 

:: Postado por Cris Passinato às 10:54 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Edilmar Lima

Morte é vida, sinônimo de vida.

Senti sua falta esta noite, noite fria.
O frio por fim, me transformou em gelo,
Congelou-me o coração, e você sabia.
Senti que o mundo balançava
e que, você jamais voltaria.

Aquela dor da perda, já não mais sentia
a nostalgia me invadia, penetrava-me a alma,
meu coração já não batia,
meu corpo estava em desprezo altivo,
minha boca seca, revelava que eu não mais existia.

O tempo não passava, o tempo corria,
e com ele me levava para um lugar que eu desconhecia.
Enfim, renasci. Só agora percebo
o quão importante você me foi, vida.
A morte eiva a minha mente - terei de enfrentá-la.

Espero ansioso por este momento, preciso partir,
quero encontrá-la, amar-te-ei como nunca.
Morte é sinônimo de vida, de paraíso,
de encontro com a paz, mas estou com medo -
tenho medo. Morte, por favor, seja boazinha.

06 de março de 2003
By Edilmar Lima

:: Postado por Cris Passinato às 10:27 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CONVITE

Galera,
Convido a todos para a leitura de "CHEIRO DE CHUVA" Texto e direção: Bosco Brasil, com Stenio Garcia e Marilene Saade - Teatro Cafe Pequeno - Av. Ataulfo de Paiva 269 - Leblon 21h. Produção: Alkaparra Produções.
GRÁTIS!
Cheguem cedo, pelo menos às 20:30, porque o Café é Pequeno!!!!!!!!

:: Postado por Cris Passinato às 10:12 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Convite

http://www.hi5.com/i?l=JLN66ZW

--
Bjinhos,
Cris Passinato
http://www.poesiasdacris.cjb.net

:: Postado por Cris Passinato às 11:51 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Romário Rei

:: Postado por Cris Passinato às 11:44 AM
::
:: Enviar esta mensagem

O Relógio - Instrumental Lua de Prata

Bendita a água que brota das torneiras da rua Padre Jerônimo Machado, Cohab 1, Itaquera, zona leste de São Paulo, endereço da casa da família Martins. Em boas (e proveitosas jorradas) fez crescer o Instrumental Lua de Prata - e quatro frutos para aumentar ainda mais a árvore do choro, que cresce há mais de cem anos e espalhou integrantes por todos os lugares do País. Água, aliás, cristalina como a música produzida pelos irmãos Claudio (pandeiro), Marcelo (violão) Fernando (bandolim) e Ricardo (cavaquinho), integrantes do Lua de Prata. A música, harmoniosa e doce, espalha sua melodia por 12 faixas deste charmoso álbum de estréia do grupo paulistano, que agora ganha vida e alma pelas mãos da gravadora Obi Music.

            Regional de choro, o Instrumental Lua de Prata brotou e floresceu há cerca de cinco, quando Marcelo Martins, o mais velho da formação, decidiu juntar-se aos irmãos para criar grupo de fortes laços musicais. Marcelo já tocava e distribuiu a semente entre os outros irmãos, que foram conhecendo o ritmo e logo se interessando.

            "Meu pai sempre ouviu muita musica. Em nossa casa sempre teve chorinho e sambas antigos. Formar o grupo foi algo muito natural", explica Fernando.  

            O Lua de Prata dá seqüência à dobradinha que liga samba e choro ao longo da história da musica popular brasileira. Se o ritmo percussivo teve como mola mestra a riqueza do jazz tupiniquim (o choro), o mesmo se deu com o Lua de Prata em sua curta e já proveitosa carreira. Antes de chega a sua estréia fonográfica, o Lua de Prata acompanhou e fez estágio com sambistas da lavra de Wilson Moreira e Nelson Sargento.

            Transbordam em "O Relógio" referências a Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Garoto, Dino, Henrique Cazes, Luizinho, Raphael Rabello, Dilermando Reis, Canhoto da Paraiba, Tachinha, Cezar Faria e seu filho Paulinho da Viola, e outros incontáveis chorões que ajudaram a escrever a história do choro. Lendários músicos estão todos ali (basta olhar com atenção e devida reverência) representados no encosto sobre o qual descansa este CD, em belo e providencial trabalho artístico de Mario Beltrame. Figuras que fizeram brotar versos musicais com apoio de bandolim, cavaquinho, pandeiro e violões de 6 e 7 cordas.

            Mas, aqui, o Lua de Prata não apenas rende homenagem aos grandes nomes. Desbrava, também, caminhos para novos compositores do ritmo. "É interessante tocar clássicos, mas muito bom ter a chance de gravar músicas de amigos e composições inéditas. Por isso, incluímos faixas de Diógenes (" Bem Te Vi ") e do bandolinista Milton De Mori (" Sorriso de Criança", "Choro Promelito", "Harmonia Forcada") e Arnaldinho do Cavaco ("Neide no Choro").   

            Este novo capítulo da longa historia do choro, lapidado faixa a faixa pelo produtor Chocolate, conta, alem da presença dos quatro bambas do Lua de Prata, com as participações especiais de Edu Bartz (flauta transversal e sax tenor). E também do próprio Chocolate, que abraça gentilmente percussão, cuíca e reco-reco de várias canções do repertório. 

A fonte de inspiração e luz da trupe paulistana dos Martins vem da escola desenvolvida pelos ases da Época de Ouro. Assim, é fácil afirmar que a tal água da rua em que residiam os músicos tinha mesmo alguma coisa fora do normal. Tinha, com certeza, sabor de choro.

Chorões de todos os cantos do mundo podem sorrir. "O Relógio" é obra de finíssima estampa.

 

Djalma Leite de Campos

Jornalista e crítico musical                         

Setembro de 2004

:: Postado por Cris Passinato às 11:40 AM
::
:: Enviar esta mensagem

O RELÓGIO - Instrumental Lua de Prata

 

        

E-mail que foi enviado:

 

Olá,

Verificando em sites especializados, notei que você tem um excelente e muito refinado gosto musical.

Quero saber se você tem interesse em receber informações e uma amostragem em MP3 do cd "O Relógio", do quarteto paulistano de choro "Lua de Prata", quatro irmãos, representantes da nova geração do choro. O disco ainda não chegou às lojas, acabou de sair do forno.

Obrigado, um abraço

 

Obs: Release e foto anexados

 

Newtom Barreto  ( www.obimusic.com.br )     

 

 

 

:: Postado por Cris Passinato às 11:39 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Márcia Frazão

Panis et Circences

 
 
    Quando Deus caiu em si e se deu conta da merda que fizera, já era tarde. O mundo, aquele mundo que Ele criara do Verbo, desandara em bizarras conjugações. "Vernáculo medíocre", deu de resmungar pelos cantos, horrorizado´perante a Obra parca e medíocre a refletir no espelho uma provável mediocridade. "Se a mediocridade foi por mim criada, logo medíocre sou", afirmava aos mais íntimos após muitos copos de vinho.
    Não sei se pelo porre divino ou pelas cicatrizes que o horror lhe criara na face, os anjos o abandonaram, levando com eles as "boas" almas numa rósea revoada.
    Assustados, débeis e mal agradecidos, os anjos (pela primeira vez!) não cumpriram os salamaleques da boa educação e foram embora sem despedidas, levando debaixo das asas algumas coisinhas. Surrupiaram a prataria do palácio, as jóias da finada Deusa, a porcelana chinesa, a música, as telas, as esculturas, as tragédias e os dramas e livros criados por uma "cambada de malucos" que Deus insistia em se cercar.
    A razão que os fez surrupiar as obras de arte estava a léguas do bom gosto e do refinamento. Os anjos, por assexualidade ou mesmo por falta de caráter, não tinham ouvidos nem olhos nem alma para apreciá-las, mas tinham raciocínio matemático para vendê-las ao primeiro receptador que aparecesse. "Essas drogas valem dinheiro!", repetiam em coro ao mesmo tempo em que redigiam o anúncio para os classificados do Diário Celestial.
    Como era de se esperar, o anúncio surtiu efeito e logo os anjos se viram cercados dos mais variados tipos de receptadores. As obras foram vendidas de maneira rápida, eficiente e menos lucrativa do que o esperado. Mas como não tinham ouvidos nem olhos nem alma para o verdadeiro preço da arte, os anjos se contentaram com os parcos trocados arrecadados . Satisfeitos enfiaram os tostões nos bolsos e junto com as "boas" almas torraram o dinheiro numa loja de 1,99.
    Carregados de flores de plástico, imãs de geladeira, bichinhos de pelúcia, pregadores de cabelo, fôrmas de silicone e de todas as bugingangas made in Taiwan ou China, rumaram para outras bandas do céu, para um lugar iluminado por lâmpadas azuis e perfumado por duvidosa essência. E lá criaram um novo mundo. Um admirável mundo novo construído de acordo com um bizarro manual de instruções de um DVD mais bizarro ainda. Não contentes, inventaram um novo Deus que, por gagueira ou cópia mal feita, não conseguiu enunciar o Verbo e acabou criando o mundo a partir de uma Sílaba.
    Bojudos de tanta felicidade falsificada, entronaram o clone num patético trono iluminado por néon. E como o sustento de um Deus assim custa os olhos da cara, criaram uma forma de sustentá-lo, erguendo no céu uma nova Las Vegas.
    Quando os anjos partiram, Deus, o verdadeiro, recuperou a lucidez divina. Por estar de saco cheio das chatices bem comportadas, dissimuladas, falsificadas, das "boas" almas, não sentiu falta delas. Não lamentou pela prataria (dava uma trabalheira polir!) nem pelas obras de arte roubadas  (os autores haviam ficado!). Pela primeira vez em milhões e milhões de séculos, o Verbo, o vernáculo sagrado, recuperou a transcendência e ecoou solto, livre como um risco de Picasso.
    Dizem que naquele dia o céu incendiou de estrelas e Deus foi visto dentro da lua abraçado ao Diabo...
 
             Marcia Frazão  
   

:: Postado por Cris Passinato às 11:34 AM
::
:: Enviar esta mensagem

PROTESTO

É UM ABSURDO, AJUDEMOS A MAGRIÇA A MANTER ISSO VIVO, JUNTEMOS FORÇAS E
PAGUEMOS E COLOQUEMOS ELA COMO MANTENEDORA, MAS ALGO MAIS LIMPO,
SEGURO E DIVIDINDO COM ELA, ELA MERECE ISSO DE NÓS!
Mas perder esse espaço, não me conformo:

"O que era doce acabou-se"
Construído para ser um espaço de troca, divulgação e incentivo de
escritores - o Site da Magriça veio sendo cada vez mais mal utilizado.
Pessoas ofendendo pessoas, textos agressivos e comentários jocosos
dirigidos direta ou indiretamente a outros autores.... E - agora todos
os dias - tenho recebido reclamações de usuários contra usuários. Uma
praça de guerra, manifestos. Ontem recebi um e-mail apócrifo, com um
longo manifesto.

Chega. Paciência tem limite.

Por favor, copie os seus textos publicados no site, caso já não tenha
uma cópia. Os textos são mostrados em lotes de 100 por página, em
ordem cronológica de entrada no site. Basta colocar seu e-mail de
registro abaixo. O site ficará mais alguns dias funcionando para
possibilitar as cópias.

Fica o meu agradecimento sincero a todos os que colaboraram nestes 5
anos e nunca "zoaram", como fez uma turba de usuários que invadiu e
detonou o site nos últimos tempos. OK, vocês venceram.

Magriça
Para recuperar seus textos no site, digite seu e-mail:

Digite o e-mail com o qual está registrado no site


Nota: os fontes dos programas {PHP e ASP} estão salvos, bem como todos
os arquivos. Caso alguém tenha tempo e interesse em dar continuidade
ao trabalho, que faça a melhor oferta para o e-mail
notivaga@notivaga.com


http://www.notivaga.com

--
Bjinhos,
Cris Passinato
http://www.poesiasdacris.cjb.net

:: Postado por Cris Passinato às 11:34 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra do Dia

****************************************************************
* cômico *
****************************************************************
Deve haver poucas coisas tão difíceis de explicar racionalmente como a natureza do cômico. Incontáveis autores, como o filósofo e escritor francês Henri Bergson (1859 - 1941) - em sua obra O Riso (1900) - e o médico austríaco Sigmund Freud (1856 - 1939) - em seu trabalho sobre o chiste e sua relação com o inconsciente -, tentaram explicar do que rimos, mas só conseguiram boas aproximações.

Bergson observou que o cômico só existe no ser humano e assinalou que não há comicidade no inanimado. Assim mesmo comentou que aquilo que nos causa riso supõe uma certa insensibilidade transitória, pois rimos do que é ridículo nos outros.

A palavra cômico provém do latim ´comicus - i´ e esta do grego ´komikós´, que significam ´relativo à comédia´, palavra esta com a qual compartilha a mesma origem ´komos´ (festa dionisíaca ou orgia).
****************************************************************

Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 11:33 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Aventura de crianças...

Essa versão foi editada e gravada no mesmo estúdio em que o Luiz Melodia usava, na época, em Campo Grande, aqui no Rio, onde meus pais tinham uma distribuição daTupperware que usava versões de músicas para seus eventos e assembléias semanais pelo Brasil todo e eu e meu irmão fizemos essa versão e foi usada em muitas reuniões, em uns 5 anos, na Mirassol. Minha primeira aventurinha como compositora, rsrs...

Hino da Mirassol

(versão da música do Trem da Alegria – Machael Sullivan e Paulo Massadas)

Cristiana e Filipe de Barcellos Passinato
Rio de Janeiro – RJ
1985 (Cris – 12 e Filipe – 9 anos)

A Tupperware é uma aliança
A Mirassol uma esperança
Amor e Paz é o que teremos
Venha com agente e recrutaremos.
O nosso Mundo é colorido
E como é lindo
Igual a bola de sabão
Ai que ilusão
Nosso caminho é florido
E tem sabor de emoção.


Vem...
Vem...
Vem...
Vem...


Vem que eu quero te mostrar
Que aqui é o lugar pra gente ser feliz
Vamos juntos já marcar
Vender e recrutar
Ganhar e pedir bis...

:: Postado por Cris Passinato às 06:25 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra do Dia

****************************************************************
* cômico *
****************************************************************
Deve haver poucas coisas tão difíceis de explicar racionalmente como a natureza do cômico. Incontáveis autores, como o filósofo e escritor francês Henri Bergson (1859 - 1941) - em sua obra O Riso (1900) - e o médico austríaco Sigmund Freud (1856 - 1939) - em seu trabalho sobre o chiste e sua relação com o inconsciente -, tentaram explicar do que rimos, mas só conseguiram boas aproximações.

Bergson observou que o cômico só existe no ser humano e assinalou que não há comicidade no inanimado. Assim mesmo comentou que aquilo que nos causa riso supõe uma certa insensibilidade transitória, pois rimos do que é ridículo nos outros.

A palavra cômico provém do latim ´comicus - i´ e esta do grego ´komikós´, que significam ´relativo à comédia´, palavra esta com a qual compartilha a mesma origem ´komos´ (festa dionisíaca ou orgia).
****************************************************************

Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 09:01 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavreiros

Estimado(a) amigo(a) poeta; conozca y divulgue este evento literario!!!
http://www.festivalpoesianicaragua.org.ni/
 
Festival Internacional de Poesía de Granada, Nicaragua
Dedicado al Joaquín Pasos
Febrero 3, 4, 5, y 6 del 2005
Granada, Nicaragua
 

"El propósito es establecer anualmente un Festival Internacional de Poesía en la ciudad de Granada, que logre convocar progresivamente a miles de participantes de forma que en algunos años se reconozca como un evento internacional inserto en el calendario literario cultural de las Américas, que contará con la presencia de destacados poetas y escritores internacionalmente reconocidos e incluirá en su agenda lecturas y recitales de poesía, talleres literarios para jóvenes poetas y escritores, mesas redondas y paneles y complementariamente desarrollará una programación artístico cultural de conciertos, obras de teatro, exposiciones de artes plásticas y demás que se realizarán en diferentes espacios de la ciudad para que los visitantes puedan optar a variadas actividades según sus preferencias."

Con el propósito de dar a conocer los objetivos del I Festival Internacional de Poesía de Granada, Nicaragua 2005, dedicado al poeta nicaragüense "Joaquín Pasos", miembros de la Directiva de dicho Festival realizarán una conferencia de prensa a efectuarse este próximo jueves 26 de agosto a las 10:30 a.m., en el Auditorio del Banco Central de Nicaragua. El Festival se llevará a cabo entre el 3 y el 6 de febrero del 2005.

En el I Festival Internacional de Poesía de Granada, participarán poetas jóvenes junto a reconocidos escritores nicaragüenses con poetas de reconocida trayectoria Internacional con lecturas y recitales de poesía, talleres literarios, mesas redondas y paneles. Uno de los objetivos es establecer anualmente un Festival de Poesía en la ciudad de Granada de convocatoria progresiva y donde participen intelectuales de Nicaragua y el extranjero y que figure en el calendario literario cultural de las Américas, y de esta manera contribuir a hacer de Granada un destino turístico -cultural.

De manera complementaria se desarrollará una programación artístico-cultural de conciertos, exposiciones de artes plásticas y demás que se realizarán en diferentes espacios de la ciudad de Granada para que los visitantes puedan optar a variadas actividades según sus preferencias. Las sedes del I Festival Internacional de Poesía será la Casa de los Tres Mundos en la Gran Sultana, los atrios de las Iglesias, los parques, el mercado, las Universidades, el lago, etc.

El festival permitirá que las nuevas generaciones de poetas y escritores y la juventud en general dispongan anualmente de un espacio en el que pueden entrar en contacto directo con los creadores de la poesía y la literatura tanto a nivel nacional como internacional. Participarán en dicha conferencia los escritores y poetas miembros de la directiva de dicho festival, Francisco de Asís Fernández, presidente del I Festival Internacional de Poesía, Pedro Javier Solís, Blanca Castellón, Julio Valle Castillo, Luz Marina Acosta, del Centro Nicaragüense de Escritores, Gloria Gabuardi, de la Asociación de Escritoras de Nicaragua (ANIDE), Isolda Hurtado de la misma Asociación, así como Dieter Stadler, Fiscal de la Directiva y Director de la Casa de los tres Mundos y Fernando López Gutiérrez, Secretario Ejecutivo de la Directiva, Salomón Alarcón, Francisco Ruiz Udiel y destacadas personalidades como Róger Fisher, Irene Arévalo, María Celia Chamorro, Benjamín Lugo entre otros.

:: Postado por Cris Passinato às 08:50 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavreiros

Granada, 23 de Agosto de 2004.
Presidente:
Sr. Francisco de Asís Fernández Arellano (Poeta) fdeasis@cablenet.com.ni
 
 
FUNDACION CASA DE LOS TRES MUNDOS
Antigua Casa de Los Leones
Granada, Nicaragua

Tel. (++505) 552-4176
Fax. (++505) 552-5497

oficina@c3mundos.org
http://www.c3mundos.org

Portal brasileiro de Literatura "Grupo PALAVREIROS"

http://www.palavreiros.org

Grupo Palavreiros - 5 anos de atividades culturais

http://www.palavreiros.org/palavreiros.html

poeta; José Geraldo Neres
http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres.htm

3º Festival - "Palavreiros - Día Mundial de la Poesía":
“Por la unión de los pueblos a través de la poesía"

edición del año 2004 - homenaje: "Pablo Neruda - 100 años // 1904 - 2004

El Festival Palavreiros "Día Mundial de la Poesía" - es una antología virtual - tendrá su espacio en nuestro Portal en lo día 21/03/2004 - hasta la fecha de 21/03/2005. http://www.palavreiros.org/festivalmundial/home.html

Contamos con la participación de más de 1000 poetas de 37 países; Alemania(08), Angola(02), Argentina(102), Bahrain(02), Brasil(291), Bolívia(37), Canada(02), Chile(37), Colombia(34), Costa Rica(06), Cuba(25), Ecuador(13), El Salvador(25), España(76), Estados Unidos(05), Guatemala(05), Haiti(01), Honduras(10), Hungary(01), Israel(01), Italia(07), Libano(03), Marruecos(03), México(109), Nicaragua(28)*, Palestina(02), Panamá(08), Paraguay(03), Perú(23), Portugal(48), Puerto Rico(36), Rep. Dominicana(25), Rumania(01), São Tomé e Príncipe(01), Turquia(01), Uruguay(14), Venezuela(29), Vietnam(01).

*Nicaragua(28)*, siendo que este año podemos contar con la participación de veintiocho poetas; "Adelaida Díaz Padilla, Alberto Cuadra Mejia, Alejandra Sequeira, Blanca Castellon, Carme Andira Watson Díaz, Carmen Frech, Christian Santos, Danilo Lopez, Francisco Ruiz Udiel, Francisco santos, Helen Dixon, Helena Ramos, Henry A. Petrie, Isolda Hurtado, Jazmina Caballero, José León Arguello, Karla Sánchez, María del Carmen Pérez Cuadra, María Lourdes Centeno de Zelaya, Martha Eloísa Dario, Michèle Najlis, Natalia Hernández Somarriba, Nicasio Urbina, Ninozka Chacón, Suad Marcos Frech, Uriel Benito Sánchez Galo, Vilma Duarte, Yolanda Blanco"

Portal brasileiro de Literatura "Grupo PALAVREIROS"

Grupo Palavreiros - 5 anos de atividades culturais

Palavreiros no Portal da UNESCO
(World Poetry Directory - Diretório Mundial de Poesia
- Directorio Mundial de la Poesía)
Este site tem a honra de ter sido incluído no portal da UNESCO
em 21 de Novembro de 2001 e


aprovado em 30 de Maio de 2002
a inclusão do Grupo Palavreiros na listagem
Catégoria : instituciones - Instituições

http://www.palavreiros.org/palavreiros.html

poeta; José Geraldo Neres
http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres.htm

dirección postal:

José Geraldo Neres
Rua Jaú, 34 Vila América
Santo André - SP - Brasil
CEP: 09121-380

:: Postado por Cris Passinato às 08:50 PM
::
:: Enviar esta mensagem

5 Links idôneos

Boa tarde...
Vamos dar a nossa clicada diária ?
Aqui vão os endereços de 5 sites importantes. Entrando-se por qualquer um deles, acessa-se todos os demais, simplesmente selecionando as fichas na parte superior da tela. Anote aí e não deixe de dar a sua clicada diária:

The Hunger Site – dê alimento aos famintos

http://www.thehungersite.com/

The Breast Cancer Site – pesquisas sobre o câncer

http://www.thebreastcancersite.com/

The Child Health Site – defesa da saúde infantil

http://www.thechildhealthsite.com/

The Rain Forest Site – defesa das florestas tropicais do mundo

http://www.therainforestsite.com/

The Animal Rescue Site – defesa dos animais

http://www.theanimalrescuesite.com/

:: Postado por Cris Passinato às 08:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Amor holístico

Luiz Maia

Precisamos visualizar o nosso amor a se espalhar pelo espaço afora como ondas de som e luz. Como som e luz o amor tem a capacidade de penetrar em tudo e em todos.

Jamais imaginar ser o amor algo a ser destinado, apenas, às pessoas que queremos bem. Seria apequenar demais o poder infinito do mais nobre dos sentimentos.

O amor que traz paz, alegria e felicidade a nós mesmos e aos outros, é o mesmo que dá sentido à vida quando conseguimos amar a todos os seres vivos, amar a Natureza como um todo. Ama-se quando se tem respeito e reverência à vida.

Em nossas vidas podemos ter a sorte de conhecer alguém cujo amor se estenda aos animais e às plantas. Do mesmo modo podemos conhecer certas pessoas que, embora vivam numa situação confortável, percebem que a fome, as doenças e a opressão estão destruindo milhões de pessoas na Terra e procuram meios de ajudar aos que sofrem.

Eis o verdadeiro sentido da vida: amar holisticamente!

Amar a tudo e a todos é também curar-se a si próprio da possível forma enviesada de ver a vida.

Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn:
luizmaia1@hotmail.com

"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 08:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

O homem que sabe faz a hora????

O homem que sabe faz a hora????
 
Visite o blog e deixe sua opinião a respeito do assunto. Você contribuirá d++++ com meus estudos. Já há algumas opiniões muitoooooooo interessantes.
 
http://cleamiga.blog.uol.com.br/

 
Após ter algumas opiniões vou circular um e-mails com as mesmas.
 
beijos já gratos
 
"Eu te desejo sorte na vida"
(Há) braços e beijos amorosos
EU SOU!
Cleusa Bechelani
msn: cleusabechelani@hotmail.com (não enviar e-mail para este endereço)
pvt: cleamiga@uol.com.br
www.cleusabechelani.com

:: Postado por Cris Passinato às 08:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

A banalização da internet (2)

Luiz Maia

        Entendemos perfeitamente que a internet é uma revolução na sociedade moderna. Algo novo que nos traz inúmeras facilidades, mas que ainda carrega consigo entulhos que precisam ser extirpados. Ocorre que não podemos ceder terreno para aquilo que é medíocre porque depois de instalado dificilmente arredará o pé. Precisamos exercer a tolerância, sem nos esquecer de conter os abusos que são muitos no nosso dia-a-dia. Quando somos complacentes com aqueles que agem errado, estamos desestimulando os que se esforçam para acertar.

        Possivelmente a minha maturidade me faz enxergar melhor aquilo que está ao meu redor. Esse meu entendimento de vida, essa minha maneira de ver o mundo, essas coisas têm-me feito muito bem, embora tenham me conduzido por caminhos que não são os mais cômodos para mim. Ser seletivo, expressar a minha opinião sobre certos assuntos - com os quais eu não concordo - não tem sido uma tarefa fácil. Às vezes eu encontro incompreensões por parte de pessoas aparentemente lúcidas, mas que não aprenderam a Arte de divergir para que possamos convergir logo adiante. Mas eu sou assim e preciso seguir em frente. Sou utópico por natureza. Não posso perder a esperança de ver um mundo melhor para todos, um lugar onde haja apenas a prevalência do bem. Esse lugar eu entendo que começa dentro de nós. Começa em nossas casas. Inicia-se, finalmente, quando avivamos nossas consciências. Depois o levaremos pelo mundo afora.

        Faz tempo que eu tento escrever algo relacionado à falta de criatividade das pessoas ao fazerem uso da internet. Desejo alertar e esclarecer alguns pontos que entendo como necessários, não sendo nada pessoal contra ninguém. Apenas uma reflexão para tirarmos proveito logo mais. Tem como tema central a banalização das mensagens, o processo de mediocrização da notícia que acontece na internet. Precisamos estar atentos quanto à necessidade de não banalizarmos as nossas relações, sejam elas virtuais ou não.

        Registro o meu desabafo diante da maneira equivocada com que muitos lidam com o computador. O que poderia servir como uma excelente ferramenta de trabalho, de alcance para ajudar o próximo, ou uma oportunidade para fazer amigos, infelizmente para muitos não passa de uma máquina banal. Serve apenas para difundir suas brincadeiras, com conseqüências desagradáveis. Em muitos casos recebemos mensagens que chegam a nos agredir. O que dizer dos repasses tolos que beiram o absurdo? São 'crianças desaparecidas', 'ofertas de emprego', 'remédios que curam a falta de ereção', 'piadas sem a menor graça', etc. Isso sem esquecer dos textos mal redigidos, cheios de imperfeições, sem levar em conta os vários erros de português. Existem textos que fazem muito mal, assemelhando-se ao pior dos vírus.

        Algo que acontece freqüentemente comigo deve estar ocorrendo também com você. Das mais de cem mensagens que recebo diariamente, aproveito apenas umas vinte. E olhe lá. Existe uma facilidade muito grande de as pessoas repassarem tudo que chegam às suas mãos, sem nenhum critério de seleção. A banalização da notícia torna este espaço estreito demais, às vezes sujo. Em alguns casos, promíscuo. Tudo poderia ser diferente se as pessoas avaliassem melhor as mensagens que vão enviar às outras, partindo do princípio que deveriam agir com bom senso. Sei que bom senso é muito relativo e cada um interpreta à sua maneira. Mas por que não fazer uma autocrítica, se gostariam ou não de recebê-las, antes de repassar tanta bobagem?

        É tempo de repensarmos a maneira como lidamos com aquele ser humano que está do outro lado da telinha. Precisamos saber se podemos ser um instrumento benéfico para o seu crescimento, se estamos de fato levando a boa informação às pessoas, ou o bom entretenimento ao outro, ou simplesmente se estamos nos igualando àquele que dispensa o uso de critérios de avaliação. Refletir nunca é demais.
Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn: luizmaia1@hotmail.com
 
"A felicidade pode residir nas coisas mais simples da vida.
Ela vive no coração dos mansos, dos humildes, independente de serem pobres ou ricos.
Vive no peito daquele que tem o hábito de presentear com flores, quem costuma fazer do sorriso seu cartão de visitas."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 08:47 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Actividades

( comienza este miercoles)

  10 de nov. al 15 de  dic. (en La Plata)


 

  Integrando mente, cuerpo, emociones y entorno,    
  por una vida más plena......  
       
Trabajo corporal integral:

Elongamos,aliviamos tensiones y dolores, recuperamos flexibilidad y elasticidad, mejoramos la postura, alineamos la columna, fortalecemos y movilizamos. 

Sensopercepción y gimnasia conciente.

 

Miercoles 18:30 a 19:30hs
15 nº 372 e/39 y 40 ( Gaia)
30$ por 6 encuentros


Danza Libre 
Volver a la esencia de los movimientos, encontrar tu propio estilo al bailar.

Crear , jugar, investigar, improvisar, componer, a partir de la disciplina expresión corporal-danza.

 

Miercoles 19:30 a 21hs
15 nº 372 e/39 y 40 ( Gaia)
42$ por 6 encuentros

 

 

                      Los 6 encuentros ambas actividades 60$ 

 

 1º clase suelta 12$ ( 5$ trabajo corporal  y 7$ danza )

 cupos limitados ( por el tamaño del espacio) !!

 

:: Postado por Cris Passinato às 08:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Consultas: silviabus@sinectis.com.ar  o al 424-7060

 

Coordina: Silvia Buschiazzo

 

Antecedentes: Capacitación en Expresión corporal-danza (Estudio P. Stokoe), Psicóloga Social, Prof. Filosofía (UNLP). Formación en: psicodrama, creatividad, danzas afro y folklore en diversas instituciones. Vivió en Venezuela y Estados Unidos.

Trabajó en la Entidad de Bien Público "Los locos bajitos" en talleres de expresión y huerta para chicos en situación de calle ( 1989-1990). Colaboró en talleres de capacitación docente sobre la temática de Lo grupal desde la metodología de grupos GREC ( grupos de reflexión, encuentro y crecimiento), dentro del Centro de Investigaciones Grupales que dirige la prof.Telma Barreiro y coordinó cursos de capacitación docente dentro del programa Convivencia escolar, Min. de Educación, Pcia. Bs As ( 1997-2000).

Docente concursada del IUNA (Instituto Universitario Nacional de Arte), materia: Fundamentos de la Expresión Corporal. Docente del Taller de expresión corporal-danza dentro del Programa "Complejo terapéutico de asistencia integral" de la Dirección Provincial de Asistencia a la infancia y la adolescencia, Subsecretaria de Minoridad, Min. Desarrollo Humano, Pcia. Bs.As. Coordina talleres de sensopercepción, danzas del mundo, danzas afro y expresión corporal-danza, desde 1998.

 

 

Tu dirección me llegó a traves de alumnos, amigos o personas afines a este tipo de propuestas. Si te parece difundir esta actividad entre tus conocidos, te lo agradeceré. Si no te interesa recibir más info, mandá un mail en blanco con el subject/asunto: BORRAR ( si te llega más de una copia de esta gacetilla, enviá un mail en blanco con el asunto: MAILS REPETIDOS). Gracias y disculpá las molestias.

 

 

 

Recomendación del mes:

 

   El Ojo Construcciones

        Taller de proyectos

        planos, construcciones, refacciones

        empadronamientos

 

 Arq. Marcelo Escanciano

 tel. 451-2970

 

:: Postado por Cris Passinato às 08:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Prosa poética "Episodio" de José Geraldo Neres (Brasil) - publicada en la "ArchipiéLAgo" Revista Cultural de Nuestra América - (México) -

Queridos amigos y amigas
Acabo de recibir un ejemplar de la edición de la revista impresa;
"ArchipiéLAgo" Revista Cultural de Nuestra América - (México)
 
edición número  43,  año 11 / 2004 - enero/marzo - 80 páginas - 3.000 ejemplares
director general; Carlos Véjar Pérez-Rubio
 
esa edición tiene como homenaje en la capa
"Haití doscientos años" - un homenaje al primer país independiente de Nuestra América
 
en la sección Letras, página número 34 - podrán leer la prosa poética; "Episodio"
sólo cito mis vecinos en esa sección de la revista (vale resaltar el gran escenario cultural de nuestra América que se abre al hojear esa revista); "El liberalismo y romanticismo de Otcavio Paz" de H.C.F. Mansilla(Bolivia),
"El imperio" de Cintio Vitier(Cuba), "Isla de agua", de Hernán Pino(México) y Victor Hugo Rascón Banda (México)
 
es una gran sorpresa encontrar la publicación de ese mi texto, es siempre una honra pueda tener mis escritos publicados además de las fronteras de mi país... Un fuerte abrazo de este hermano de tierras brasilis...
José Geraldo Neres (Diadema - SP - Brasil)

"Episódio" (prosa poética) de José Geraldo Neres (Brasil) ((português; versione in italiano, español))
sigue también rebajo una respuesta homenaje del poeta chileno Hans Schuster

:: Postado por Cris Passinato às 08:44 PM
::
:: Enviar esta mensagem


 
Episódio
                José Geraldo Neres 

                 Metal impuro, medalhão da sorte sem poderes ocultos, moeda cunhada nos tempos do sofrimento. Estas foram as primeiras hipóteses para descrever o objeto que estava cravado entre os dedos daquele incógnito ser na angustiada mesa de necropsia.

                 Ele fora encontrado no cume da montanha [ironicamente denominada Paraíso]. Ainda não atingira a idade do lobo.

                 Concluídos os primeiros exames, tentava eu montar o quebra-cabeça do devorador de minha tranqüilidade. Não saí da primeira peça. Nenhum indício de sua morte, os órgãos internos estavam perfeitos, o que era incomum para alguém de sua idade. Uma luz artificial refletiu-se em meu rosto e o Senhor das Dúvidas percorreu-me o corpo. A moeda abandonou seu hospedeiro, furtando-me a concentração nas análises.

                A ampulheta é invertida. As runas traçam diferente destino. O vento noturno conduz a uma estranha sensação; estou na montanha Paraíso. Solitário. Vestígios de sanidade. Abruptamente o cenário é invadido por outra criatura, mas ela não sente minha presença. Senta-se em posição de lótus, parece admirada com o horizonte. Num movimento angelical, ela retira um objeto circular de suas entranhas. Olha-o e seu semblante transforma-se. Grita e atira furiosamente o objeto montanha abaixo. Vira-se para mim: olhar vago, um quê de decepção. Chove. A chuva cobre seu corpo num lamento. Uma gota rubra remete-me à cena inicial: [Metal impuro - Forja mestra de almas, invento impondo sua cadência, arquitetando o cotidiano, monarca das ilusões. Sou servo banhando-me em espelhos de lágrimas]. Permitiram-me o sol, mas há dias que não sinto sua luz.

:: Postado por Cris Passinato às 08:43 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Episodio
                      José Geraldo Neres

Metallo impuro, medaglia della sorte senza poteri occulti, moneta coniata nel tempo della sofferenza. Queste furono le prime ipotesi per descrivere l’oggetto che stava confitto fra le dita di quell’essere ignoto sull’angosciante tavolo dell’autopsia.

Era stato trovato sulla vetta della montagna (ironicamente detta Paradiso). Tuttavia non si era potuta stabilire l’età del lupo.

Conclusi i primi esami, tentavo di ricomporre i tasselli del rompicapo che divorava la mia tranquillità. Non mi muovevo dal primo pezzo. Nessun indizio gettava luce sulla sua morte, gli organi interni in perfetto stato, cosa non comune per un individuo della sua età. Una luce artificiale si rifletteva sul mio viso e il Signore dei Dubbi aveva percorso il mio corpo. La moneta abbandonò il suo ospite distogliendo la mia attenzione dalle analisi.

La sabbia scorre a rovescio nella clessidra del tempo. Le rune tracciano un diverso destino. Il vento notturno porta con sé una strana sensazione; sono sulla montagna Paradiso. Solitario. Vestigia di salute. All’improvviso la scena è invasa da un’altra creatura che però non avverte la mia presenza. Si siede nella posizione del loto come rapita dall’orizzonte. Con un movimento angelico estrae un oggetto tondo dalle sue viscere. Lo guarda e il suo aspetto cambia. Grida e scaglia furiosamente l’oggetto giù per la montagna. Si volta verso di me: uno sguardo vago, un che di deluso. Piove. La pioggia vela il suo volto in un lamento. Una goccia rossa mi riporta alla scena iniziale: (Metallo impuro – fucina maestra di anime, invento imponendo la sua cadenza, edificando il quotidiano, monarca delle illusioni. Sono servo se mi bagno in specchi di lacrime). Mi permisero il sole, ma sono giorni che non sento la sua luce.

versione in italiano dallo spagnolo di Giancarlo Sissa


 



Episodio

              Metal impuro, medallón de la suerte sin poderes ocultos, moneda acuñada en los tiempos del sufrimiento. Estas fueron las primeras hipótesis para describir el objeto que estaba clavado por entre los dedos de aquel incógnito ser en la angustiante mesa de necropsia.

              Había sido encontrado en la cumbre de la montaña (irónicamente denominada Paraíso). Todavía no había alcanzado la edad del lobo.

              Concluidos los primeros exámenes, intentaba yo montar el rompecabezas del devorador de mi tranquilidad. No salí de la primera pieza. Ningún indicio de su muerte, los órganos internos estaban perfectos, lo que no era común para alguien de su edad. Una luz artificial se reflejaba en mi rostro y el Señor de las Dudas había recorrido mi cuerpo. La moneda abandonó su momentáneo huésped hurtando mi concentración en el análisis.

              La arena se invierte en la ampolleta del tiempo. Las runas trazan diferente destino. El viento nocturno conduce a una extraña sensación; estoy en la montaña Paraíso. Solitario. Vestigio de sanidad. Abruptamente el escenario es invadido por otra criatura, pero ella no siente mi presencia. Se sienta en posición de loto, como maravillada con el horizonte. En un movimiento angelical, ella saca un objeto circular de sus entrañas. Lo mira y su semblante cambia. Grita y lanza furiosamente el objeto montaña abajo. Él se vuelve hacia mí: una mirada vaga, algo de decepción. Llueve. La lluvia cubre su rostro en un lamento. Una gota roja me remite a la escena inicial: [Metal impuro – forja maestra de las almas, invento imponiendo su cadencia, edificando lo cotidiano, monarca de las ilusiones. Soy siervo bañándome en espejos de lágrimas] Me permitieron el sol, pero hay días que no siento su luz.


ampolleta* es un reloj de arena


Traducción: Rafael Roldan - Revisión/Traducción: Fabiola Teresa A. Godoy, Jane Botti e Marcela Collins

:: Postado por Cris Passinato às 08:43 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Cuando José Geraldo Neres

                                                    Hans Schuster
Encuentra la moneda,
la codicia deja entrever su autopsia
de todos los días,
y vienen las imágenes esclavistas
galopando.

Viene la macumba, y el

Santerio, a tocar su desnudez.

Viene un olor a injusticia
desde el fondo
y se chorrea la tarde
en la sangre del parto;

Viene la Macumba, y el
Santerio, a tocar tu desnudez.

Mientras el poeta
José Geraldo Neres
tira al aire
esa moneda
de “metal impuro”,
al otro lado del mundo
una mano como la tuya
la atrapa.

¡Y viene la Macumba, el
Santerio y tu desnudez!

Sacude la cabeza
al bamboleo de los pies:

“En la moneda
o el medallón,
todos se van
al mismo son;
-se va tu alma
se va tu sol,
se va la vida
se va tu son-”.




 

Hans Schuster (Santiago, 1957), Es profesor de Castellano y Filosofía, egresado de la Universidad Austral de Chile.

:: Postado por Cris Passinato às 08:42 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 

José Geraldo Neres

 

José Geraldo Neres. (1966, Garça/SP/Brasil) - Poeta/escritor, guionista de cine  y ex-estudiante de dramaturgia, cofundador del Grupo Palavreiros (año de 1999 - grupo de escritores/poetas residentes en Diadema/SP/Brasil), actual Coordinador de Comunicación y Webmaster del sítio PALAVREIROS, co-editor da revista digital "Poética Social". 
 
Finalista del - Mapa Cultural Paulista - Literatura; poesía, clasificado para fase final provincial-2003/2004(El Mapa Cultural Paulista contó con la participación de 316 municipios), tiendo su poema indicado para publicación en el catálogo de Literatura. (son publicados los quince mejores trabajos).
"1º lugar" en la Muestra de Artes de la ciudad de Diadema - Premio Cultural Plínio Marcos - año 2004, modalidad literatura.
"3º lugar" en "II Premio Barueri de Literatura" en la ciudad de Barueri - año 2004, modalidad poesía.  "2º lugar" en la Muestra de Artes de la ciudad de Diadema - Premio Cultural Plínio Marcos - año 2003, modalidad literatura(poesías: Dorso de luna y En la piel del sol). "Mención Honrosa" en la Muestra de Artes de la ciudad de Diadema - Premio Cultural Plínio Marcos - año 2003, con el cuento Fragmentos de Pétalos. (Julio/2003).
 
Idealizó y organiza el festival día mundial de la poesía, que esta en su tercera edición; contando con la participación de más de 1000 poetas de 38 países. La edición de 2004 es un homenaje al poeta “Pablo Neruda”. Antologías Poéticas (internacionales): Como Ángeles en Llamas, Algunas voces latinoamericanas del S. XX. Lima, 2004 / "Antología bilingüe, castellano-alemán: MeloPoeFant International, Berlín, 2004 / "La Cósmica Vereda de un Poema", Ecuador, 2004.
 
Su trabajo ha sido incluido en numerosas antologías brasileiras, así como en diversas revistas de América Latina; cuenta con publicaciones en prosa, poesía en internet en sítios brasileños y en la Argentina, Chile, Colombia, Ecuador, España, Estados Unidos, México, Portugal, Puerto Rico, Suíça, Venezuela y El Salvador. Proyectos literarios (sin previsión de lanzamiento): "Ambrosia", poesía erótica; "Homo-Sapiens", poemas soturnos; "Poemas Esparsos", "Poemíninos: pájaros de papel" (portugués y español), selección de cuentos: “Faces, fases & fragmentos” y las novelas: “El Superviviente” y Tierras “Ocultas”.  
 
 

:: Postado por Cris Passinato às 08:41 PM
::
:: Enviar esta mensagem

http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres_poetica.html

Sobre obra poética/fortuna crítica

 

“Beber a imortalidade” – por Izacyl Guimarães Ferreira

“José Geraldo Neres e a poesia muito além da palavra” - por Lau Siqueira

“Um vôo sobre pássaros de papel” - por Ricardo Alfaya

“Dos poemas líquidos de José Geraldo Neres” – por Sandra Regina S. Baldessin

“Pássaros de papel” – por Teruko Oda


Alejandro Campos Oliver (México)

Blanca Castellón (Nicarágua)

Catalina Sojos (Ecuador)
Carmen Pérez Valerio (República Dominicana)
Daniel Montoly (República Dominicana)
Fausto Antonio Leonardo (República Dominicana)
Hans Schuster (Chile)
Juan Freddy Armando (República Dominicana)
manuel de sousa (Luanda - Angola)
Marietta Cuesta Rodríguez (Ecuador)
Omar Garcia Ramirez (Colombia)

Oscar Portela (Argentina)
Víctor Bustamante (Colombia)


Portal brasileiro de Literatura "Grupo PALAVREIROS"   http://www.palavreiros.org

Grupo Palavreiros - 5 anos de atividades culturais http://www.palavreiros.org/palavreiros.html

José Geraldo Neres http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres.htm

dirección postal:

José Geraldo Neres
Rua Jaú, 34 Vila América
Santo André - SP - Brasil
CEP: 09121-380

e-mail: jgneres@uol.com.br
ou: neres@palavreiros.org

:: Postado por Cris Passinato às 08:41 PM
::
:: Enviar esta mensagem

NTL

Novos Talentos na Literatura
http://novostalentos.cjb.net


Prezado assinante:

Confira as nossas atualizações:

"Correndo Atrás do Rabo", de Mario de la Rosa, é a crônica da semana

De vez em quando, gosto de entrar numa padaria desconhecida para matar a fome. Geralmente, os lanches são surpreendentemente saborosos. Não sei qual é o segredo, mas o fato é que em casa o sanduíche nunca sai igual.

Clique aqui e leia agora a crônica na integra!


"Amigas de Infância", conto de Adelaide Amorim

Chamava-se Silvina e, quando apontava no portão da pequena vila, uma aura qualquer de susto e mistério emanava de sua figura longilínea, excepcionalmente alta para uma mulher.

Clique aqui e leia o conto na íntegra!


"Uma Carona Inusitada", conto de Vera Vilela

Durante mais de dois anos trabalhei em uma cidade distante de minha casa exatamente 35 quilômetros. Toda essa distância era percorrida em uma estrada vicinal que tinha mais buracos que asfalto.

Clique aqui e leia agora o conto na íntegra!


Boa leitura!

- Rafael Chedid

:: Postado por Cris Passinato às 08:39 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CDV

*************************************************************
* cisma *
*************************************************************
Esta palavra se refere a uma cisão no seio de uma religião ou, por extensão, de um partido político. Foi tomada do baixo latim 'schima -atis' e este do grego 'schisma -atos' (separação, fendimento), voz derivada do grego 'schizein' (partir, cortar), com origem no indo-europeu 'skei-' (cortar, separar), da mesma forma como 'cisão', 'prescindir' e muitas outras palavras. O grego 'schizein' está também na origem de 'esquizofrenia', literalmente 'divisão da mente', em alusão ao fato de que esta enfermidade mental se caracteriza, entre outros sintomas, por uma dupla personalidade.

A primeira grande divisão do cristianismo, o Cisma do Oriente, ocorreu em 1054 com a separação das Igrejas de Roma e Bizâncio e a segunda, o Cisma do Ocidente, entre 1378 e 1417, período em que houve vários papas simultâneos, uns com sede em Roma e outros em Avignon (França).

Embora este termo tenha sido usado também em política para designar a cisão de um partido ou organização política, o termo 'dissidência' é mais usado nesse sentido.
************************************************************
Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 08:38 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CDV


cdv@aleph.com.br; cdv@matrix.com.br
 
manoel179@bol.com.br;  manoel179@itelefonica.com.br; manoel179@ubbi.com.br; manoel1792002@yahoo.com.br

Av. Nove de Julho, 611 - Bela Vista
Cx Postal, 4604
->Cep.: 01061-970 - São Paulo (SP) Brasil
 
Av. Dr. Campos Sales, 737 - Centro
Cx Postal, 385
-->Cep.: 13001-970 - Campinas (SP) Brasil
 
-> Fone: (0xx19) 9720-1937
-->Fax:  (0xx19)  3844-3645
--->Disponível à partir de 17/02/2005: (0xx11)9687-2552
Nossa Referencia: 1.572.494 de 07NOV04
 
SUICÍDIO MATA MAIS QUE VIOLÊNCIA URBANA E GUERRAS, DIZ OMS
 
Quase 1 milhão de pessoas poem fim à própria vida todos os anos, mais do que as pessoas que morrem em assassinatos ou vítimas de guerra.
 
Dados da OMS(Organização Mundial da Saúde) mostram que ocorre um suicídio em alguma parte do planeta a cada 40 segundos.
 
O CDV completará 26(Vinte e Seis) anos no próximo 12DEZ04: vamos auxiliar-nos na luta contra o suicídio? Saiba como, contatactando-nos!
  
Contando com o Vosso apoio,
 
CENTRO DE DEFESA DA VIDA
Manoel Rodrigues Barbosa Neto
Presidente

:: Postado por Cris Passinato às 08:38 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Suely Mesquita - Mapa Vocal - Niterói

Suely Mesquita, foto de Gustavo StephanMapa Vocal
caminhos para o cantor popular
aula única com Suely Mesquita
 
R$ 30,00*
 
Sábado
20 de novembro
14 às 15:30

:: Postado por Cris Passinato às 08:36 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Carvalho Branco

NASCENTE
                                (Carvalho Branco)
 
O meu ser é uma nascente
   que brota ao verter da lua...
vem do fundo, irreverente,
contorcendo-se qual serpente,
que extravasa e se situa
em local nada prudente...
 
Cresce aos poucos, se avoluma,
aumentando-me a tensão...
e meu corpo desapruma,
leva ao leito, ou mesmo ao chão...
e por mais que me consuma,
sempre acumulo tesão...
 
Parece água fervente
  ao ponto de ebolição...
torna a carne incandescente,
mina de rico filão...
Escorre como corrente
   do centro de ativo vulcão...
 
Despe-me a roupa, atrevida...
sentindo-me assim toda nua,
da vergonha desprendida,
imploro que em mim se conclua...
que eu seja toda invadida!...
E, por fim, sou toda sua!...
 
 Vem depois a despedida...
  este é o mais triste momento...
E quando ela está de partida,
   perco todo o meu alento...
Quero me tornar fluída,
   misturar-me ao elemento...
 
E assim em comunhão
com a água da nascente,
somos, ambas, coração,
corpo, alma e mente...
  do Amor em gestação!...
   Somos três nessa corrente!...

:: Postado por Cris Passinato às 08:34 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Site da Luana

 

 
Olá Pessoal, tem atualização no site http://luannarj.sites.uol.com.br
No menu Novidades - Slides Novos conheça o slide:
 
- Viagem pela Vida
 
 
No menu Novidades - Slides dos Amigos  temos versão em inglês do slide
"Abraços Terapêuticos", além da participação de nossas artistas
Karin B., Sueenne Firmeza, Eneida de Almeida e Beth.
 
Visite o link - http://luannarj.sites.uol.com.br/amigos.html 
 
Com Carinho - Luana
http://luannarj.sites.uol.com.brv

:: Postado por Cris Passinato às 08:28 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CASA DA CULTURA

ASSINATURA E CANCELAMENTO

Este boletim é um serviço gratuito da Casa da Cultura. Para assiná-lo, basta informar seu nome e e-mail na página de assinaturas em nosso sítio [clique aqui].

Sua privacidade é garantida, seu direito de cancelamento da assinatura também, a qualquer momento, sem que lhe seja feita qualquer pergunta ou restrição. Se você tem dúvidas, todas elas podem ser sanadas em nosso sítio:

[Conheça o Boletim Informativo Semanal da Casa da Cultura]

[Informações sobre segurança e sigilo do nome e e-mail do assinante.]

[Detalhes sobre os tipos de assinatura: Assinantes Exclusivos e Conveniados]

[Por que confiar na Casa da Cultura?]

:: Postado por Cris Passinato às 08:19 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Prefácio de André C S Masini


Naquele dia, como em tantos outros dias, abri alguns e-mails de pessoas desconhecidas para dar uma rápida olhada em seus textos e poemas. Eventualmente cheguei a um poema chamado Para quando chegar o fim, de um certo autor argentino de quem eu jamais ouvira falar, um tal de Sergio (Gito) Minore.

Li os primeiros versos e, de súbito, percebi que estava diante de uma obra que transcendia o habitual. Uma pergunta existencial, proposta em belíssima imagem lírica, atraiu magneticamente minha atenção e meu sentimento estético:

E se só restar o silêncio/ da insônia de uma calha/ que não se cansa de gotejar?

Segui lendo o poema, absorvendo verso a verso, e mergulhando naquela indagação sobre nossa existência e o fim dela, e sobre o sentido de tudo isso...

E o autor seguia em frente, sempre com novas imagens de excepcional sensibilidade e inspiração, falando da frustrações da superfluidade da Vida...

E se este coração/ dormir anestesiado/ e sentido-se supérfluo/ bater de vagar/, chorando uma falsa lágrima/. E se só restou para desfrutar/ esta paz de soníferos/ este canto tedioso/, esta monótona melodia...

Agora a poesia havia me absorvido inteiramente. Eu escutava com meus próprios ouvidos as gotas caindo da calha, caindo sem parar, e sentia em meu próprio corpo a noite mal dormida... eu cada uma daquelas perguntas ressurgia em minha mente, como se a vida de quem as escrevera fosse a minha própria vida...

E enquanto tudo isso passava, eu esperava... esperava com ansiedade cada vez mais forte... esperava que o poema talvez reservasse, talvez tivesse guardada... uma resposta!

E o poema seguia, com mais imagens, aproximando-se do fim...

Para quando chegar o fim

O fim da vida... o fim do poema...

E chegou ao fim de forma magistral! Sem saídas fáceis, sem demagogia, mas também sem desesperança, sem cinismo nem sadismo, e sem niilismo...

Magistral!

Eu demorei uns bons minutos em silêncio para assimilar a poesia...

Então reli o nome do autor, de quem eu nunca ouvira falar: Gito Minore. Percebi que estava diante de uma Grande Obra e de um Grande Poeta, entre os melhores que tenho lido. Obra e Poeta que mereciam e justificavam todo empenho de divulgação por parte da Casa da Cultura. Percebi que os trabalhos desse escritor seriam um magnífico presente para todos nossos assinantes, leitores e visitantes...

Contactei Gito, manifestei nossa intenção de divulgar suas obras e fiz o convite para publicarmos um ou mais e-books. Ele gostou da idéia... e aqui estamos nós.

E este é o primeiro e-book  do que eu espero seja uma série. Temos intenção de em breve publicar também o livro de poesias "Flores Cohibidas".

Esta edição foi organizada com a tradução completa em português posicionada antes; e o original em espanhol completo, depois.

André Masini
Diretor Geral da
Casa da Cultura


:: Postado por Cris Passinato às 08:18 PM
::
:: Enviar esta mensagem

ALMA

Gito Minore

Tradução de
Cleidiner Ventura

Voltou-se a uma passagem estreita
De ladrilhos desiguais
De paredes desgarradas
Pelo tempo e pela umidade.
Um lugar insolente para olhar,
Onde a chuva
molha as poucas plantas
que crescem
em velhas latas de tintas.
Voltou-se a uma passagem estreita,
Onde de vez em quando
-quando não lhe dói os rins –
uma velha senhora gorda
arrasta lentamente suas chinelas
para acender
uma velha lamparina
que dependura de uma teia de aranha negra
e logo volta à sua casa,
Incapaz de sentar-se um pouquinho
debaixo desse pequeno telhado,
que não a cobre da água.
Sentem vergonha em passar por ali
Até os ratos do galpão,
Até as traças, até a ferrugem
Que impregna o ar.
Tornou-se um lugar impróprio
Um deserto em pleno Buenos Aires,
Um buraco
Na parede da noite.
Tornou-se uma passagem estreita
Uma passagem que comunica
O fogo, doce fogo da inveja
Com uma casa tomada pelos ciganos,
Pois esse sim,
Nem sequer um deles
Anima-se a passar
Sequer correndo embriagado por ali.
Só de vez em quando,
A senhora gorda
Preocupa-se de ir
Acender a velha lamparina.;
Não vai ser coisa
Que queime
E que ninguém mais,
Nunca mais,
Sobre nenhum pretexto
Pode afirmar
Que essa passagem estreita
Alguma vez foi uma alma,
Minha alma.


:: Postado por Cris Passinato às 08:18 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Casa da Cultura

  Exemplar de Assinante Conveniado

Edição Especial, dedicada ao poeta Gito Minore


Bom Dia, Amigo(a) Assinante, (ou Boa Noite) 

Alguns meses atrás, chegou às nossas mãos um conjunto de poesias que nos causou grande impacto. Falavam da vida, da morte, do espírito humano; do mundo interior e do exterior, mesclados em uma única realidade de espelhos, imagens e sugestões; falavam da existência e do mundo com um talento e sensibilidade extraordinários. Os versos teciam imagens de uma qualidade raríssima hoje em dia: a força essencial das coisas simples e verdadeiras. De uma calha gotejando a uma passagem estreita, com "poucas plantas que crescem em velhas latas de tinta", cada imagem se materializava, tornava-se uma lembrança inesquecível, parecia ter sido vivida pelo próprio leitor...

Estávamos diante de uma Grande Obra, de um Grande Poeta! Mas o autor era para nós inteiramente desconhecido: um argentino chamado Sergio (Gito) Minore. Entramos em contato com ele, manifestando nossa intenção de divulgar seus trabalhos na Casa da Cultura, não apenas com páginas WEB mas também através de um e-Book, que seria um magnífico presente para nossos assinantes, leitores e visitantes...

Hoje, finalmente -- depois de muitos arranjos, preparações, e trabalho -- estamos lançando o e-Book Cielorrasos que é para nós, como editores, um grande orgulho! Em edição Bilíngüe, com traduções para o português da talentosa Poetisa e advogada brasileira Cleidiner Ventura, conhecida na internet por Anjo.

Poetas, amantes e estudiosos da Poesia: este livro é IMPERDÍVEL! Tem a recomendação máxima de nosso conselho editorial!

O download é gratuito, livre e aberto, como tudo na Casa da Cultura:
[Página de apresentação e download do e-Book Cielorrasos, de Gito Minore]

Aqui publicamos o prefácio de André Masini (prefácio da atual edição Casa da Cultura), e a poesia "Alma" na versão de Cleidiner Ventura.

Um abraço fraternal,
Casa da Cultura

AJUDE A DIVULGAR A CASA DA CULTURA retransmitindo nossas comunicações a seus amigos e conhecidos.
Obrigado.


:: Postado por Cris Passinato às 08:17 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Casa da Cultura

    Casa da Cultura    

Boletim Informativo Semanal

Ano II, número 35 - Quarta-feira, 03 de novembro de 2.004   

Casa da Cultura Literatura Trabalhos de A. C. Masini


:: Postado por Cris Passinato às 08:15 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CDV

cdv@aleph.com.br; cdv@matrix.com.br
 
manoel179@bol.com.br;  manoel179@itelefonica.com.br; manoel179@ubbi.com.br; manoel1792002@yahoo.com.br

Av. Nove de Julho, nº 611 - Bela Vista
Cx Postal nº 4604
-->Cep.: 01061-970 - São Paulo (SP) Brasil
 
--> Fone: (0xx19) 9720-1937
-->Fax:  (0xx19)  3844-3645
Nossa Referencia: 1.566.090 de 06NOV04
 
ALUGUE IMÓVEL EM NATAL/RN (A CIDADE DO SOL),PRODIGALIZANDO AO CDV, PARTE DOS MEIOS QUE CARECE, PARA SE REESTRUTURAR EM CAMPINAS e SÃO PAULO/SP.
 
GALPÃO COMERCIAL ( 10:00 x 20:00 mts ), sólida construção(1), localização excelente (eqüidistante a Nova e Moderna Estação Rodovária e do populoso bairro do Alecrim), Rua Asfaltada, com Água, Luz e Telefone, pronto para ocupação à partir de 01/12/2004, ideal para DEPÓSITO DE MERCADORIAS, MICRO-EMPRESA, ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL, ETC.
 
O aluguel de R$2.000,00(Dois mil reais), será doado integralmente pelo proprietário, contribuição a essa entidade, visando sua reestruturação em Campinas e São Paulo
 
Contando com o Vosso apoio,
 
CENTRO DE DEFESA DA VIDA
Manoel Rodrigues Barbosa Neto
Presidente e Proprietário do Imóvel

:: Postado por Cris Passinato às 08:13 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen

EM TODOS OS JARDINS
 
Em todos os jardins hei-de florir,
Em todos beberei  a lua cheia,
Quando enfim no meu fim eu possuir
Todas as praias onde o mar ondeia.
 
Um dia serei eu o mar e a areia,
A tudo quanto existe me hei-de unir,
E o meu sangue arrasta em cada veia
Esse abraço que um dia se há-de abrir.
 
Então receberei no meu desejo
Todo o fogo que habita na floresta
Conhecido por mim como num beijo.
 
Então serei o ritmo das paisagens,
A secreta abundância dessa festa
Que eu via prometida nas imagens.
 

 
INTERVALO II
 
Dai-me um dia branco, um mar de beladona
Um movimento
Inteiro, unido, adormecido
Como um só momento.
 
Eu quero caminhar como quem dorme
Entre países sem nome que flutuam.
 
Imagens tão mudas
Que ao olhá-las me pareça
Que fechei os olhos.
 
Um dia em que se possa não saber.
 

 
A PURA FACE
 
Como encontrar-te depois de ter perdido
Uma por uma as tardes que encontrei
O ser de todo o ser de que nem sei
Se podes ser ao menos pressentido?
 
Não te busquei no reino prometido
Da terra nem na paixão com que eu a amei
E porque não és  tempo não te dei
Meu desejo pelas horas consumido
 
Apenas imagino que me espera
No infinito silêncio a pura face
Pr'além de vida morte ou Primavera
E que a verei de frente e sem disfarce
 

 
Sophia de Mello Breyner Andresen, poeta portuguesa (1919-2004)
(Fonte: "Poemas escolhidos", seleção de Vilma Arêas, Companhia das Letras, São Paulo SP, 2004)
 

:: Postado por Cris Passinato às 08:12 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Karina Sérgio Gomes

Caro leitor,

O **Expresso K** recomenda:

"Embriague-se de arte!"

**Expresso Arte**

  • Quadro O Nascer do Sol de Claude Monet.

**Expresso Noticia**

  • Arte Para Poucos – Jornal Hoje (04/11/04)

.

**Expresso Leitura**

  • Tribalhistas – Arnaldo Jabor

**Expresso Música**

  • Saiba – Arnaldo Antunes

**Expresso-me**

  • Minha Língua Minha Fala – Karina Sérgio Gomes.

       

      E muito MAIS!!!!!

      E aí esta esperando o que?!

      Quer mais conteúdo acesse www.expressok.blogger.com.br.

      Não deixe de visitar o arquivo e não se esqueça de mandar a sua opinião, crítica ou sugestão para o expresso_k@hotmail.com.

       

      Cordialmente

Karina Sérgio Gomes

:: Postado por Cris Passinato às 08:11 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Pedido de Doação de Sangue

Caros amigos e amigas,
 
 
A solicitação foi repassada por minha grande amiga Renata Cursino, de São Paulo. Quem puder ajudar de alguma forma, ficaremos gratos.
 
Um abraço fraternal em todos,
 
Ivã Antonio
 

 
Olá amigos de São Paulo (desculpem-me os demais, mas ainda não tenho com triar por localidade): O meu amigo Tom Coelho está com sua mãe hospitalizada e precisa de doação de sangue de qualquer tipo, em especial “O” negativo. Quem puder ajudar, por favor ajude. Se puder, repasse esta mensagem aos seus amigos e quem sabe, além de ajudar a D. Ana, poderão ajudar outras pessoas. E que Deus lhes pague por esta caridade. - Oscar

:: Postado por Cris Passinato às 08:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 

Exército de Solidariedade

* por Tom Coelho

 

“Se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz.

(Rousseau)

 

Se fosse para tomar de forma racional, este espaço não poderia ser utilizado com finalidade pessoal. Mas o fato é que após dois anos publicando artigos e crônicas através da Internet fui agraciado com uma legião de amigos. Muitos nem parecem ser de carne e osso, mas tão somente de mente e alma. Gente que nunca vi, mas que se corresponde comigo como se tivesse compartilhado de minha infância.

 

Por isso, tomo a liberdade de utilizar este fórum para fazer um pedido, uma convocação, um apelo.

 

Minha mãe está internada em São Paulo. Seu quadro clínico apresenta uma grave deficiência imunológica que demanda transfusões diárias de sangue e plaquetas.

 

Assim, ficarei imensamente grato àqueles que puderem comparecer no endereço abaixo para doação de sangue de qualquer tipo, em especial “O” negativo.

:: Postado por Cris Passinato às 08:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 

Hospital Sírio-Libanês

Rua Barata Ribeiro, 465

Cerqueira César – São Paulo – SP

(atrás do Masp)

Banco de Sangue – 3º subsolo

Tel: (11) 3155.0355

2ª a sábado – 7h00 às 18h00

Estacionamento Gratuito na Rua Dona Adma Jafet, 110

 

O candidato a doador deve apresentar boas condições de saúde, sem ocorrência de gripe, febre ou uso de antibióticos ou antiinflamatórios. Deve ter entre 18 e 65 anos de idade e peso igual ou superior a 50 kg. Caso deseje maiores informações, gentileza fazer contato através do telefone acima.

 

Comparecer portando documento com foto e informar na recepção que a doação destina-se a Ana Rodrigues Coelho. Deixarei um “Livro de Visitas” no local, caso autorizem, para aqueles que desejarem externar algum comentário.

 

Aos que não puderem comparecer, ficarei enternecido se for possível ofertar uma corrente de orações, cada qual dentro de sua fé, independentemente de sua religiosidade.

 

Carinhosamente.

 

 

* Tom Coelho, é pai. E filho.

 

Importante: Se em sua empresa ou organização houver 10 pessoas ou mais interessadas em contribuir, o Hospital Sírio-Libanês disponibiliza gratuitamente um sistema leva-e-traz.

:: Postado por Cris Passinato às 08:09 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Caros amigos e amigas,
 
 
A solicitação foi repassada por minha grande amiga Renata Cursino, de São Paulo. Quem puder ajudar de alguma forma, ficaremos gratos.
 
Um abraço fraternal em todos,
 
Ivã Antonio
 
 
 
Olá amigos de São Paulo (desculpem-me os demais, mas ainda não tenho com triar por localidade): O meu amigo Tom Coelho está com sua mãe hospitalizada e precisa de doação de sangue de qualquer tipo, em especial “O” negativo. Quem puder ajudar, por favor ajude. Se puder, repasse esta mensagem aos seus amigos e quem sabe, além de ajudar a D. Ana, poderão ajudar outras pessoas. E que Deus lhes pague por esta caridade. - Oscar

 

Exército de Solidariedade

* por Tom Coelho

 

“Se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz.

(Rousseau)

 

Se fosse para tomar de forma racional, este espaço não poderia ser utilizado com finalidade pessoal. Mas o fato é que após dois anos publicando artigos e crônicas através da Internet fui agraciado com uma legião de amigos. Muitos nem parecem ser de carne e osso, mas tão somente de mente e alma. Gente que nunca vi, mas que se corresponde comigo como se tivesse compartilhado de minha infância.

 

Por isso, tomo a liberdade de utilizar este fórum para fazer um pedido, uma convocação, um apelo.

 

Minha mãe está internada em São Paulo. Seu quadro clínico apresenta uma grave deficiência imunológica que demanda transfusões diárias de sangue e plaquetas.

 

Assim, ficarei imensamente grato àqueles que puderem comparecer no endereço abaixo para doação de sangue de qualquer tipo, em especial “O” negativo.

 

Hospital Sírio-Libanês

Rua Barata Ribeiro, 465

Cerqueira César – São Paulo – SP

(atrás do Masp)

Banco de Sangue – 3º subsolo

Tel: (11) 3155.0355

2ª a sábado – 7h00 às 18h00

Estacionamento Gratuito na Rua Dona Adma Jafet, 110

 

O candidato a doador deve apresentar boas condições de saúde, sem ocorrência de gripe, febre ou uso de antibióticos ou antiinflamatórios. Deve ter entre 18 e 65 anos de idade e peso igual ou superior a 50 kg. Caso deseje maiores informações, gentileza fazer contato através do telefone acima.

 

Comparecer portando documento com foto e informar na recepção que a doação destina-se a Ana Rodrigues Coelho. Deixarei um “Livro de Visitas” no local, caso autorizem, para aqueles que desejarem externar algum comentário.

 

Aos que não puderem comparecer, ficarei enternecido se for possível ofertar uma corrente de orações, cada qual dentro de sua fé, independentemente de sua religiosidade.

 

Carinhosamente.

 

 

* Tom Coelho, é pai. E filho.

 

Importante: Se em sua empresa ou organização houver 10 pessoas ou mais interessadas em contribuir, o Hospital Sírio-Libanês disponibiliza gratuitamente um sistema leva-e-traz.

:: Postado por Cris Passinato às 08:09 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Karen Giovanni

A necessidade... 

Quando escrevo eu compartilho o que me vem ao coração, 
E me sinto imensamente bem 
Digo o que penso, o que gostaria de pensar, 
o que crio existir, ( é crio mesmo.. o existir é que está sobrando..) 
Ou seja, falo sobre minha realidade ( e o que vej, claro.. também falo da 
minha realidade que vejo nas pessoas) 
E cada pessoa possui a sua.. 
É por isto que eu quero voltar a escrever, 

é por isto que eu sempre preciso escrever e quando não o faço me dilacero, 
me corto, me talho... 

Eu preciso e ponto, não é por nenhum outro motivo inicialmente. 
E estou num desses momentos de escrever... 
mas não sei exatamente sobre o quê, sei que todo mundo já fez tudo, já 
escreveu sobre tudo.. 
Porém cada um possui sua forma peculiar, que é intrínseca a quem escreve, 
cada um possui um olhar. 
Não que um (olhar) seja melhor do que o de outro... 
Mas é único e intransferível. 
Então... 



Agora sobre o quê??? 


Sobre as pessoas?? 
A condição delas, 
a sociedade em que eu me encontro? 
As idéias? 
A distância que existe entre as pessoas e que as pessoas não querem quebrar 
para ficarem aconchegadas no seu mundinho particular, nas suas verdades que 
às vezes são mesquinhas, mas nem semrpe o são, muitas vezes podem ser 
adaptadas a todas as novidades. ( Ah, as pessoas não aprendem isto.. 
Comodismo.. puro comodismo, não me exluo não!!, não em tudo) 

Acontece que as pessoas são muito resistentes, 
Resistem a si mesmas, 
A suas vontades, 
Ao que realmente interessa a elas. 


Passei a vida toda vendo as pessoas falarem de amor, 
mas falando e fazendo fofocas que não eram contrutivas.. 
Não entendi, 
Cresci e continuo sem entender.. 


Guerras... 
melhor fazer mil planos, dar estudo as pessoas, dar amor, harmonia à uma 
nação do que entrar em guerra. 
É por isto, por nada mais ( não, há algo a mais), mas é essêncialmente por 
isto que eu não gosto de história, eu choro, choro.. (me interesso pela 
verdade, as informações que costumam nos chegar as mãos muitas vezes são 
ilusórias... este é o outro algo mais) 
E eu não quero chorar pelo erro dos outros. Não se eu não posso fazer nada, 
chorar, por chorar... sem sentido. 
Não sei o que posso fazer para ajudar as pessoas, 
mas sei que sempre vou fazer tudo o que puder.. 
Seja o que for, eu vou ser justa, eu vou ser caridosa, compreensiva, eu vou 
saber ouvir... não sei, eu me conheço bem. Mas infelizmente não vivo neste 
mundo.. melhor esquecer tudo.. todo mundo esqueceu... é tudo a mesma coisa.. 
só importa o interesse pessoal de cada um. ( é isto que odeio no brasil, e 
em outros locais ) 


A gente pode aprender tudo, 
mas realmente só aprendemos o que nos interessa, direta ou indiretamente. 
Por isto às vezes demoro num livro, quer dizer, para encontrar um livro que 
eu goste.. riqueza de detalhes são maravilhosos num filme.. num livro são 
entediantes... e eu avanço e retrocedo nas páginas... procurando diálogos 
interessantes, tentando descobrir o que vai acontecer enquanto estou numa 
parte chataaaa... 


Queria entender a guerra, mas não sei se um dia vou entender. 
O que infelizmente ocorre é tão assustador que eu me recuso a saber muitas 
vezes. 
As pessoas tem que aprender sobre tudo, mas com uma visão extremamente 
crítica - é minha humilde opinião... As pessoas que desejam ensinar também 
devem aprender a fazê-lo, pois... 

Eu tenho pena de todos, mas acho que os que deveriam ser mais dignos de 
pena, pena não, desprezo, algo assim, são os que podem aproveitar de tudo e 
não aproveitam, são os que possuem conhecimento para mudar as coisas, os que 
entendem como a vida funciona, como ela flui ( eu, realmente, não serei 
nunca capaz de entender completamente.. por causa dessas dissonâncias que 
acabo de citar e mais por uma infinidade delas... - mas vou sempre tentar 
entender e entender o que for capaz) 

As pessoas deixam tudo para longe, não se importam com o agora.. (algumas 
pessoas) elas nem sabem para que estão vivendo.. - não, também não sei, não 
sei, realmente não sei. Também não sei o que impede um ateu de se matar... 
Não que eu acredite ou desacredite, são convenções e normas para uma vida 
equilibrada que a sociedade vai criando... Mas respeito (tento) todas as 
religiões, devo seguir um pouco de cada uma, sem saber ao certo o que... 


Legal, eu acho muito interessante pensar no daqui a 20 anos, eu não tenho 
esta capacidade mesmo e nem o desejo, pois já saber o que farei me causa uma 
angústia tão grande que seria preferível a morte. 


Quando eu começo a escrever eu não sei exatamente porque escrevo, Não sei, 
definitivamente. Pois eu não sou nada e as pessoas não se importam com quase 
nada. Se importar com tudo também não é a solução, acho.. a gente tem que 
pensar o que quer e se a gente descobrir tentar fazer tudo o que desejamos, 
mas acho que todos lucram mais quando se leva uma vida transparente e com 
leveza e atenção as demais pessoas, é mais ou menos isso... 

Eu não sei escrever, não sei. Mas eu gosto. Eu sei pensar, eu sei escrever o 
que penso, e eu penso muito, e escrevo muito quando escrevo o que penso... e 
quando não escrevo eu falo, e quando não falo eu choro, eu penso... não 
adianta nada, nunca adiantou, mas.. 

Mas... 

:: Postado por Cris Passinato às 08:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Contador de Histórias

No dia dos 85 anos de nascimento

Homenagem a Sophia de Mello Breyner estreia na Figueira da Foz

 

 

A Biblioteca Municipal da Figueira da Foz vai receber a estreia do recital “A Sophia”, de homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen, no próximo sábado, dia 6 de Novembro, data de aniversário do seu nascimento.

O Grupo O Contador de Histórias, que desde sempre trabalhou os textos da escritora em acções de promoção da leitura e recitais, apresenta agora um espectáculo que pretende manter viva uma das vozes mais importantes da literatura portuguesa. Baseado nas diversas vertentes da sua obra, “A Sophia” não se limita a pegar em vários textos da autora, fazendo antes uma viagem pelo seu universo, passando por diversos autores, portugueses e estrangeiros que também abraçaram as mesmas causas.

No dia em que faria 85 anos, a Biblioteca Municipal da Figueira da Foz acolhe este novo espectáculo do Grupo O Contador de Histórias. A sessão, de entrada livre e destinada ao público em geral, tem início às 16 horas.

 

 

(saiba mais sobre O Contador de Histórias em www.ocontadordehistorias.com ou ligue 91 2568944)

 

 

 

 

 

 

(Foto da montra da Livraria O Navio de Espelhos – Aveiro)

 

 

 

Telefones - 91 2568944 ; 91 4961072

email: geral@ocontadordehistorias.com

Internet: www.ocontadordehistorias.com

Morada:

Apartado 139

2304-909 Tomarv

:: Postado por Cris Passinato às 08:05 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Sétimo Prêmio Direitos Humanos

Excelentíssima
Indique ao e-mail:fundacao@fmss.org.br
Aí vai os detalhes,mas caso queira complementar,os dados do Pesquisador e do Projeto vc mantém
como endereço e telefone.Agradeço a atenção,este trabalho e este humilde pesquisador estão concorrendo ao Premio Direitos Humanos.
obs. retire esta parte acima..e caso consiga alguns votos dos seus amigos agradeço!

 
Gostaria de indicar o trabalho abaixo, a este renomado Premio, por crer que o mesmo se preocupa de forma altruísta com sua comunidade. A geração de energia barata e em quantidade suficiente é sem duvida um dos objetivos da integração social no planeta, contemplando os Direitos Humanos de todos os cidadão, de possuírem dignidade e acesso a comunicação, ao conforto dos bens e serviços de que a humanidade já dispõe.Além disso o pesquisador ,também é agente voluntário do Grupo de Bombeiros Voluntários de Teutônia(Bombeiro e da direção), Presidente do Conselho Escolar da E.E.E.M R.A.Augustin,e delegado do Comude(CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO),todos esses trabalhos voluntários,demonstrando o espírito civíco e humano.
Nome do Indicado: Juarez Cardoso Nunes.
Categoria:Defesa dos Direitos Humanos
Autor do Projeto Geração de Energias Alternativas com Enfase em Energia Eólica.
 Teutonia-RS  CEP:95890.000
Telefone: (0xx51)3762 4044    Fax: (0xx51)37625502
email:juareznunes@certel.com.br
www.portaldovoluntario.org.br/juareznunes
Com a energia limpa,e a "todos"uma possibilidade,de crescerem,estes cidadãos são candidatos a buscarem uma ilusão nos grandes centros urbanos(exodo rural),e aumentando o número da pobreza,da violência e da fome,estes são um dos exemplos do  trabalho.
Como autor do referido trabalho científico ,técnico e pessoal,busca apoio,pois tem este trabalho a quatro anos,e com recursos próprios,e busca a aquisição de equipamentos ,que trarão ajuda a humanidade,e alavancar este trabalho,fazendo do estudo,autosustentável.

:: Postado por Cris Passinato às 08:00 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra do Dia


********************************************************************
* presidente *
********************************************************************
Durante os últimos anos, vários presidentes ou ex-presidentes de diversos países foram dar com os costados em um presídio sob acusações de corrupção, o que não deveria chamar a atenção pois, ao menos etimologicamente, 'presidente' e 'presídio' têm a mesma origem.

A palavra latina 'presidere' é formada pelo prefixo 'pre-' (antes, diante) e o verbo 'sídere' (sentar-se), com o significado de 'estar sentado à frente' e também 'estar situado à frente para proteger aos demais'.   O sentido de 'sentar-se à frente' em presidir foi evoluindo até significar 'o que se senta à frente de uma assembléia para coordená-la', enquanto que o de 'proteger' evoluiu até 'presídio'.

'Presídio' era 'a guarnição que se põe à frente de uma praça para protegê-la', e a palavra foi usada inicialmente com esse significado para referir-se às guarnições espanholas em Marrocos. Como os condenados eram enviados a essas guarnições, a palavra adquiriu pouco a pouco o sentido de 'estabelecimento penal', e assim foi adotada também em português.
*******************************************************************
Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 07:57 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CDV

cdv@aleph.com.br; cdv@matrix.com.br
 
manoel179@bol.com.br;  manoel179@itelefonica.com.br; manoel179@ubbi.com.br; manoel1792002@yahoo.com.br

Av. Nove de Julho, nº 611 - Bela Vista
Cx Postal nº 4604
-->Cep.: 01061-970 - São Paulo (SP) Brasil
 
--> Fone: (0xx19) 9720-1937
-->Fax:  (0xx19)  3844-3645
Nossa Referencia: 1.564.555 de 04NOV04
 
ALUGUE IMÓVEL EM NATAL/RN (A CIDADE DO SOL),PRODIGALIZANDO AO CDV, PARTE DOS MEIOS QUE CARECE, PARA SE REESTRUTURAR EM CAMPINAS e SÃO PAULO/SP.
 
GALPÃO COMERCIAL ( 10:00 x 20:00 mts ), sólida construção(1), localização excelente (eqüidistante a Nova e Moderna Estação Rodovária e do populoso bairro do Alecrim), Rua Asfaltada, com Água, Luz e Telefone, pronto para ocupação à partir de 01/12/2004, ideal para DEPÓSITO DE MERCADORIAS, MICRO-EMPRESA, ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL, ETC.
 
O aluguel de R$2.000,00(Dois mil reais), será doado integralmente pelo proprietário, contribuição a essa entidade, visando sua reestruturação em Campinas e São Paulo
 
Contando com o Vosso apoio,
 
CENTRO DE DEFESA DA VIDA
Manoel Rodrigues Barbosa Neto
Presidente e Proprietário do Imóvel

:: Postado por Cris Passinato às 07:56 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavreiros - Divulgação de lançamento; "SEM FUTU RO" Revista de arte e agitação -- e -- "OROBORO" revista de poesia e arte

Recebemos os livros, revistas e jornais; "Galeria dos Maus" de Josette Lassance - "O prédio" de Josette Lassance - "Perversos" de Antonio Miranda - "Retratos & poesia reunida" de Antonio Miranda -, "O prego" de Zé Peixoto - "Minha terra meu sertão" de José Lopes Peixoto (Zé Peixoto) - "Vilarejo dos Anjos" de Achel Tinoco - "Retalhos de Mim" de Adilvo Mazzini - "La república del Generalísimo" de Iván Segarra Báez (Puerto Rico) - "Norita y sus Poemas de amor" de Nori Rojas Morote(Peru)- "ArchipiéLAgo" Revista Cultural de Nuestra América - (México) - Revista "Horizonte de Palabras" (Nicaragua) - "rascunho" Jornal de Literatura do Brasil. - Revista Alhucema de la Asociación Cultural Alhaja de Teatro y Literatura, nº 12(España)

Palavreiros - Divulgação de lançamento; "SEM FUTURO" Revista de arte e agitação
-- e -- "OROBORO" revista de poesia e arte

http://www.semfuturo.org/
Lançamento da Revista
SEM FUTURO
 
Revista de arte e agitação
 
dia 10 de novembro às 20Hs
Santo André - SP - Brasilv

:: Postado por Cris Passinato às 07:54 PM
::
:: Enviar esta mensagem

OROBORO
revista de poesia e arte ~ n.° 1

setembro ~ outubro ~ novembro ~ 2004

 

 

oroboro é ® criação poética, literária e artística brasileira de hoje, sem ignorar as produções de outros períodos e nacionalidades ® debate de idéias ® inclusão de trabalhos pouco conhecidos ou que mereçam um enfoque crítico a partir da atual perspectiva histórica ® olhar crítico que seja capaz de traduzir a pluralidade de nosso tempo sem que isso signifique reducionismo eclético ® inclusão do material extra-literário ® diálogo entre as produções nacional e estrangeira ® experimentação artística ® é oroboro

 

Nesta primeira edição ® Dossiê com o poeta, artista gráfico e performer norte-americano Edwin Torres. Com entrevista, ensaio (feitos por Ricardo Corona) e seleção de poemas (traduzidos por Flávia Rocha, Rodrigo Garcia Lopes e Ricardo Corona), OROBORO apresenta ao leitor brasileiro o trabalho de Edwin Torres, que surgiu na cena artística nos anos 1990s (movimento “spoken word”) com uma poesia que se alimenta de improvisação vocálica, teatro visual e elementos sonoros ® Nas seções dedicadas à poesia contemporânea do mundo, o poeta e escritor angolano Paulo da Costa e páginas especiais com Víctor Sosa, um dos principais poetas latino-americanos da atualidade (nascido no Uruguai e atualmente residindo no México), autor dos livros de poesia Gerundio (1996), Decir es Abisinia (2001), Mansión Mabuse (2004), entre outros – apresentação, seleção e tradução de Claudio Daniel (colaboração de Luiz Roberto Guedes) ® O clássico “De Rerum Natura (A Natureza das Coisas)”, de Lucrécio (Roma, 98 a.C.), poema que teve Epicuro como epígono e que influenciou poetas como Virgílio, Horácio, Francis Ponge, Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade, em tradução direta do latim feita por Mario Domingues ® ”O que aconteceu – peça em cinco atos” (até então inédita no Brasil) da “mãe do modernismo” Gertrude Stein, com tradução de Luci Collin ® O conto de humor negro “É preciso confiar na tia Margot”, da poeta e escritora curitibana Greta Benitez ® O som gráfico-visual do poema “CIgarra”, de Marcelo Sahea ® A sutileza zen nos desenhos de Leila Pugnaloni ® Instalação “move 36”, de Eduardo Kac, que mantém sua obstinada intervenção nos limites entre o ser vivo (animais humanos e não humanos) e o não vivo (máquinas, redes) ® A hipnose lisérgica da gravura digital de Tereza Yamashita ® Ironia, delírio, sarcasmo e crítica feroz à facilidade do mundo globalizado em “Pai, a tecnologia na ponta do seu dedo”, história em quadrinhos de Maxx Figueiredo ® Na seção “Orobário”, o primeiro de uma série de oito textos-provocação: “s(c)obra” ® 

 

OROBORO é uma publicação da editora medusa editores eliana borges e ricardo corona programação visual eliana borges editoração eletrônica geucimar brilhador revisão angelo r. l. zorek conselho editorial antonio cicero (rj), charles a. perrone (eua), eduardo kac (eua), flávia rocha (pr), isabel de castro (rs), joca wolff (sc), key imaguire jr. (pr), marcelo sandmann (pr), mário câmara (agentina), manoel ricardo de lima (ce), ricardo aleixo (mg), ricardo lísias (sp), rubens pileggi sá (pr) impressão pallotti periodicidade trimestral distribuição nacional (em livrarias) pela editora iluminuras. tiragem mil exemplares.

 

Periodicidade: trimestral
Preço de capa: R$ 13,00 (tarifa de correio incluída)
Preço p/ assinatura de oito números: R$ 104,00 (tarifa de correio incluída)
54 págs.
 
Pedidos por e-mail ou pelo correio:
 
Editora Medusa
Caixa postal 5013
CEP 80061-990
Curitiba / Paraná / Brasil
 
editoramedusa@hotmail.com
editoramedusa@brturbo.com
 

:: Postado por Cris Passinato às 07:54 PM
::
:: Enviar esta mensagem

OROBORO é uma publicação da editora medusa editores eliana borges e ricardo corona programação visual eliana borges editoração eletrônica geucimar brilhador revisão angelo r. l. zorek conselho editorial antonio cicero (rj), charles a. perrone (eua), eduardo kac (eua), flávia rocha (pr), isabel de castro (rs), joca wolff (sc), key imaguire jr. (pr), marcelo sandmann (pr), mário câmara (agentina), manoel ricardo de lima (ce), ricardo aleixo (mg), ricardo lísias (sp), rubens pileggi sá (pr) impressão pallotti periodicidade trimestral distribuição nacional (em livrarias) pela editora iluminuras. tiragem mil exemplares.

 

Periodicidade: trimestral

Preço de capa: R$ 13,00 (tarifa de correio incluída)

Preço p/ assinatura de oito números: R$ 104,00 (tarifa de correio incluída)

54 págs.

 

Pedidos por e-mail ou pelo correio:

 

Editora Medusa

Caixa postal 5013

CEP 80061-990

Curitiba / Paraná / Brasil

 

editoramedusa@hotmail.com

editoramedusa@brturbo.com

:: Postado por Cris Passinato às 07:51 PM
::
:: Enviar esta mensagem

http://www.novoseculo.com.br/product.aspx?product_id=8588916762

 


ACHEL TINOCO
ISBN:8588916762

"Decerto que a morte impressiona: causa espanto e desolação aos olhos de quem a vê, ainda mais tão de perto, quando nos leva um ente querido, sem deixar outra opção que não seja a dura saudade de quem se foi embora inda pouco, e as lembranças repetidas de toda uma vida, até o questionamento final - se valeu a pena tanta luta. A morte finalmente chegou, com seus longos braços, para contar nossa história". A história surpreendente da família Sotto, que fundou no interior da Bahia do início do Século XX um pequeno império. Uma história de luta pela terra, de amores proibidos e de sangue, comentada, a cada capítulo, por um anjo descendente da mesma família.


Portal brasileiro de Literatura "Grupo PALAVREIROS"
http://www.palavreiros.org


Grupo Palavreiros - 5 anos de atividades culturais
http://www.palavreiros.org/palavreiros.html


poeta; José Geraldo Neres
http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres.htm

Sobre obra poética/fortuna crítica
http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres_poetica.html


3º Festival - "Palavreiros - Día Mundial de la Poesía":
http://www.palavreiros.org/festivalmundial/home.html


Contamos con la participación de más de 1000 poetas de 37 países; Alemania(08), Angola(02), Argentina(102), Bahrain(02), Brasil(291), Bolívia(37), Canada(02), Chile(37), Colombia(34), Costa Rica(06), Cuba(25), Ecuador(13), El Salvador(25), España(76), Estados Unidos(05), Guatemala(05), Haiti(01), Honduras(10), Hungary(01), Israel(01), Italia(07), Libano(03), Marruecos(03), México(109), Nicaragua(28)*, Palestina(02), Panamá(08), Paraguay(03), Perú(23), Portugal(48), Puerto Rico(36), Rep. Dominicana(25), Rumania(01), São Tomé e Príncipe(01), Turquia(01), Uruguay(14), Venezuela(29), Vietnam(01).

dirección postal:
José Geraldo Neres
Rua Jaú, 34 Vila América
Santo André - SP - Brasil
CEP: 09121-380


e-mail: jgneres@uol.com.br
ou: neres@palavreiros.org

:: Postado por Cris Passinato às 07:51 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Clarissa

Luiz Maia

Abri a porta do seu quarto, despretensiosamente, e logo vi Clarissa deitada sobre o sofá azul. Já era pleno cair da tarde, quando nossos corpos são invadidos pela penumbra da saudade, em cansados apelos à nossa alma. Do abajur lilás saía uma luz difusa em direção àquele corpo de menina-moça, donde afloravam saúde e encantamento, e estavam à mostra suas coxas bronzeadas e uma acentuada sensualidade.

Mais que dormindo, parecia anestesiada. Sobre a cama coberta com um fino lençol de seda, havia um albúm de recordações. Bem ao lado da mesinha de cabeceira, escapara uma carta de amor aberta, como se fora lida recentemente, com fotes apelos eróticos, talvez, quem sabe, nunca respondidos ou satisfeitos. Aquele ambiente cheirava à saudade. A partir dali passara a conhecê-la mais intimamente.

Algo parecia não estar bem. Havia um quê de mistério naquele seu prolongado sono, como uma fuga à realidade que não quisesse admitir. Tudo em minha mente girava em torno de hipóteses. Mas a intuição parecia me mostrar o caminho para algo difícil na vida dela. De repente ela acorda e, com um olhar que não conhecia, veio correndo em minha direção. Parecia assustada. Abraçou-me e passou a chorar. Apertei-a contra o meu peito, deixando-a desabafar. Passados alguns minutos, acariciou meus cabelos, segurou o meu rosto desfilando seus frágeis e ressentidos sentimentos.

Era a dor da perda. Seu namorado partira sem se despedir e sem ao menos dizer o porquê daquela súbita viagem. E o pior: pedira para que o esquecesse. Despedaçara seu coração. Agora se encontrava inconsolável e à mercê do tempo. Nem de longe refletia a pessoa alegre e extrovertida que encantava os que a conheciam. Clarissa tinha o riso fácil e fazia amigos com extrema simplicidade. O prazer que sentia pela vida, em viver cada momento do dia, fazia parte de sua personalidade. O seu riso não era o da alienação mas a pura constatação do seu fascínio pelas coisas simples que a rodeavam. Riso aberto e autêntico que contagiava. Mas a verdade era que eu estava ali, diante dela, sem saber o que dizer. Senti-me paralisado em meio a sua solidão.

Conheci Clarissa no I Congresso Brasileiro de Fisioterapia, realizado em 1980, no Centro de Convenções de Pernambuco. Tornamo-nos amigos. Para mim, que desde 1973 ficara dependente de cuidados de uma fisioterapeuta, nada melhor do que ter uma físio, sobretudo amiga, para nos orientar. Freqüentemente saíamos juntos a teatros, encontros e, vez ou outra, lá estava eu passando horas agradáveis em seu apartamento à beira-mar de Boa Viagem. Éramos confundidos como sendo namorados, o que a fazia emitir sonoras gargalhadas. Quando isso acontecia, ela sempre costumava dizer que eu era o "amigo mais metido e charmoso que conhecera um dia". Bom era ouvir isso, principalmente partindo de uma pessoa tão autêntica e espontânea quanto Clarissa. Por tudo isso sempre a admirei e lhe quero muito bem. E foi num desses dias, em seu apartamento, que a vi assim: triste e cheia de dúvidas...

Passados exatos três meses, recebo um telefonema de Clarissa me convidando para um jantar, quando me faria uma séria revelação. Qual a surpresa que estaria reservada para mim? Na hora marcada ela chegou e fomos ao restaurante, desses em que as pessoas aproveitam mais a conversa que o prato servido. Notei a falta do riso em seus lábios durante o percurso. Parecia-me estar encontrando uma relativa dificuldade ao tentar expressar algo que não gostaria. Após saborear uns goles de refrigerante, olhou para mim, aparentando certa frieza e disse: "Estamos nos vendo hoje, talvez, pela última vez. Vou, neste domingo, residir em definitivo no Canadá". Calado estava, calado fiquei. Ela continuou: "Cansei de ser a boazinha, a menina risonha e alegre que parecia não ter problemas. Aqui não passarei disso. Preciso conhecer gente nova, diferente, que me entenda e veja que também tenho minhas carências, que sofro e necessito de compreensâo e carinho como todo mundo".

Após o desabafo, compreensível até demais, tomou minhas mãos e começou a chorar baixinho. Mais uma vez me via diante dela sem forças nem argumentos para me expressar. Na verdade não havia mais nada a ser dito. Ficara reservado para mim, apenas e tão-somente, ouvi-la e buscar na solidariedade de uma lágrima a única resposta plausível para aquele sufocante momento. Daquele dia em diante nunca mais tive notícias suas. Sei que para sempre Clarissa continuará a povoar minha lembrança como aquela que se quedou diante do primeiro desafio amoroso de sua vida.

Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn: luizmaia1@hotmail.com

"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 07:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Editora

Campinas, 3 de novembro de 2004.
 
Cristiana de Barcellos Passinato,
 

A Editora Komedi, responsável pela produção do site Kplus - A Comunidade de Cultura na Internet, mais uma vez vem a público, trazendo novos temas para leitura e informação.

Lembretes:

Com sua participação e colaboração, já completamos a marca de 2.000.000 de visitas. Agradecemos, mais uma vez!

Se você gostou de nosso site e deseja indicá-lo a algum amigo, preencha o formulário da página, para que ele receba um e-mail. Veja como em: http://www.komedi.com.br/kplus/indique.asp.


Aguardamos a sua visita virtual e apresentamos os destaques desta edição.

:: Postado por Cris Passinato às 07:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Literatura

Aves de Arribação - Marco Gandra
Mestre Ascendino - Roberto Goto
Síndrome de Pânico - Sonia Regina Rocha Rodrigues
A primeira feminista - Isabel Vasconcellos
Quando o verde dos teus olhos - José Geraldo Neres

Colunistas

A Realidade Intrínseca ao Capitalismo - Mário Luís Magnani
A arte de discursar - Gabriel Perissé

Dicas de Gramática

Me faz o favor está certo? - M. T. Piacentini
De pólos e bolos: acento diferencial - M. T. Piacentini
O Bolsa-Família e outros Programas - M. T. Piacentini
Onde usar onde - M. T. Piacentini

Direito

Quem é o viciado? - Mateus Zampieri
A avaliação como fábrica de fracasso escolar - Vicente Martins

A Cigarra

Resto de mundo - Carlos Henrique Sanmartin
Ser - Ana Terra
O Homem-Inseto - Antonio Júnior
seu olho zarcão - adriana zapparoli
nua alma abissal - adriana zapparoli

O site Kplus - A Comunidade de Cultura na Internet é produzido pela Editora Komedi (www.komedi.com.br), empresa que desde de 1992 vem se dedicando à literatura, publicando livros de autores nacionais.

Manteremos este contato cultural todos os meses. Caso você não queira mais receber este boletim expresso com os destaques de Kplus, via e-mail, ou se desejar cadastrar um amigo, por favor vá até nossa página de Descadastramento

Um grande abraço,

Monica Rimoli,
Webmaster

Editora Komedi
tels: (0xx19) 3234.4864
komedi@komedi.com.br
www.komedi.com.br
www.kplus.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 07:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Moça triste

Luiz Maia

São tantas coisas que a vida tem a nos ensinar, que só deveríamos olhá-la em forma de contemplação. Em que pese a correria da vida moderna, muita gente ainda aprecia a vida com os olhos da calma, da mansidão de quem contempla. Talvez seja a forma encontrada para contestarem a corrida louca e desatinada à vida, ao trabalho, à escola, às atividades do nosso já tão conturbado dia-a-dia.

E foi contemplando que um dia vi aquela moça. A praça parecia ser inteiramente dela. A dor e a tristeza estavam estampadas naquele rosto, quase decifrável. Seu caminhar trôpego, sem firmeza de direção, dava-nos a impressão de não a levar a lugar algum. Caminhava mansamente sem destino. Apenas exercitava o hábito voluntário de deambular. Olhando-a mais amiúde, percebia-se claramente que estava doente da alma, em profunda depressão.

Quantas pessoas estão nesse momento abraçadas a esta que é conhecida como a doença do século? São milhares mundo afora. Inúmeras são as causas que levam uma pessoa a ser acometida desse mal: insegurança no trabalho, ansiedades generalizadas, ausência de perspectivas de vida, instabilidade no casamento e relacionamento amoroso desfeito, só para citar algumas.

Aquela moça parecia estar hipnotizada, tamanho seu alheamento à realidade e dispersão ao sorriso de uma criança. Tudo indicava que seu mundo já não era esse e, vendo-a assim cada vez mais alienada, num esforço incontido, firmei a idéia de fazer-lhe algumas perguntas. Aquele não seria o momento certo. Talvez viesse a se espantar e aí o meu lado analítico iria por água abaixo. Além do mais, seria uma grande irresponsabilidade minha poder causar-lhe algum vexame. Eu não podia errar, mas precisava agir de alguma maneira já que ela pareci necessitar de ajuda. Faltava-me experiência para uma feliz abordagem. O que fazer? --- perguntava-me.

Para surpresa minha, ela veio em direção a mim. Naqueles poucos segundos que me separavam dela, pensei rápido em várias possibilidades. A oportunidade de poder ajudá-la me fascinava. O tempo passava e minha angústia aumentava. Dizer o quê? Fazer o quê? Esgotara-se o tempo e dela ouvi o seguinte: Senhor, por favor, diga-me a hora... - Claro, sim... já deu meio-dia - respondi meio sem jeito. Ela agradeceu e sentou-se ao meu lado. Aquele era o momento certo, pensei. Tomei coragem e arrisquei: - Você deve morar por perto, não? Sempre a vejo aqui. Moro sim, logo ali - respondeu. Precisa de ajuda? - falei... Não. Apenas quero reaver minha paz perdida - disse, fechando-se em copas. Ouvindo-a falar assim dava para perceber que sua aflição apenas começara.

Era o retrato do desencanto e da desilusão. Sua amargura era grande tal qual sua beleza. Seu olhar aleatório buscava recuperar algo que talvez não pudesse mais. São os desencontros e descaminhos da vida que jamais um dia pensamos amargar. Eles existem e são frutos do nosso despreparo. O homem é moldado às suas conveniências e delas costuma ser escravo. O que nos parece ser um instante de paz pode ser também prenúncio de tempestade. Da calmaria à tempestade, da tempestade à calmaria, é assim que vivemos no nosso imperfeito caminhar quando não nos permitimos acatar a voz da razão.

Em muitos casos o nosso sofrer tem relação com a inconseqüência de nossos atos. A auto-suficiência e a imprevidência também costumam cobrar um alto preço às nossas ações. Nossos avós já diziam que um bom conselho e canja de galinha não fazem mal a ninguém. É certo também que fica difícil alguém dominar suas emoções em relação ao carinho dispensado ao ser amado, sendo muitas vezes surpreendido com a não contrapartida. E quando isso acontece a pessoa sente-se rejeitada, frustrada, decepcionada e não raras vezes abriga-se numa forte e devastadora depressão.

A partir daí o que se segue é um período de extrema nebulosidade e muito sofrimento, tanto físico quanto moral. A pessoa perde o rumo e seu referencial de vida. A outrora alegria pela vida ganha forma de aversão, e a pessoa, absorvida por esse mal, chega a perder totalmente o gosto pela vida. E as razões encontradas pela vida até então perdem inteiramente o sentido. A moça triste da praça apenas deixava transparecer em mim a real capacidade que tem esse mal de transformar pessoas, supostamente felizes, em seres extremamente frágeis e vulneráveis à ação do tempo. Dói-me saber que existe no mundo, hoje, um considerável contingente de pessoas deprimidas. Enquanto eu pensava, a moça triste afastava-se mansamente de mim.

Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn: luizmaia1@hotmail.com

"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 07:47 PM
::
:: Enviar esta mensagem

PÁGINA DE MIGUEL d'HERA

(Artes plásticas)
Agradeço visita e link.
 
http://migueldhera.no.sapo.pt
 
Com amizade e admiração,
Miguel d'Hera
 Tm 965065213

:: Postado por Cris Passinato às 07:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CONVITES
 
PRÓXIMAS EXPOSIÇÕES
O Presidente da  Câmara Municipal da Lourinhã e os artistas têm a honra de convidar Vª. Exª e família para a inauguração de uma exposição de pintura de Miguel d'Hera e Margarida Reis - duas linguagens pictóricas, duas gerações em confronto
a realizar na Galeria de Arte do Centro Cultural Drº Afonso Rodrigues Pereira
 Rua João Luís de Moura, nº 60, Lourinhã - no dia 6 (Sábado) de Novembro pelas 16:00 horas.

Este evento contará com a presença dos Jograis O SEU CONTRÁRIO (canções)

e do animador cultural e crítico de arte von Trina.


 A exposição estará patente ao público de 6 a 17 de Novembro de 2004.
 
#

:: Postado por Cris Passinato às 07:46 PM
::
:: Enviar esta mensagem

O LIONS CLUBE ALMADA-TEJO e o artista, convidam Vª. Exª e família para a

inauguração de uma exposição colectiva

6ª BIENAL DE ARTES PLÁSTICAS

(com duas obras de Miguel d’Hera)

a realizar na Oficina da Cultura em Almada - Praça S. João Baptista.

 

A exposição estará patente ao público entre os dias 26 de Novembro

 e 5 de Dezembro de 2004.

 

 #

:: Postado por Cris Passinato às 07:45 PM
::
:: Enviar esta mensagem

A IMARGEM - Associação de Artistas Plásticos de Almada e o artista, convidam Vª. Exª e família para a inauguração de uma exposição colectiva

 

«IMARGEM 2004»

 

 (com duas obras de Miguel d’Hera) a realizar na  Galeria Municipal de Arte de Almada - Avª D. Nuno Álvares Pereira, 74-A Almada -  no dia 9 de Dezembro.

 

A exposição estará patente ao público entre os dias 9 de Dezembro de 2004 e 19 de Fevereiro de 2005.

(Horário: Segunda a Sexta das 10 às 12:30 h e das 14 às 18 h. Sábados das 14 às 18 h. Encerra aos Domingos e Feriados)

:: Postado por Cris Passinato às 07:45 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Sovaco de Cobra

Queridos amigos e amigas leitores,

O blog sobre música brasileira "Sovaco de Cobra" foi selecionado para
concorrer com mais 10 finalistas do mundo inteiro na categoria "Melhor
Temática" do concurso internacional "The Best Of The Blogs Awards",
promovido pela Deutsche Welle. Todos os detalhes estão no link a seguir:

http://www.sovacodecobra.com.br/pivot/entry.php?id=296

Para votar, o endereco é:
http://www.thebobs.de/bob.php?site=nominate_kat&katid=2&language=pt
Selecione o Sovaco de Cobra na coluna da direita, clique para votar, e
confirme na página seguinte. É simples e rápido, sem necessidade de
qualquer tipo de cadastro. Participando com o voto, você também pode
entrar (se quiser apenas; nao é obrigatorio) no sorteio de diversos
prêmios, que vão de livros a uma câmera digital.

Conto com o apoio de vocês para a votação e divulgação. Ah, se tiverem
amigos que gostam de música brasileira mas ainda não conhecem o blog,
nunca é tarde para recomendar também. Desde já manifesto o meu carinho e
agradecimento incondicionais a todos vocês, leitores do Sovaco de Cobra!

Um grande abraço,
Zé Carlos Cipriano
zecarlos@sovacodecobra.com.br
http://www.sovacodecobra.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 07:40 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CONTADOR DE HISTÓRIAS

Pedagogia em debate

"Caos e Razão" na Livraria Arquivo

 

 

O escritor e professor universitário Paulo Archer vai estar presente esta quarta-feira3 de Novembro pelas 21 horas, na Livraria Arquivo, em Leiria, para uma sessão de apresentação do livro "Caos e Razão - Escritos de Pedagogia e Cultura", a sua mais recente obra, editada por O Contador de Histórias.

"Caos e Razão" foi lançado durante o Congresso Internacional "Agostinho da Silva e o pensamento luso-brasileiro", em Maio passado. Essa figura ímpar da cultura portuguesa do século XX que foi Agostinho da Silva é precisamente o mote para um livro que foca a sua vida e os seus contributos, mas que vai mais além, fazendo igualmente, a partir deste mestre sem mestres, uma abordagem a diversos assuntos na área da pedagogia.

Paulo Archer é professor do ensino superior, especialista em Arte Contemporânea, tendo já publicado na mesma colecção "Húmus" (onde surge este último trabalho) o ensaio "Sentido(s) da Utopia".

:: Postado por Cris Passinato às 07:38 PM
::
:: Enviar esta mensagem

A Livraria Arquivo recebe esta quarta-feira todos os interessados em conhecer um pouco melhor esta obra, tendo a oportunidade de manter uma conversa em ambiente descontraído com o autor.

“Ao contrário do que pensara Camões para o seu tempo, estes são os tempos em que é mais propício aos homens ascenderem aos céus, supondo, do que convidarem os deuses (por castigo) a se instalarem novamente na terra. É dessa descida à terra que, de certa maneira, se trata no volume, embora não deixe ele de falar da parusia de uma nova idade de oiro.Por isso, se reunem agora artigos, intervenções, conferências, muito heterogéneos, produzidos desde os anos noventa, que exprimem a preocupação de pensar os valores pedagógicos contemporâneos, mesmo na sua densa obscuridade, e que radicam na convicção de tornar possível perspectivar o ensino como prática preformativa. Num mundo no qual os elementos de uma caoticidade linguística, comunicativa, pública, invadem e pautam a microesfera da existência concreta das pessoas perante as quais os sinais de publicitada erosão começam a ser avassaladores, poderá a razão, uma razão pedagógica, uma razão poética ou uma razão baseada fundamentalmente no ethos, sobreviver? Foi essa a pergunta à qual o autor tentou responder.”

Paulo Archer in "Caos e Razão"

Mais informações em www.ocontadordehistórias.com ou pelo telefone 91 2568944.

Morada - Apartado 139

2304-909 Tomar

Telefones - 91 2568944; 91 4961072

Email - geral@ocontadordehistorias.com

Internet - www.ocontadordehistorias.com

:: Postado por Cris Passinato às 07:37 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Vídeo Clipe

Amigos,o vídeo-clipe da música "Batelaje",do meu mais recente cd "Amor de Periferia",foi premiado com(mensão honrosa),no "Festival de vídeo de Santo André",e será exibido neste sábado dia 06 de novembro as 23,00 horas no programa "Zoom".da TV Cultura.

Um abraço de Edvaldo Santana


Acesse o site: http://www.edvaldosantana.com.br

Hasta la vista !!!

:: Postado por Cris Passinato às 07:31 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Ação Global

Prezados Colegas,
 
O meu nome é Humberto Nery e mantenho um trabalho que deve interessar a sua entidade, eu garimpo vagas de empregos na internet, o foco do trabalho é apresentar de maneira fácil e completa as oportunidades de empregos disponíveis no mercado, anúncios em que o profissional tenha condições de concorrer sem ter que desembolsar para tal. São aproximadamente 8000 anúncios por semana.
 
Convido-o a visita meu site pessoal lhe dará uma idéia do meu trabalho e os dados para contato.
 
Estarei a sua disposição caso tenham interesse.
 
Atenciosamente
Humberto Nery
www.zepovinho.ta-na.net

:: Postado por Cris Passinato às 07:27 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Poesia

Maternidade

 

Deus em sua sabedoria

Algum dia criou a mulher

Lindo momento no paraíso

Vida, alegria e esperança

Ao ver esse universo infinito

 

Passaram-se dias e anos

E uma estrela nasceu

Raro brilho celestial

Era a estrela Dalva

Imagem de uma grande mãe

Rainha do lar, a nossa preferida

Amiga e muito querida

 

Gostaria então de dizer

Obrigada mãezinha, amo você!

Nos momentos de alegria, que vivemos

Como nos de dor que dividimos

Apoiando e sempre me ajudando

Lutando por mim com muito carinho

Você é uma mãe  especial

E uma avó genial

Símbolo do amor maternal

                                   Eliane Gonçalves

:: Postado por Cris Passinato às 05:16 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Eliane

Celebrando a Vida

                            Hoje, acordei e o dia estava nublado.
                             Olhei para o céu e fiz a minha oração.
                                         Agradeci por mais esse dia e por estar viva.
                                                      Agradeci pela vida de meus amigos e minha família.
                               Por  ser livre e ver a beleza da criação.
                                            Agradeci em especial pela vida de minha mãe.
                                 Por seu amor de mãe e por seu carinho.
                                 ******
                                       Ontem, mais uma vez minha mãe me ligou.
                                         - Filhinha, já mandei limpar e colocar flores.
            - Minha mãezinha, obrigada!
                                  - Claro filha, precisamos celebrar a vida!
      - Amanhã é dia de visitas
                                                                         - Como podem ver o cantinho de meu neto feio e sem amor?
*****
                                  Essa é a prática de minha mãe todo ano.
                                Hoje, me reverencio diante desse amor.
                                         Um amor supremo e símbolo de Maternidade
                                                                                  

:: Postado por Cris Passinato às 05:15 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Indicação

"Descobrirás quando minto.
Não exagero
ao contar uma verdade"
Carpinejar, Cinco Marias (Bertrand Brasil)

A Editora Bertrand Brasil e o autor
convidam para
sessão de autógrafos de
 
CINCO MARIAS
de Fabrício CARPINEJAR

no dia 6 de novembro (sábado), às 19h,
no Pavilhão Central
da 50ª Feira do Livro de Porto Alegre
Praça da Alfândega - POA

COMENTÁRIOS NA IMPRENSA:
 
"Carpinejar não soa deste mundo nem deste século. Não escreve, e sim inscreve seus versos em páginas que surgem com forças de ditados. Vibra clássico e mergulha em temas que os outros descartaram por moda, ou tédio. Ele reencarna no Brasil o português Cesário Verde (1855-1886), poeta que exaltou a simplicidade e o cotidiano. A diferença é que a rua de Carpinejar enche seus aforismos de palavrões e fobias contemporâneas - o que o faz lembrar Drummond e José Régio"
LUIS ANTÔNIO GIRON
Revista Época, 12/4/04, São Paulo (SP)
 
"Cinco Marias (Bertrand Brasil), seu trabalho de maior fôlego, ambição e qualidade. Ele chegou a um equilíbrio muito complexo - o que o fraseado direto e claro só faz ajudar a construir, ao contrário da crença de tantos poetas no Brasil influenciados pelo concretismo - entre o reflexivo e o afetivo, entre seus pensamentos aforismáticos e suas imagens pessoais. E talvez apenas o Drummond do Caso do Vestido tenha sido capaz de se colocar na percepção feminina com tal intensidade: "Podamos a planta do corpo, da residência./ Reformamos o quarto de empregada/ em escritório, a dependência em terraço,/ o corredor em sala de estar./ Não superamos os limites,/ mudamos as fronteiras de lugar." O melhor livro de poesia brasileira desde Muitas Vozes, de Ferreira Gullar. O trono já tem herdeiro."
DANIEL PIZA
Estado de São Paulo, Caderno 2, São Paulo (SP), 18/4/04

:: Postado por Cris Passinato às 05:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Valor Econômico, caderno EU&, São Paulo (SP), 2, 3 e 4/4/04
 
"Carpinejar vem jogar suas cinco pedrinhas no lugar-comum de que, no Brasil, macho para entender e escrever como mulher só mesmo Chico Buarque.
E tal como acontece em relação ao compositor carioca, seus versos são daqueles que logo conquistam o leitor e se colam na memória ou, na falta desta, numa página de agenda ou num e-mail para amigos."
JOSÉ FIGUEIREDO
O Globo, caderno Ela, Rio de Janeiro (RJ), 11/09/04
 
"Cinco Marias é finalmente o Poema de Sete Faces de Fabrício Carpinejar. Se antes faltava alguma coisa, agora não falta nada."
JULIO DAIO BORGES
Digestivo Cultural, n.º 177, de 2/6/04
 
"O autor mais uma vez surpreende. Fala de morte e de vida, de livros e pedras, de ritos e perdas, de impurezas e emoções, de traição e amor, enfim, de pequenas doses de estranhamento e de desassossego."
JORGE PIEIRO
O Povo, Vida e Arte, Fortaleza (CE), 17/4/04
 
"Aos 31 anos, Fabrício chegou a um patamar de maturidade em que foge à mitificação: agora, a imperfeição o impulsiona ("Fazer as coisas pela metade / é minha maneira de terminá-las", resolve) Num esforço de plasticidade descritiva, o poeta circula pela casa das Cinco Marias sem medo de lidar com o imundo da existência - e da morte - que mora ali. Fabrício descarna suas personagens e a respectiva loucura, oferecendo a poesia lapidada: "Desistam de planejar o desfecho. / Não morreremos com nobreza. / Toda morte é um vexame. / Não nascerei de novo, / a morte é que se renova"."
CINTIA MOSCOVICH
Zero Hora, Segundo Caderno, Porto Alegre (RS), 10/04/04.
 
"Fabrício observa que os grandes fatos norteiam a vida, mas os detalhes a definem."
KARLA DUNDER
Estado de São Paulo, Caderno 2, São Paulo (SP), 28/3/04
 
"Cabe ao leitor decifrar quem é quem até chegar ao final surpreendente desta investigação da alma da mulher."
REVISTA CLÁUDIA
"Os livros que a gente ama", edição maio/2004
 
"Desde já um dos melhores livros de poesia publicados no Brasil nas últimas duas décadas, o novo trabalho de Carpinejar esbanja astúcia, rigor no trato com a linguagem, exímia sensibilidade e, sobretudo, abertura dialógica."
ALÉCIO CUNHA
Hoje em Dia, Belo Horizonte (MG), Brasil, 2/5/04
 
"As poesias de Cinco Marias são, portanto, pequenos alumbramentos de amor, traição, partida, obediência, tempo e tudo o que vive e jaz entre o nascer e o se perceber nascido."
SCHNEIDER CARPEGGIANI
Jornal do Commercio, Caderno G, Coluna Escrita, Recife (PE), 20/4/04
 
"A poesia do gaúcho Fabrício Carpinejar , uma das boas revelações da literatura brasileira contemporânea, pode ser lida como se fosse uma história, ou fragmentos de um romance. Ela vem como ondas, se encadeia, tem enredo, tem seqüência. Se esses ingredientes, antes já percebidos em livros anteriores do escritor como As Solas do Sol , de 1998, Um Terno de Pássaros ao Sul , de 2000, e Biografia de uma Árvore , de 2002, eles continuam agora, neste seu novo trabalho, que também irá surpreender o leitor pelo seu refinamento e emoção."
CARLOS HERCULANO LOPES
Estado de Minas, caderno Pensar, Belo Horizonte (MG), 1º/5/2004
 
"Carregada de meditação, de volúpia pela imagem, algum surrealismo, força narrativa, alguma tendência à sentença e à chave-de-ouro, sua poesia se faz necessariamente em nossa inteligência e em nossa sensibilidade: ao contrário de tantos objetos artísticos de nosso tempo que se contentam com sua própria estrutura, seu brilho, sua intranscendência autocongratulatória, a poesia de Fabrício Carpinejar quer acontecer em diálogo com o leitor, faz questão de enfiar raízes na vida real e daí tirar seu alimento."
LUÍS AUGUSTO FISCHER
Zero Hora, Segundo Caderno, Porto Alegre (RS), 4/5/04
 
"Carpinejar tem se destacado, portanto, pela criatividade com que se apropria de forma incisiva de sua memória e biografia pessoal para transformá-las em literatura distintiva. Recuperar a memória e dar a ela um tratamento literário é uma forma de lutar contra o empobrecimento das experiências ou até mesmo o seu desaparecimento nas sociedades altamente urbanizadas contemporaneamente. Nesse contexto, elas são diluídas, asseptizadas ou glamourizadas até perderem o sentido, daí a importância de se recuperá-las ou explorar seus sentidos, como forma de se ir contra esse estado de coisas e revalorizar o humanismo e a tragicidade da vida em sua essência."
ADEMIR DEMARCHI
Rascunho, Curitiba (PR), edição maio 2004
 
"Ele ajudou a renovar a poesia brasileira, cada vez mais acesa no circuito "alternativo", e que com Carpinejar ganha ares de fenômeno nacional. Em "Cinco Marias" (Editora Bertrand, 124 páginas, R$ 19,00), ele põe sua sensibilidade à serviço do feminino. Primeiro, lembra ao leitor que o título do livro se refere à uma brincadeira de infância: jogar uma pedra para o alto, recolhe uma das quatro, sem encostar nas outras. É como um jogo que o poeta leva o leitor a seguir pelos versos que, de certa forma, também brincam com sentimentos. Sua poesia tem a grande qualidade de ser sempre surpreendente, e no final "Cinco Marias" reserva uma grata surpresa."
CARLA RODRIGUES
site no mínimo (www.nominimo.com.br), Rio de Janeiro (RJ), 7/6/04
 
"Desde sua estréia, retoma sucessivamente os mesmos temas, mas por caminhos novos, como quem supera os limites ou muda as fronteiras de lugar."
ANDRÉ SEFFRIN
Pasquim, número 114, Rio de Janeiro (RJ), 5/6/04

:: Postado por Cris Passinato às 05:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Indicação

"O cotidiano é um modo de acordar", escreve Carpinejar em seu livro de poesias. Encharcado pelas coisas mais singelas, suas lentes capturam as menores coisas da vida. Seus versos falam de tudo, sem pretensão, e tentam compreender o mistério que é estar de olhos abertos no mundo. Mesmo a morte parece domada pela busca incessante do poeta pelo caminho menos pedrogoso e por uma apreciação generosa de tudo o que nos cerca. Um dos mais comentados poetas brasileiros contemporâneos, Carpinejar evoca uma infância marcada pela presença feminina e por momentos grandiosos (e íntimos) como o crescimento, o sentido de pertencer a alguém e a algum lugar. "Em casa, Deus era feminino", anota o poeta. E, nesse verso, todo um mundo pretérito continua a pulsar com sua vida impura e bela."
LEANDRO SARMATZ
Revista Vida Simples, Seção "Tudo Simples", edição 19, agosto de 2004
 
"Do Verbo fez-se Poesia que se fez Romance."
CACO ISHAK
Site Capitu, www.capitu.com.br, São Paulo (SP), 29/8/2004
 
"Fabrício Carpinejar pode ser encarado como um fenômeno nas letras brasileiras."
LINALDO GUEDES
Correio das Artes, suplemento cultural do jornal A União, João Pessoa (Paraíba), 29/8/2004

"Em ‘Cinco Marias’ o poeta atingiu uma maturidade própria daqueles que já possuem uma larga experiência no ofício poético. Após ter lançado cinco títulos, Fabrício aperfeiçoou o seu modo de escrita ao deixar apenas o essencial. A sonoridade do verso fica a deriva da idéia poética. O que fica é um material mais orgânico, limpo do excesso de rimas e de extravagâncias espaciais na página. Para o leitor, o acesso ao cerne do que é dito fica muito mais fácil e direto. Ao ler ‘Cinco Marias’ é notável a sensação de conversa que os poemas transmitem a todo instante."
ALEXANDRE FRANÇA
Site Blues Curitibano, 28/10/04
 
 
Mais informações sobre o autor em:
http://carpinejar.blogger.com.br
www.carpinejar.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 05:07 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CURIOSIDADE

MUITO BOM!!!!
@ Cláudio
 
 
  Símbolos que usamos e nem sempre temos no teclado!
É só imprimir e consultar!!!
Tabela ASCII - para quem escreve trabalhos técnicos.
Ela funciona com a tecla Alt pressionada mais o número que segue:
 
 
± = alt + 241
¹ = alt + 251
² = alt +253
³ = alt +252
Æ = alt+146
æ = alt +145
½ = alt+171
¼ = alt +172
¾ = alt+243
ª = alt +166
º = alt + 167 ou 248
Ø = alt +157
ø = alt + 155
÷ = alt+246
© = alt+184
® = alt+169
¿= alt+168
£ = alt+156
§ = alt+277
ß = alt+225
¥ = alt+190
µ = alt+230
# = alt+291
¤ = alt+207
ƒ = alt+159
þ = alt+231
¢ = alt+189
 
isto é tudo que tenho desta tabela, mas para trabalhos
técnicos ela é ótima. Se você tiver mais algum símbolo,
que não esteja ai, por favor, mande para mim!
Bom proveito; da amiga de sempre.
 
 
Achei muito legal e já estou enviando para meu trabalho, onde uso bastante.
O que posso acrescentar é que no WORD, na opção: inserir símbolo, aparecem todos os caracteres e símbolos. Lá embaixo, no lado direito da tela, você pode ler as teclas de atalho, tais como:
 
ª = Ctrl+Alt+[
º = Ctrl+Alt+]
° = Ctrl+Alt+e
¹ =  Ctrl+Alt+1
² =  Ctrl+Alt+2
³ =  Ctrl+Alt+3
§= Ctrl+Alt+=
 
Algumas teclas de atalho, infelizmente, só servem para o WORD.
Quando tiver mais, envie para mim.
Desde já, agradeço.
Beijinhos,
Angela Moura

:: Postado por Cris Passinato às 05:05 PM
::
:: Enviar esta mensagem

AJUDEMOS A MAZÉ APRENDER A FAZER SITES!!!

Estou querendo aprender a fazer sites e fico fazendo meus cantinhos.

Mande-me dizer suas críticas para eu aperfiçoá-lo.

Mazé

http://geocities.yahoo.com.br/mazenet04/

:: Postado por Cris Passinato às 04:44 PM
::
:: Enviar esta mensagem

A data passou, mas vale pela divulgação do livro

:: Postado por Cris Passinato às 04:41 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Roteiro da Poesia (eventualmente atrasado, mas...)

 

OFICINA EDITORES
Referência em Poesia desde 1985
Site incluído no Diretório Mundial de Poesia da UNESCO
ROTEIRO DA POESIA
Semana de 01 a 07 de novembro de 2004
 
NO RIO DE JANEIRO/RJ
ENTARDECER DE POESIA & ARTE - a ALAP, Academia de Letras & Artes de Paranapuã, faz sua reunião toda primeira segunda-feira de cada mês, na FALB, Federação das Academias de Letras do Brasil, Rua Teixeira de Freitas, 05/3° andar, Lapa, a partir das 15:30h, com coordenação de Eliane Mariath (apperjiana). Mais informações pelo telfax:(21) 2293-3054 ou e-mail: alap.rj@ig.com.br  .
 
POESIA NOS ARCOS -  às 19h, no Casarão Cultural dos Arcos, Av. Mem de Sá, 23, Lapa. O evento é coordenado por Nilton Alves (apperjiano) e acontecerá toda 1ª segunda-feira do mês. Mais informações pelos tel: (21) 2289-0463 e 3473-5935 ou e-mail: alvesnilton@domain.com.br 
 
BOM-DIA POESIA - primeiro domingo do mês, às 10h, no Espaço Cultural Recanto Legal, Rua Várzea da Palma, 475, Capoeira Grande, Pedra de Guaratiba. Coordenação de Carlota Duarte (apperjiana) e Dartagnan Holanda (apperjiana). Lançamentos de livros, poetas homenageados, rodada de poemas. Mais informações pelo tel:(21) 2417-1955 ou 2417-1999. Mais informações pelo e-mail: mcfd@windnet.psi.br
 
Acesse www.oficinaeditores.com.br/roteiro.htm e fique plugado por onde a POESIA passa.
Verifique, ainda, nesta semana os seguintes eventos poéticos, na Cidade Maravilhosa:
SARAU JOÃO DO RIO
CLUBE DA POESIA
SARAU POESIA VIVA
SARAU POESIA EM MOVIMENTO
SARAU LETRAS POÉTICAS
PAIXÃO DE LER ( e ouvir POESIA)
 
Pelo Brasil
OFICINA indica na cidade:
GRUPO DE POETAS LIVRES - coordenado por Maura Soares, reuniões de poetas, contistas ou cronistas, sempre, às sextas-feiras, exceto feriados, a partir das 20h, na Biblioteca Pública Municipal Prof. Barreiros Filho, Rua João Evangelista da Costa, 1160, Bairro Canto (CEP 88090-300), Florianópolis/SC. Contatos pelo telfax: (48)248-5013 ou (48)249-6082.
 
SE LIGA:
I CONCURSO TEMÁTICO DE POESIA ORQUIDÁRIO LUVAN -  coordenado pelo appperjiano DR/Região dos Lagos: Lucas, TEMA: : “Uma orquídea em minha vida"; “Orquídeas, mensagens de vida" ou “Quem sou eu? Me chame simplesmente, uma amiga orquídea”. - Categoria A (acima de 16 anos, inclusive): um poema (de até 30 linhas); - Categoria B (para os concorrentes até 15 anos, inclusive): um poema ou texto (redação, mensagem, carta, miniconto). Os trabalhos deverão ser enviados para o Orquidário LuVan - Av. A, Quadra 14, Lote 7, Jardim Balneário Bambuí, Maricá/RJ, 24900-000 ou Oficina Editores - Av. Marechal Henrique Lott, 270/1406, Barra da Tijuca, Rio/RJ, 22631-370. Encerramento das inscrições até 07 de novembro. Divulgação do resultado: os vencedores serão contatados até 10 de novembro, via correio ou internet. Mais informações luvan@marinter.com.br - (21) 2648-3697 / 9763-1585 - Lucas ou oficinaeditores@oficinaeditores.com.br - (21) 3328-4863 – Sérgio Gerônimo.
 
ESPECIAL:
O SARAU - PPS (Poetisas, Poetas & Simpatizantes) bem informal: chega-se, senta-se, declama-se, conversa-se, colhem-se inspirações e a Poesia se faz! Nas 1ª e 3ª segundas-feiras do mês, a partir das 20h, no Restaurante PósTudo, Free Shopping, Rua João Gomes, Rio Vermelho, Salvador/BA. Coordenação: João Augusto Sampaio & Almandrade. Informações pelo e-mail: jasampaio@uol.com.br
 
 
Abraços.
Sérgio Gerônimo
OFICINA Editores
Av. Mal Henrique Lott, 270/1406, Rio/RJ, 22631-370
www.oficinaeditores.com.br
www.geocities.com/livronline/sergeron.htm
 
Pergunte sobre o projeto Livro por demanda.
Participe da OFICINA Agenda Literária 2005 - Biblus (poesia).
Visite o Portal Cá Estamos Nós .
Visite o ORQUIDÁRIO LUVAN.

:: Postado por Cris Passinato às 04:39 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CDV

cdv@aleph.com.br; cdv@matrix.com.br
 
manoel179@bol.com.br;  manoel179@itelefonica.com.br; manoel179@ubbi.com.br; manoel1792002@yahoo.com.br

Av. Nove de Julho, nº 611 - Bela Vista
Cx Postal nº 4604
-->Cep.: 01061-970 - São Paulo (SP) Brasil
 
--> Phone: + 55 19 9720-1937
-->Fax: +55 19  3844-3645
Our Reference: 1,541,844 of October 30th, 2004.
 
By ICAS/SEI/LFC-Rio de Janeiro (RJ) Brasil ( http://www.lfc.org.br/sei )
 
Is growing expressions of solidarity through the voluntary work. The increase is due, above all to ONU-UNITED NATIONS ORGANIZATION - that instituted 2001 as the international year of the volunteer collectively, promoting like this a great mobilization campaign for the services to the human problems.
 
For every part, groups were mobilized for the help, in several fields of performance to the persons who ned. As institution, however, was already devoting itself to the help to the human being, before even of the action developed by the ONU. It was C.P.S.-CENTRO DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO- created on December 12, 1978, initially to assist to the countless cases of suicide between professionals and students of the area of psychiatry of Unicamp - State University of Campinas. Its head office was first at Rua José Teodoro de Lima, 44 - Centro -, by the side of the municipal city hall of Campinas, where worked the Department of Psychiatry and Psychology of UNICAMP. It was an united action of EPM-ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA (SCHOOL OF MEDICINE from São Paulo), CVV-CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA, and comunity members as DOCTORS, PROMOTERS OF JUSTICE, OFFICIALS OF THE ARMY AND OTHER PEOPLE, united for the common bond of good will.
 
According to its President - Mr. MANOEL RODRIGUES BARBOSA NETO - the work enlarged its performance and on May 1995, in conformity to spiritual orientation CPS had cnahged its name to CDV-CENTRO DE DEFESA DA VIDA, which assists annualy only about 300 thousands persons in the State of São Paulo, which also acts in National extent through Volunteers who are instructed, having as a basis a solid psychological profile, and it's essential the predisposition to pass on those ones who call us, a feeling of solidarity, fraternity and emotional support.
 
The consultant goes by a selection and is invited to contact the service of CDV how many times to understand opportune. In Clinical cases, since requested, is directed to SUS-SERVIÇO ÚNICO DE SAÚDE.
 
Little by little - said the CDV President - it tries to enhance the importance of a religious personnal link and we made avaiable a series of options besides the spiritual service. We try to become them aware, in a vehement way, that suicide is not a solution.
 
USE-UNIÃO DAS SOCIEDADES ESPÍRITAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (SPIRITUALISTIC SOCIETS UNION FROM SÃO PAULO), collaborates in the work, with the presence of Spiritualistic Doctors and Directors', who partcipate in CYCLES OF DEBATES AND LECTURES ABOUT DEFENSE OF LIFE AND PREVENTION TO SUICIDE accomplished in the Cities of CAMPINAS, SÃO PAULO and PAULÍNIA also as a fundamental part of the Volunteers' training.
 
We made a research for approximately four(4) million of Buletins of Occurency (BOs) of the General office of Public Safety from São Paulo and we identified that the City of São Paulo has one of the highest indexes of suicides in the world.
 
We have been assisting a considerable number of people that are infected by the virus HIV or by other diseases sexually transmissible. They are coming of several social layers, most in the age group between 17 and 40 years old, many of them users of drugs - revealed Mr. Manoel Rodrigues Barbosa Neto.
 
He still highligted that for the expansion of  CDV, the other cities, endowing them wit a minimum necessary conditions for a god operation.
 
Nowadays, one of our Head Office is in the building of MINISTRY OF HEALTH, at Av. Nove de Julho, # 611 - Bela Vista - P.0.Box # 4604, ZIP: 01061-970 - SÃO PAULO (SP) BRASIL.
 
The service to the potential suicides is made by previous appointment through the phones, fax and e-mails above mentioned.
 
GOD BLESS US!
CENTRO DE DEFESA DA VIDA
Meimei Leão Rodrigues
1rst Secretary

:: Postado por Cris Passinato às 04:34 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Verdes Trigos

VerdesTrigos.ORG é inspirado em Vincent Van Googh, especialmente na obra "The Green Wheat Fields". A ONG cultural e literária nasceu em 1998 na cidade de Presidente Prudente, SP; seu criador e editor é o pensador e escritor Henrique Chagas. VerdesTrigos.ORG publica semanalmente ensaios, artigos, críticas, resenhas, entrevistas, crônicas, contos e poemas de jornalistas, pesquisadores, professores e escritores novos e consagrados. Entre os colunistas e colaboradores: Agnaldo Farias, Airo Zamoner, Efraim Rodrigues, Miguel Sanches Neto, Ronaldo Cagiano, Gabriel Perissé, Rubens Shirassu Jr., Chico Lopes e José Aloise Bahia. Mais informações pelo site http://www.verdestrigos.org

Conheça Verdes Trigos: http://www.verdestrigos.org

remover: http://www.verdestrigos.org/sys/


:: Postado por Cris Passinato às 04:31 PM
::
:: Enviar esta mensagem

(Tradução Jean-Pierre Barakat)

TERCEIRO FINAL

casas são aquelas
figueiras brancas
palavras deixadas em branco
em branco minguam,
chamas o azul
que anda perdido,
palavras dadas brancas
            à sua noite
 
casas são palavras brancas
apartam-se,
               dizem pássaros
 
as mesmas casas brancas,
palavras brancas
chegam do horizonte
justapõe ao lilás
os olhares
 
assim chovia
para os enteados de uma noite
 
no olho mais além
da orla do conto
- que se apaga

lago nome

Arnaldo Calveyra, poeta argentino (1929)
(Fonte: Poesia.com www.poesia.com)
(Tradução Jean-Pierre Barakat)

:: Postado por Cris Passinato às 04:30 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Poesia com (Tradução Jean-Pierre Barakat)

Setembro

Uma época efervescente
rodeada de motivos amorosos
sinto
a chegada da primavera
no corpo
o sangue jorrando
no mais profundo de mim
obra
para converter-me em flor.

Roberta Iannamico, poeta argentina (1972)
(Fonte: Poesia.com www.poesia.com)
(Tradução Jean-Pierre Barakat)

:: Postado por Cris Passinato às 04:29 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Poesia de xará

Idílio do Elo
Para Cristiana Toscano
A semente precisa
De água, de sol
E de uma mão carinhosa
Regando o chão:
Cuidando, com emoção...
 
Assim o amor
Abençoa os caminhos
Que por aqui se cruzam
E seguem paralelos:
Revolvem, eternos em seus elos.
 
Jean-Pierre Barakat, 22.10.2004

:: Postado por Cris Passinato às 04:28 PM
::
:: Enviar esta mensagem

José Geraldo Neres e seus projetos de Palavreiros

Quando o verde dos teus olhos

                                josé geraldo neres 

 

A estiagem prolongou-se levando o brinquedo preferido. O Mandacaru alimenta e fere os olhos verdes da inocente infância. Lágrimas secas rolam de semblantes amarelos. A esperança é uma nuvem d’água, mas essa migrou para um povoado distante.

 

O alazão voador está aprisionado no solo ressequido, seu olhar pede um pouco de carinho - não consigo mais sonhar.

 

Meus amigos brincam de esconde-esconde, uns na jardineira engolidora de pais e, enquanto aos outros, a fome fechou os olhos.

 

Zezinho e Antônio são companheiros de caminhada para a escola – e esta é nossa única sombra de um futuro melhor.

 

Na volta da aula uma momentânea alegria me acalma. Perco-me propositadamente de meus colegas e sigo Ana: flor que nunca vi, a estranha e mais bela nestes sertões. Seu perfume é só meu. Para minha sorte, eles a ignoram.

 

Nossa caminhada é prazerosa, embora o tempo imponha seu curso impiedosamente: sol, mugido de gado extinto.

 

 

Ana me carrega e seu sorriso brilha como uma manhã nunca vista. Promete desvendar-me seu segredo, assim que chegarmos em sua morada. O caminho parece diferente, as aventuras ficaram para trás.

 

Debaixo de uma grande árvore, com galhos de folhas mortas, ela revela de forma enigmática:

 – Voltarás a sonhar. O teu caminho será verde. O céu te dará asas. Amanhã não voltarei.

 

Naquele dia de setembro, como em muitos outros dias do ano, Zezinho e Antônio foram à minha casa. A notícia dada por minha mãe não os assustou, fazia parte do cotidiano da região:

– Ele só esperou a primavera, parece estar sonhando.

 

O silêncio apoderou-se de meus amigos e assim se retiraram de casa.

 

De volta à peregrinação, Antônio acrescentou:

 

– Aquela flor que ele segurava, eu nunca vi aqui no sertão.

 

http://www.palavreiros.org/josegeraldoneres.htm

II Prêmio Barueri de Literatura -
Prefeitura Municipal de Barueri - Secretaria de Cultura, Lazer e Criança

Comissão Julgadora
Claudio Willer - Escritor, Poeta e Crítico Literário/SP
Caio Porfírio Carneiro - Escritor/ SP
Betty Vidigal - Escritora/ SP


Ganhadores
3º Lugar poesia: "Na Vidraça" de José Geraldo Neres


Resultados; 2004
http://www.barueri.sp.gov.br/Nav/secretarias/links/cultura/premio_literatura_2004_resultado.asp

Conheça esse projeto: Autoridades Mirins -
Desde 1997 acontece em Barueri o Autoridades Mirins. Em sua sétima edição, o programa Autoridades Mirins 2003 tem como maior objetivo o exercício da cidadania. “Crianças substituem por alguns momentos e aprendem em cada uma delas o sentido da profissão de autoridades do poder legislativo, judiciário, executivo, empresarial, militar e presidentes de Conselhos Municipais”, explica João Palma, secretário de cultura do município.
http://www.barueri.sp.gov.br/Nav/secretarias/links/cultura/autoridades.asp

"Grupo PALAVREIROS" Portal brasileiro de Literatura
 
http://www.palavreiros.org/
 
Portal de Literatura "Grupo PALAVREIROS"
Agenda Cultural: Informes / Dicas de leitura
http://www.palavreiros.org/boletim2003.html
http://www.palavreiros.org/agendacultural_informes.htm

"Pássaros de Papel" - Um livro de José Geraldo Neres, será lançado internacionalmente através da ABRALI Editora Ltda, com o selo da Academia Brasileira de Literatura. AGUARDEM!

Projeto de: José Geraldo Neres e Sergio Sanches

Poesía

:: Postado por Cris Passinato às 04:21 PM
::

:: Enviar esta mensagem

Revista Planeta

UNIVERSO DIVINO
A Fé em Deus


O conceito de Deus vai muito além do mundo racional da ciência. Na verdade, só podemos conhecê-Lo realmente através da experiência mística.

 

Por T. Byram Karasu (*)
 
   

 
 
A mente percebe o mundo com os cinco sentidos do corpo, vive e gera valores e julgamentos baseados no domínio do tato, da audição, do gosto, do olfato e da visão. No Evangelho de Tomé, Jesus diz que seu papel na vida era afastar os discípulos do paradigma dos sentidos:

Dar-lhes-ei o que nenhum olho já viu e o que nenhum ouvido escutou, o que nenhuma mão tocou e o que nunca ocorreu ao pensamento humano.


O que se esconde por trás do discurso científico baseado nos cinco sentidos e em uma mente? É um poder que está fora das fronteiras da ciência, além do entendimento da mente humana, um poder que pode abarcar tudo. Aqueles que atribuem aos pesquisadores a única fonte da verdade estão se privando desse poder. Os cientistas são limitados por seu papel científico. Afinal, deles se exige apenas que coletem dados sobre certo assunto e construam hipóteses para explicá-lo. No entanto, os dados que se dispõem a explorar podem, na melhor das hipóteses, representar apenas uma parte da realidade. Eis algo típico da pesquisa científica: ela não é planejada para examinar todas as formas maravilhosas e deslumbrantes da experiência humana. A ciência só aceita o que pode validar. Não pode explicar tudo. A idéia esquiva de Deus, em contraste, tem a extraordinária capacidade de explicar tudo: abrange não só o fenômeno mensurável, mas aquele sentido pessoal e subliminarmente, que pode até incluir revelações só comunicadas através de canais espirituais ou místicos. Diferentemente da ciência, o conceito de Deus se estende além do mundo tangível dos cientistas.

Não se pode encontrar Deus com a razão da mente. Confiar na contemplação nos leva a ele. Eu me arrepiei quando li a história que se segue, contada por Noah benShea:


Um homem dirige seu carro rápido demais em um perigoso desfiladeiro entre as montanhas. O carro cai no precipício, e o homem mal e mal sobrevive se agarrando a um monte de raízes que crescem na encosta da montanha. Balançando-se no espaço, o homem roga a Deus: “Por favor, me ajude. Vou mudar para sempre. Farei qualquer coisa. Por favor, me ajude.”

Deus pergunta para o homem: “Você quer a minha ajuda?”

“Sim”, diz o homem. “Qualquer coisa. Qualquer coisa!”

“Vou ajudá-lo, sob uma condição”, diz a voz de Deus.

“Qualquer coisa.”

“Esta bem”, diz Deus. “Confie em mim e se solte.”


A fé não requer entendimento; na verdade, é até corroída por ele. A fé só precisa de crentes devotos e confiantes; precisa de compromisso firme e fidelidade. A fé é gerada não pelo conhecimento, mas pelo desconhecimento. O conhecimento de Deus não é conhecimento. É uma experiência mística.

A Ausência Física de Deus É a Prova de Sua Existência – No domínio estelar, a luz da estrela mais remota chega por último, e, até a hora em que chega, os seres humanos negam que ela exista. Podemos perguntar: “Quantos séculos um espírito requer para ser compreendido?” Parafraseando Isaac Newton, somos como crianças brincando na praia. De vez em quando achamos uma pedrinha mais lisa ou uma mais bonita do que as outras, enquanto o oceano maior e tudo que ele contém permanece escondido para nós. Nenhuma criança pode compreender esse oceano imenso, as galáxias e além delas, e todas as explicações científicas contraditórias de como tudo aconteceu. A grande explosão (Big Bang) para uma criança é exatamente o que diz ser: uma explosão. Não que signifique muito mais para o restante de nós, adultos.

Toda religião contém contradições e afirmações impossíveis, o que são, na realidade, a essência dela. Como testemunhas disso, repetimos a confissão de Tertúlio: “E o filho de Deus está morto, o que é digno de crença porque é absurdo. E, depois de enterrado, ele se levantou outra vez, o que é certo porque impossível.”

Deus é uma coisa visível não por ele mesmo, mas através de sua criação, do mesmo jeito que átomos não são “coisas” em sua forma atômica, mas um grande número deles colocados juntos repentinamente se torna visível e objeto reconhecível.

Todas as coisas e seres no universo são efeitos de um poder ubíquo de onde se originam, o qual lhes dá suporte e manutenção durante o período em que se manifestam – e para o qual devem finalmente voltar. Essa atribuição de poder a uma força desconhecida e irreconhecível é a crença em Deus.

 

(*) O texto é um capítulo do livro A Arte da Serenidade, de T. Byram Karasu, lançado recentemente pela Editora Arx. Tradução: Irene Maria da Fonseca e Ana Puccini Lara.

:: Postado por Cris Passinato às 04:20 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Utopias - Luiz Maia

Utopias
Luiz Maia

Utopias

Luiz Maia

Quando alguém lhe disser que o seu objetivo nesta vida dificilmente será alcançado, sorria e siga em frente. Se falarem que os seus sonhos não vão se realizar, ignore e continue a caminhada. Não se perturbe se as pessoas passarem a chamá-la de sonhadora, de boba ou de utópica.

A melhor definição para a utopia é aquela que diz: "a utopia é um ideal inatingível." Muito bem. Que seja você utópica, e daí? Melhor que não o ser. Vamos refletir juntos. Não seria a própria vida uma utopia em si? Quer maior utopia do que estarmos aqui neste mundo desfrutando da dádiva da vida? A importância de nossas existências explica na prática que a utopia pode perfeitamente ser contrariada.

É importante sabermos que inúmeros sonhos nossos, tidos a princípio como "impossíveis", já foram por nós realizados. Quantas vezes já desmascaramos o inatingível ao longo da vida? Inúmeras! As pessoas quando costumam perserverar geralmente conseguem alcançar aquilo a que se propõem.

Os utópicos buscam subir a montanha que há no interior de cada um, até atingir novos patamares de consciência, possibilitando o entendimento de que tudo é possível nesta vida, desde que busquemos incessantemente aquilo que queremos.

São as várias tentativas que irão nos permitir fazer descobertas que estão, por assim dizer, aguardando por nós sem que soubéssemos. A busca de um objetivo pessoal é conseqüência direta das convicções que uma pessoa acolhe, convicções que se intensificam e se fortalecem quando colocadas na prática. Dessa convicção eu não me afastarei jamais. Dessa intensidade no meu viver é que provém a inspiração que me traz a certeza do quão importante é crermos em nós, sempre!

Essa clareza nas minhas convicções ilumina e alegre o meu viver. Convicção inspiradora que faz eclodir beleza e inteligência naquilo que queremos para cada um de nós: a superação de nossas limitações. Absorver essas convicções requer trabalho, esforço e perseverança. Requer desprendimento para nos afastar de nossas teimosias e crer no inatingível como sendo possível de acontecer.

Quando alguém busca vencer as utopias que moram em seu interior, certamente conseguirá ir mais longe, querendo sempre mais, e logo abandona um comportamento de indiferença e de resignação, passando a exigir muito mais de si. E assim, somente assim, você conseguirá superar-se a cada dia, transformando suas utopias em algo realizável.

Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn: luizmaia1@hotmail.com 

"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 04:19 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Comunicado de um Editor

Prezado Senhor,

Antes de mais, gostaria de enviar-lhe cordiais saudações.
Serve a presente para dar conhecimento do nascimento, para breve
(Março de 2005), de uma nova revista, única em língua portuguesa,
dedicada aos Cavaleiros Templários, chamada "Das Brumas do Templo.",
editada no Brasil e distribuída, por agora, para o continente
americano e europeu.
Trata-se de um projecto editorial ambicioso, que procurará, no
entanto, crescer gradualmente, com passos firmes. Começaremos
humildes, mas com a noção de que, com muito trabalho e dedicação, e,
principalmente, com o apoio dos leitores, conseguiremos melhorar a
cada momento.
A temática da publicação não se centrará exclusivamente nos
Templários, abordando outras vertentes, como História do Brasil e
Portugal, Descobrimentos, Filosofia e Pensamento Filosófico, História
Medieval e Ordens de Cavalaria. Não descuraremos nenhuma temática,
relacionada seja com a Ordem DeMolay ou artigos maçónicos, assim
como, para além disso, procuraremos ser voz da História, para os
leitores mais interessados no passado de nossos países, sempre
através de uma escrita acessível a todos.
Não se trata de uma publicação puramente académica, antes uma revista
que procurará ir ao encontro do leitor, dando-lhe voz e espaço para
interagir com um bom lote de cronistas. Será um espaço aberto a todas
as tendências, solto de amarras e pronto para falar sobre temas
polémicos, não evitando a divulgação de tudo o que seja importante.
Posto isto, gostaríamos de afirmar que se trata de uma revista com
publicação bimestral (ou seja, seis números anuais), e que temos todo
o gosto em convidá-lo a ser nosso assinantes, sabendo que os valores,
para uma assinatura anual, são os seguintes: 24 Reais para o Brasil;
12 Euros para Portugal.
Seria ainda interessante que divulgassem a revista, através de e-mail
ou outro método, para que mais pessoas possam ter acesso ao
conhecimento desta nova publicação que lhes é dirigida. Porque, todos
juntos, tornaremos a revista mais forte e melhor!
Caso tenham interesse em ajudar-nos neste projecto, agradecíamos uma
pronta resposta, a este e-mail, dando conta do vosso interesse, até
porque pretendemos definir os contactos com os assinantes com alguma
margem de manobra para que, em Março de 2005, as revistas sejam
entregues a tempo a horas. Após a sua resposta positiva, os seus
dados (nome e e-mail) serão enviados à secção financeira da revista,
a qual entrará em contacto convosco para ultimar pormenores.

Agradecendo a atenção dispensada,
Pedro Silva
(Director de "Das Brumas do Templo.")
----------------------------------------------------------------------
----------------------------------
Nota: Caso não tenha interesse em fazer parte desta lista de
contactos, ou caso o seu e-mail tenha sido incluído por engano,
bastará responder a esta mensagem, com a palavra "Remover" no
cabeçalho, para que seja retirado da presente lista. Pedimos desculpa
pelo incómodo.

pedrosilva77@aeiou.pt

 

:: Postado por Cris Passinato às 04:17 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Quem tem medo de Música Clássica - Arthur da Távola

Programação do "Quem Tem Medo da Música Clássica?"
apresentado por Artur da Távola na TV Senado(canal 8 - NET).

Sábado, às 10 e 18 h, e
Domingo, às 10, 18 e 24h, pela TV Senado,

:: Postado por Cris Passinato às 04:15 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Oração de São Judas Tadeu

 

Oração à São Judas Tadeu.

 

 

São Judas Tadeu, glorioso apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o nome do traidor foi a causa de que fôsseis esquecido por muitos, mas a Igreja vos honra e invoca universalmente como patrono nos casos desesperados, nos negócios sem remédios.

 

 

Rogai por mim que sou um miserável. Fazei uso, eu vos imploro, desse particular privilégio que vos foi concedido, de trazer viável e imediato auxílio, onde o socorro desapareceu quase por completo.

 

 

Assisti-me nesta grande necessidade, para que eu possa receber as consolações e auxílios do Céu em todas as minhas precisões, atribulações e sofrimentos, alcançando-me a graça de (aqui se faz o pedido particular), e para que eu possa louvar a Deus convosco e com todos os eleitos, por toda eternidade.

 

 

Eu vos prometo, ó Bendito Judas Tadeu, lembrar-me deste grande favor e nunca deixar de vos honrar como meu especial e poderoso patrono, e fazer de tudo o que estiver ao meu alcance para incentivar a devoção para convosco. São Judas Tadeu, rogai por nós e por todos os que vos honram e invocam vosso auxílio.

 

 

Amém !!!!

 

 

 

Rezar 3 Pai Nosso, 3 Ave Maria e 3 Glória ao Pai.v

:: Postado por Cris Passinato às 04:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Evangelho - Frei Giribone

“NO FINAL DE NOSSA VIDA SÓ LEVAREMOS CONOSCO O BEM QUE TIVERMOS PRATICADO EM NOSSA EXISTÊNCIA MORTAL”.
 

Queridos irmãos e irmãs, louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!!!

 

A maioria das pessoas  que pensam sobre a morte sentem uma certa insegurança. O que aconteceu com esta pessoa íntima que conviveu várias vezes comigo? O que vem depois desta vida? Será que vamos continuar existindo depois desta existência terrena?

 

Durante a história o homem sempre tentou encontrar respostas para estes questionamentos. Alguns quiseram dizer que depois desta nossa existência reencarnamos, outros afirmavam que os diversos deuses tomariam conta da pessoa enquanto o cadáver estivesse incorrupto etc. Foram surgindo muitas idéias sobre a vida após a morte. Até o dia em que um homem que foi crucificado (morreu certamente); aparece para os seus amigos depois de três dias de seu sepultamento. O curso da história mudou após a ressurreição de Cristo. A partir deste momento, através do testemunho de seus amigos, temos a certeza de que iremos ressuscitar também após esta vida.

 

O cristianismo não é uma idéia ou uma teoria, é um fato histórico que mudou o pensamento sobre a vida após a morte. Após o dia de Pentecostes, os apóstolos começaram a anunciar o grande conteúdo da fé cristã: Jesus está vivo e ressuscitado.

 

Cristo deixou uma fórmula para o nosso processo de ressurreição que é a prática do bem vivendo em profundidade o mandamento do amor que sempre será um grande desafio para quem vive neste mundo.

Esta existência que estamos vivendo é uma segunda gestação que nos prepara para a eternidade. Deus não nos criou para a morte mas para a vida. Ele é que nos salva e nos santifica. Devemos fazer o possível para correspondermos a graça de Deus para progredirmos em nosso processo de ressurreição.

Recomendo a todos a leitura do capítulo 15 da primeira carta de São Paulo aos Coríntios pois todo ele fala sobre a ressurreição.

 

É necessário que neste dia de finados rezemos pelos nossos falecidos. A Igreja nos concede o dom da indulgência plenária para quem vai ao cemitério ou a uma igreja rezar na intenção do Santo Padre o Papa uma oração que pode ser um Creio, um Pai Nosso e uma Ave Maria. Você poderá oferecer esta oração pela salvação de uma alma que esteja no purgatório e esta pessoa irá ter a salvação imediata.

 

 “Nós cremos firmemente que um dia iremos ressuscitar superando todas as fraquezas que enfrentamos nesta vida...”

 

Rio Grande, 28 de outubro de 2004.

 

  FREI GIRIBONE (Ordem dos Carmelitas Descalços)

freigiribone@vetorial.net

 

ATENÇÃO: TODAS AS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DE NOSSA LISTA DE ENDEREÇOS SÃO COLOCADAS EM NOSSO MOMENTO DE ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO  AS TERÇAS-FEIRAS  20HS.

 

Envie esta mensagem a todos os seus amigos...

 

VOCÊ  PODE  NOS  AJUDAR  NESTA  OBRA  DE EVANGELIZAÇÃO !!!

 

 

FAÇA O SEGUINTE:

 

Imprima esta mensagem para as pessoas que não tem acesso a Internet...

 

Forneça novos endereços para nossa lista que já ultrapassa o número de 2000...

 

 

+ NÃO SE ESQUEÇA:

 

 

*Da Celebração Eucarística e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

*Do sacramento da Reconciliação.

 

*Da  Leitura Orante da Palavra de Deus -  ler a Palavra em confronto com nossa vida.

 

*Ter uma profunda devoção a Virgem Santíssima – colocar Maria como modelo do nosso Sim ao projeto de Deus...

 

:: Postado por Cris Passinato às 04:08 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Revista Planeta

VIDA A DOIS
Ser ou Não Fiel?


A questão da fidelidade difere de uma cultura para outra. Enquanto a monogamia norteia as relações no Ocidente, a poligamia é autorizada pelo islamismo, por exemplo. O tema, porém, é complexo e merece maior reflexão.

 

Por Júlio César Borges
 
   

 
 
Amigo dos tempos de escola, Renato leva uma vida agitadíssima como executivo internacional e volta e meia cruza o equador a trabalho. Seu passaporte é um verdadeiro mostruário de vistos, desde o norte-americano até o de Fiji. De todos os lugares por onde passa ele traz alguma história pitoresca, e a última viagem não foi exceção.
“O anúncio na revista do hotel era de uma casa de massagem oriental, com profissionais de lá”, começou ele, “e, como a Ásia estava longe dali, pensei: ‘Tenho de conferir isso.’ O lugar era de alto padrão, com decoração impecável e belas moças no atendimento. Pedi uma das melhores massagistas da equipe, e a garota que foi designada era uma verdadeira deusa chinesa – além de perita em massagem, como pude constatar. Depois de um bom tempo sendo agradavelmente apertado aqui e ali, não resisti e toquei em seu seio. Mais que depressa, ela afastou minha mão enquanto murmurava em inglês, sorrindo: ‘Só massagem, só massagem.’ Não é que eu havia encontrado uma casa de massagem que só oferecia massagem mesmo?”

“Eu tinha pouquíssimo tempo livre nessa viagem, então não pude procurar uma casa de massagem como aquelas que conhecemos no Brasil”, observou, concluindo com um sorriso maroto: “Vou ter de compensar na próxima turnê.”

Quando me conta histórias como essa, Renato sempre faz questão de frisar: “Não diga nada à Flávia, certo? O que os olhos não vêem, o coração não sente.” Flávia também é minha amiga há muitos anos, mas seria virtualmente impossível ela saber dessas escapulidas do marido por mim – na minha mente, esse é um assunto que só diz respeito ao casal.

Dessa vez, porém, ocorreu-me de pensar se o chavão sobre olhos e coração fazia sentido, pelo menos no caso do Renato. Com a família, meu amigo é um modelar pai e marido. Quando no Brasil, está sempre disponível nas horas de lazer para a mulher e o casal de filhos adolescentes. Flávia é muito dedicada ao trabalho e à sua prole, mas no tempo que lhe sobra, pelo que sei, a prioridade é o marido.

Renato assegura que adora a esposa e suas aventuras extraconjugais nas viagens não passam de, como define, “descarga do excesso de libido”. Nem mesmo as modernas pesquisas sobre sexo – que defendem que o objetivo evolutivo do homem é copular com o maior número possível de parceiras, o que lhe poderia servir de “álibi” – convencem-no a mudar a argumentação quando conversa com amigos homens. “Lógico que eu prefiro transar com a Flávia, mas como faço quando ela está a mais de quatro mil quilômetros de distância?”, pergunta. Na mente de Renato, sexo é como atividade esportiva – caso não o pratique um determinado número de vezes por semana, terá problemas de saúde.


A questão da fidelidade e da infidelidade no relacionamento é uma das mais discutidas nas últimas décadas, e as opiniões a esse respeito são, com freqüência, bem contraditórias. Conseqüentemente, extrair princípios aceitáveis para todas as relações é um exercício complicadíssimo.

Antes de mais nada, vale lembrar que nós, ocidentais, quando pensamos numa relação amorosa, temos como referência básica a monogamia – mas ela não é a única forma de relacionamento culturalmente aceita no mundo. A poligamia, por exemplo, é autorizada no islamismo – segundo o Alcorão, um homem pode ter até quatro esposas –, tal como a poliandria (uma mulher ter dois ou mais maridos) entre os tibe- tanos. A poliandria, aliás, foi tema de um recente sucesso do cinema brasileiro, Eu Tu Eles, estrelado por Regina Casé. Desconheço estudos sobre o conceito de fidelidade nessas sociedades, mas certamente o aumento do número de pessoas envolvidas torna o tema bem mais complexo do que a monogamia ocidental.

 

:: Postado por Cris Passinato às 04:06 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Num momento em que a ciência propõe que, em termos de comportamento sexual, continuamos essencialmente a reproduzir o comportamento de nossos ancestrais – o homem procura várias parceiras para garantir a reprodução da espécie, enquanto a mulher busca um provedor capaz de lhe dar a prole mais apta a sobreviver e que a ajude a proteger e alimentar os filhos –, o conceito de fidelidade pertence mais do que nunca aos domínios da cultura e da espiritualidade. Optar por ser fiel é uma decisão que, de certa maneira, afronta nossa natureza biológica.

Poucos estudiosos discordam da idéia de que a honestidade constitui um elemento fundamental para a estabilidade de uma relação. Trata-se, numa abordagem cristã, de fazer ao parceiro o que gostaria que ele fizesse consigo. A observação faz sentido em várias outras correntes de pensamento. No recém-lançado Conselhos do Coração (Bertrand Brasil), o dalai lama, líder do budismo tibetano, comenta: “(Quando vivemos a dois), quanto mais estamos próximos, menos temos necessidade de guardar segredos. Não é agradável podermos confiar inteiramente em alguém? Não é um absurdo, uma vez casados, não termos confiança mútua?”


Numa entrevista concedida à revista norte-americana New Age Journal, o escritor George Leonard reforça a idéia anterior: “Um bom relacionamento realmente requer que você seja totalmente aberto com o outro, que revele tudo: fantasias, emoções, comportamento, o que quer que você faça e o que quer que você sinta.” Mas faz uma ressalva: “Não estou falando de um processo de 24 horas por dia. Acredito que (...) processar cada maldita coisa que você faça em sua vida, todo pensamento fugidio, é simplesmente loucura e um grande desperdício de tempo; não lhe deixa nenhum tem- po para fazer algo criativo. (...) se existe algo sobre o que você esteja pensando ou que tenha feito e que ameaçaria o relacionamento se você o contasse ao seu parceiro, é isso o que deveria contar.”

Para Leonard, falar em fidelida- de no relacionamento implica entrar no que ele chama de “alta monogamia” – uma relação na qual os dois parceiros são sexualmente fiéis um ao outro mais por escolha do que por temor a escrúpulos religiosos ou morais. A proposta, afirma ele, representa uma aventura de crescimento interior e um desafio:

“Se você realmente permanece em um relacionamento de alta monogamia, onde está aberto ao outro e envolvido no crescimento pessoal, eventualmente vai ter de enfrentar algum tipo de barreira. O que você vai realmente enfrentar é esse estranho espelho no qual se vê. E é um espelho maravilhoso, porque é como um raio X; vai direto ao verdadeiro coração de todas as suas neuroses, mesquinha-rias, fraquezas e imposturas, e você vai vê-las claramente. E você não quer ver isso em absoluto.”

  


 
Eu Tu Eles: trama centrada na poliandria. 

“Portanto”, prossegue Leonard, “a primeira coisa que ocorre quando você dá uma olhada no espelho da alta monogamia – a primeira reação para vários de nós que estivemos envolvidos na revolução sexual – é exatamente pular para a cama de outra pessoa. Então você pode conduzir seus jogos em seguida. Você pode puxar para fora sua sacola de truques, contar a história de sua vida. O principal propósito disso tudo, é claro, é evitar a mudança. Se não está funcionando com seu parceiro – hoje, na última semana ou na próxima semana –, você imagina por que não tentar algo novo, pois assim pode se manter o mesmo; qualquer coisa vale para evitar a mudança.”

Numerosas pessoas, no entanto, recusam a idéia de Leonard de que o crescimento interior somente pode ser obtido em bases puramente mo-nogâmicas. Para elas, os “casamentos abertos”, nos quais cada um dos componentes pode ter outros rela- cionamentos simultaneamente, re- presentam igualmente oportunidades de autodesenvolvimento.

Sabe-se hoje em dia que o filósofo Jean-Paul Sartre e a escritora Simone de Beauvoir mantiveram um relacionamento desse gênero, mas a qualidade dessa convivência ainda é objeto de discussão. Em Chop Wood, Carry Water (Tarcher), porém, o autor Rick Fields encontrou um casal que se realizou no casamento aberto – a cineasta Dorothy Fadiman e seu marido Jim. A experiência de Dorothy é descrita no livro:

“Depois de 18 anos de uma relação de muito amor e apoio mútuo, que também é ‘aberta’, tudo o que posso dizer é: a maneira como vivemos funciona para nós. (...) Temos duas filhas adolescentes e vivemos como uma família nuclear. Embora não tenha sido sempre fácil, o casamento aberto tem sido para nós fonte muito mais de alegrias do que de problemas.”

:: Postado por Cris Passinato às 04:04 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Segundo Dorothy, a verdadeira liberdade para ambos tem sido uma experiência muito além da liberdade sexual. “É a descoberta do poder de vencer os limites arbitrários que o casamento freqüentemente estabelece: quanto tempo livre você tem para passar com outra pessoa; a profundidade do sentimento que você pode nutrir por outra pessoa além de seu parceiro; com quem você pode se relacionar; e o que de fato você tem liberdade para fazer.”


A cineasta conta que entre os momentos especiais de seu casa- mento figuram viagens de um mês com outra pessoa (como amantes) e almoços bimestrais (“totalmente não-sexuais”, frisa) com um dos ex-amantes. Tudo isso, ela sublinha, reforça o matrimônio. “Jim e eu sentimos que nossa própria relação segue expandindo-se enquanto cada um de nós, individualmente, amplia o senso íntimo de quem somos.”

O casal definiu quatro diretrizes básicas para seu casamento aberto funcionar:

1) Honestidade absoluta – O intercâmbio de informações claras é fundamental, de modo a não permitir nunca que a localização de alguém dê margem a preocupações ou suspeitas.

2) Consideração, sensibilidade, altruísmo – O progresso dos relacionamentos é uma fonte de amor para todos os envolvidos.

3) Atitude de respeito – Tanto quanto for humanamente possível, evi- tar situações nas quais haja indica- ção de que alguém será magoado ou terá de mentir.

4) Discrição – Embora não se faça esforço para esconder o estilo de vida, é recomendável manter-se discreto sobre o tema e não alardear ou atrair a atenção para o tipo de relacionamento no dia-a-dia.

Nada disso funciona, observou Dorothy, se o relacionamento não é sólido. Ela só recomenda um casamento aberto quando os parceiros aceitam mutuamente essa opção, concordam em ser honestos e ouvir a verdade e sintam que seu amor pelo parceiro é maior do que sua necessidade de tê-lo por perto.

Há uma linha de pensamento comum entre a monogamia e o casamento aberto? Talvez uma boa resposta seja a proposta feita pelo escritor americano Stewart Emery:

“Quando eu não estiver com você, conduzirei minha vida de uma maneira que sustenta minha habilidade de estar com você quando estou com você. Quando não estiver com você, não farei coisas que interferirão com minha habilidade de estar com você quando eu estiver com você.”

As sutilezas que envolvem cada relacio- namento dificultam a obtenção de um padrão claro de conduta. Se- ria muito mais simples optar pelo modelo proposto por George Leonard, por exemplo, e desprezar os outros. Nada contra a sugestão de Leo- nard – mesmo sem conhecê-la, aliás, eu já a seguia –, mas um vasto nú- mero de pessoas tenta crescer de outras formas nesse terreno e têm resultados a mostrar.

Acredito que o caso do meu amigo Renato se encaixa nesse terreno intermediário. Ele ama e respeita sua esposa, é retribuído, ambos vivem um romance idílico e seus filhos têm uma educação impecável. No balanço geral, suas “escapadas” com outras mulheres em países distantes não parecem interferir no ambiente doméstico. Com que justificativa, então, alguém poderia recriminá-lo pela sua visão particular de fidelidade?

:: Postado por Cris Passinato às 04:02 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Curso de Oratória -MARÍLIA COSTA

CURSO MÓDULO II

 

Queridos amigos, atendendo a pedidos estamos lançando o Curso de Oratória:

 

MÓDULO II

 

- Preparatório para Provas Orais
- Aprimoramento dos Improvisos 
- Argumentações.

 

7º CURSO/2004

 

Período de 22/11/2004 à 01/12/2004 - Todas as e 4ª feiras de 13 às 15 horas.

 

Inscrições Abertas

 

Informações

Secretaria da EMERJ - Fórum 4º Andar

Tels: 2588-3369  -  2588-3380

 

 

 Maiores Informaçoes no site:

 www.opoderenergeticodavoz.fnd.br

:: Postado por Cris Passinato às 03:49 PM
::
:: Enviar esta mensagem

FERNANDO PESSOA

Procure!

 

 

 

 

 message: 

  Procure os seus caminhos,
mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças,
mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
(Fernando Pessoa)

:: Postado por Cris Passinato às 12:37 PM
::
:: Enviar esta mensagem

L'ÂGE D'OR

L'ÂGE D'OR
Reafirmando a Escola de Artes Visuais do Parque Lage como centro de criação e movimentação artística da cidade do Rio de Janeiro, A Corporação apresenta a série L'ÂGE D'OR, às tardes de sábado do mês de novembro, com entrada franca.
A programação busca misturar reflexão e apresentação de trabalhos, tendo como base a mostra de vídeos e performances e um debate sobre os coletivos recentes da arte carioca.
 
PROGRAMAÇÃO
Dia 6, uma conversa sobre a exposição "COMO VAI VOCÊ, GERAÇÃO 80" com a presença na mesa do curador Marcus Lontra e dos artistas Luis Ernesto e Chico Cunha, além dos vídeos de Malu di Martino com os artistas que participaram da mostra e de "Território Ocupado", vídeo sobre exposição realizada pouco depois.
Dia 13, será a vez do CEP 20.000, Centro de Experimentação Poética, evento da Rioarte, realizado por Chacal e Guilherme Zarvos. Além do debate e vídeo sobre o CEP, serão apresentados um DVD em homenagem a Waly Salomão e performances de vários poetas que fizeram os 14 anos da história do CEP, o mais duradouro foco de performance do Rio.

Dia 20, é a vez do GRUPO HUM, liderado pelos jovens artistas Nadan Guerra e Domingos Guimaraens, dois dos grandes performers cariocas. O Grupo programará seus vídeos e shows.

Dia 27, A GENTIL CARIOCA, formado por Ernesto Neto, Laura Lima e Márcio Botner. Por essa galeria do centro da cidade já passaram artistas como Thiago Rocha Pitta, Simone Michelin, Alex Hamburger, Jarbas Lopes, Ricardo Basbaum e Marssares entre outros. Alguns deles se apresentarão no encerramento do L'ÂGE D'OR.
 
"Sem curiosidade verdadeira, nem paixão pelo atual, nenhuma memória do passado pode ser viva; inversamente, a percepção do presente atenua-se e se empobrece quando se apaga em nós essa presença, muda mas insistente, do passado". ( Paul Zumthor ).

L'ÂGE D'OR : vídeo, palestra, performance
PARQUE LAGE, Rua Jardim Botânico, 414 ( tel: 2538 1879)
Sábado de 15:00 às 19:00.
Entrada Franca
Dia 06/11: GERAÇÃO 80.
Dia 13/11: CEP 20.000.
Dia 20/11: GRUPO HUM.
Dia 27/11: GENTIL CARIOCA.

A CORPORAÇÃO: Eliane Duarte, Maíra Ribas e Chacal.
 

Thiago Herzog
Tel.: (21) 2284 9958
Celular: (21) 9667 9003
E-mail: therzog@terra.com.br
          therzog@ig.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 02:59 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Jurandir Barbosa

Caros amigos, o projeto ¨Ler para Crescer, Leitura
para todos ¨(LpC-LpT) já está em andamento e esperando
as suas colaboracões. O projeto, Coordenado pela Cia.
Teatro Dez, tem como meta criar cinco bibliotecas
comunitárias em regiões carentes de Montes Claros e
trabalhar em conjunto com as comunidades visando os
atrairem para o mundo da leitura. Temos como  lema ¨Um
bom leitor, um bom cidadão¨. Nessa primeira luta o
bairro inicial será o Cidade Industrial, bairro
extremamente carente, bem distante do centro da cidade
e com alto índice de violência. Em seguida virão os
bairros: São Geraldo II, Vila Atlântica, Vila Siom e
Jaraguá. Esses bairros juntos atenderão
aproximadamente outros 26 bairros vizinhos. Reforcamos
o covite e solicitamos a todos a entrarem nesta
campanha, doando livros, revistas e revistinhas e
aproveitando a oportunidade pedimos que repasse esse
mail a todos os seus amigos e veiculos de comunicacão
a que tiverem acessos.

¨Não compactuamos com os que dizem que o Brasil é um
país que lê pouco, temos sim, poucas bibliotecas a
nossa diposicão e poucos tem acesso a elas, prova
disso é que o endereco e local da biblioteca municipal
de Montes Claros é desconhecido por muitos moradores
desta cidade e um outro exemplo é a biblioteca
infantil que fica quase de frente a prefeitura, muitas
pessoas passam a sua frente mas poucos sabem o que
funciona ali. Defendemos a leitura em todos os
momentos, o homem que lê geralmente tende a ser um bom
filho, um bom pai, um bom irmao, um bom vizinho, o
homem que lê escolhe melhor o seu candidato politico e
vota conscientemente. O home que lê cobra os seus
direitos e exerce os seus deveres como cidadão. A
leitura é isso, ela faz uma revolucão dentro do ser
humano.

Abracos a todos
Jurandir Barbosa

Abaixo mando endereco para envio de materiais.

Projeto Ler para Crescer
A/C de Dricca Oliveira
Rua Opala, 21 - Monte Carmelo
Montes Claros/MG
CEP: 39402-026

=====
Forte Abraço
Jurandir Barbosa

:: Postado por Cris Passinato às 02:38 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Mais uma excelente indicação do Luiz Maia

Revista Planeta

NATUREZA FUNDAMENTAL
A Necessidade de Compaixão


Segundo Tenzin Gyatso, o atual dalai lama, ninguém nasce livre da necessidade de amor e compaixão, sentimentos que só podemos encontrar a partir da interação com nossos semelhantes.

 

Por Tenzin Gyatso(*)

(*) O texto a seguir é um excerto do capítulo 1 do livro A Vida de Compaixão, de Tenzin Gyatso (o décimo quarto dalai lama), lançado recentemente pela Bertrand Brasil. Tradução: Fernanda Abreu.
 
   

 
 

Minhas experiências não têm nada de especial, são apenas experiências humanas normais. Entretanto, graças ao meu treinamento budista, aprendi um pouco sobre compaixão e também como desenvolver um bom coração. Essa experiência revelou-se muito útil na minha vida cotidiana. Quando comparo meu temperamento de hoje ao que tinha entre meus 15 e 20 anos, vejo uma diferença flagrante. Hoje em dia quase não fico irritado e, mesmo quando isso acontece, a irritação dura pouco. Esse é um dos benefícios maravilhosos da minha própria prática e treinamento – agora estou sempre alegre!
Durante a minha vida, perdi meu país e fui obrigado a tornar-me totalmente dependente da boa vontade das pessoas. Também perdi minha mãe, e a maioria dos meus preceptores e lamas já morreu. É claro que são incidentes trágicos, e fico triste quando penso neles. No entanto, não me sinto soterrado pela tristeza. Rostos velhos, conhecidos, desaparecem, e surgem novos rostos, mas mesmo assim mantenho minha felicidade e minha paz de espírito. Para mim, a capacidade de encarar os acontecimentos com uma perspectiva mais ampla é uma das maravilhas da natureza humana e acredito que esteja enraizada em nossa capacidade de compaixão e bondade para com os outros.

Nossa natureza fundamental – Alguns dos meus amigos me disseram que, embora o amor e a compaixão sejam maravilhosos e bons, eles não são realmente relevantes. Nosso mundo, dizem eles, não é um lugar onde tais virtudes tenham muita influência ou poder. Eles alegam que a raiva e o ódio fazem parte da natureza humana a tal ponto que a humanidade será sempre dominada por eles. Não concordo.

Nós, humanos, existimos em nossa forma atual há cerca de cem mil anos. Acredito que durante esse tempo, se a mente humana houvesse sido controlada principalmente pela raiva e pelo ódio, nossa população teria diminuído. Mas hoje em dia, apesar de todas as nossas guerras, vemos que a população humana está maior do que nunca. Isso para mim indica claramente que, embora a raiva e a agressão sem dúvida estejam presentes, o amor e a compaixão predominam no mundo. É por isso que o que chamamos de “notícia” compõe-se em sua maioria de acontecimentos desagradáveis ou trágicos; as atividades de compaixão fazem parte da vida cotidiana a tal ponto que são consideradas naturais e, assim, são em grande parte ignoradas.

:: Postado por Cris Passinato às 02:37 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Se considerarmos a natureza humana básica, podemos ver que ela é mais gentil do que agressiva. Por exemplo, se examinarmos diversos animais, percebemos que os animais de temperamento mais pacífico têm uma estrutura corporal correspondente, enquanto os predadores têm uma estrutura corporal que se desenvolveu de acordo com seu temperamento. Comparem o tigre e o cervo: há grandes diferenças em suas estruturas físicas. Quando comparamos nossa estrutura corporal à deles, vemos que nos parecemos mais com os cervos e com os coelhos do que com os tigres. Até nossos dentes se parecem mais com os de um coelho, não é? Não se parecem com os de um tigre. Nossas unhas são outro bom exemplo – não consigo sequer fazer mal a um rato só com um arranhão das minhas unhas. É claro que, por causa da inteligência humana, somos capazes de inventar e usar várias ferramentas, assim como adotar métodos para realizar aquilo que seria difícil de ser conseguido sem eles. No entanto, por causa de nossa situação física, pertencemos à categoria dos animais gentis.

Afinal, somos animais sociais. Sem a amizade humana, sem o sorriso humano, nossas vidas se tornam infelizes. A solidão torna-se insuportável. Essa interdependência humana é uma lei natural, ou seja, de acordo com a lei natural, dependemos dos outros para viver. Se em determinadas circunstâncias, porque algo não vai bem dentro de nós, nossa atitude se torna hostil em relação aos seres humanos, nossos semelhantes, dos quais dependemos, como podemos esperar alcançar a paz de espírito ou uma vida feliz? Segundo a natureza humana básica, ou lei natural, a interdependência – dar e receber afeição – é a chave para a felicidade.

Esse fato pode se tornar mais evidente se refletirmos sobre o padrão básico de nossa existência. De modo a fazer mais do que apenas sobreviver, precisamos de abrigo, de comida, de parceiros, de amigos, da estima dos outros, de recursos, etc.; não podemos obter essas coisas sozinhos, mas dependemos todos dos outros. Suponhamos que uma única pessoa fosse viver sozinha em um lugar distante e desabitado. Por mais forte, saudável ou educada que fosse, não haveria nenhuma possibilidade de ela ter uma existência feliz e gratificante. Se, por exemplo, uma pessoa estiver vivendo em algum lugar remoto da selva africana e for o único ser humano em uma reserva de animais, devido à inteligência dessa pessoa, o melhor que poderá fazer será tornar-se, talvez, rei da selva. Essa pessoa poderá ter amigos? Poderá conquistar renome? Poderá se tornar um herói, se desejar? Penso que a resposta para todas essas perguntas seja definitivamente não, pois todos esses fatores só existem em relação a outros seres humanos semelhantes.

Quando você é jovem, saudável e forte, algumas vezes pode ter a sensação de que é totalmente independente e não precisa de mais ninguém. Mas isso é uma ilusão. Mesmo na flor da idade, pelo simples fato de ser humano, você precisa de amigos, não precisa? Isso é particularmente verdadeiro quando ficamos velhos. No meu caso pessoal, o dalai lama, agora na casa dos 60 anos, começa a dar vários sinais de que a velhice está chegando. Posso ver mais cabelos brancos surgirem na minha cabeça e também estou começando a ter problemas nos joelhos algumas vezes quando me levanto ou me sento. Conforme ficamos velhos, precisamos cada vez mais da ajuda dos outros: é essa a natureza de nossas vidas como seres humanos.

:: Postado por Cris Passinato às 02:35 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Em pelo menos um sentido, podemos dizer que os outros serão realmente a principal fonte de todas as nossas experiências de alegria, felicidade e prosperidade, não apenas no que diz respeito ao nosso trato cotidiano com outras pessoas. Podemos ver que todas as experiências desejáveis que valorizamos ou às quais aspiramos dependem da cooperação e da interação com os outros. É um fato óbvio. Do mesmo modo, do ponto de vista de um praticante do budismo, muitos dos altos níveis de realização que você pode alcançar e do progresso que faz em sua jornada espiritual dependem da cooperação e da interação com os outros. Além disso, no estágio da iluminação completa, as atividades de compaixão de um buda só podem surgir espontaneamente em relação a outros seres, por serem os receptores e beneficiários dessas atividades iluminadas.

Todos os eventos e incidentes da vida estão tão intimamente ligados ao destino dos outros que uma única pessoa sozinha não pode sequer começar a agir. Muitas atividades humanas comuns, tanto positivas quanto negativas, não podem ser concebidas separadamente da existência de outras pessoas. Por causa dos outros, temos a oportunidade de ganhar dinheiro, se é isso que desejamos da vida. Do mesmo modo, apoiando-se na existência dos outros, a mídia torna-se capaz de criar fama ou desgraça para alguém. Sozinho, é impossível criar qualquer fama ou desgraça, por mais alto que você grite. O máximo que conseguirá fazer é criar um eco de sua própria voz.

Assim, a interdependência é uma lei fundamental da natureza. O nível mais sutil de fenômenos materiais também é governado pela interdependência. Todos os fenômenos, desde o planeta onde vivemos até os oceanos, nuvens, florestas e flores que nos cercam, surgem dependentes de padrões sutis de energia. Sem sua interação adequada, eles se dissolvem e se deterioram.

Nossa necessidade de amor – Uma grande pergunta permeia nossa experiência, quer pensemos nela de forma consciente ou não: qual o sentido da vida? Acredito que o sentido de nossa vida seja ser feliz. Desde o instante em que nasce, todo ser humano quer a felicidade e não o sofrimento. Nem o condicionamento social, nem a educação, nem a ideologia afetam isso. No âmago de nosso ser, simplesmente desejamos o contentamento. Não sei se o universo, com suas incontáveis galáxias, estrelas e planetas, tem ou não um significado maior, mas pelo menos está claro que nós humanos, que vivemos nesta Terra, temos a tarefa de criar uma vida feliz para nós mesmos.

O conforto material por si só não basta. Nenhum objeto material, por mais belo ou valioso, é capaz de fazer com que nos sintamos amados. Precisamos de algo mais profundo, ao qual geralmente me refiro como afeição humana. Com a afeição humana, ou compaixão, todas as vantagens materiais que temos à nossa disposição podem ser muito construtivas e produzir bons resultados. Sem a afeição humana, no entanto, as vantagens materiais sozinhas não vão nos satisfazer, nem tampouco produzirão em nós qualquer tipo de paz ou felicidade mental. Na verdade, vantagens materiais sem afeição humana podem criar problemas. Então, quando consideramos nossas origens e nossa natureza, descobrimos que ninguém nasce livre da necessidade de amor. E, embora algumas escolas de pensamento procurem fazer isso, os seres humanos não podem ser definidos como apenas físicos.

Em última instância, a razão pela qual o amor e a compaixão trazem a maior felicidade é simplesmente que nossa natureza os valoriza mais do que tudo. Por mais vigorosos e independentes que nos sintamos durante os períodos mais prósperos de nossas vidas, quando ficamos doentes ou quando somos muito jovens ou muito velhos, dependemos do apoio de outras pessoas.

Nossas crenças podem divergir quando se trata de questões relativas à criação e à evolução de nosso universo, mas podemos pelo menos concordar que cada um de nós é produto de nossos próprios pais. Em geral, nossa concepção aconteceu não apenas no contexto do desejo sexual, mas também devido à decisão de nossos pais terem um filho. Tais decisões se baseiam em responsabilidade e em altruísmo – no compromisso compassivo dos pais de cuidar daquele filho até ele ser capaz de cuidar de si mesmo. Assim, desde o instante de nossa concepção, o amor de nossos pais está diretamente envolvido em nossa criação.

Ao me encontrar com alguns cientistas, especialmente os que trabalham na área da neurobiologia, aprendi que há fortes indícios científicos de que, mesmo durante a gravidez, o estado de espírito da mãe, seja ele calmo ou agitado, tem efeito sobre o bem-estar físico e mental da criança que está para nascer. Parece vital para a mãe manter um estado de espírito calmo e relaxado. Depois do nascimento, as primeiras semanas são as mais cruciais para o desenvolvimento saudável da criança. Durante esse período, segundo me disseram, um dos fatores mais importantes para garantir um crescimento rápido e saudável do cérebro do bebê é o toque físico constante da mãe. Se a criança for deixada sozinha e sem cuidados durante essa fase crítica, embora os efeitos em seu bem-estar mental possam não ser imediatamente óbvios, os danos físicos que podem ser causados por esse fato ficarão bastante visíveis mais tarde.

A importância central do amor e do carinho continua ao longo da infância. Quando uma criança vê alguém com um comportamento aberto e carinhoso, alguém que sorria ou que tenha uma expressão de amor e carinho, ela se sente naturalmente feliz e protegida. Por outro lado, se alguém tentar machucar a criança, ela será dominada pelo medo, o que trará conseqüências prejudiciais para o seu desenvolvimento. Hoje em dia, muitas crianças crescem em lares infelizes. Se não receberem afeição adequada, mais tarde na vida raramente amarão seus pais e, muitas vezes, terão dificuldade para amar outras pessoas. Isso, claro, é muito triste.

À medida que as crianças crescem e entram para a escola, sua necessidade de apoio deve ser suprida por seus professores. Se um professor não transmite apenas conhecimento acadêmico, mas também assume a responsabilidade de preparar os alunos para a vida, seus alunos sentirão confiança e respeito, e aquilo que foi ensinado deixará uma impressão indelével em suas mentes. Por outro lado, matérias ensinadas por um professor que não demonstra uma verdadeira preocupação com o bem-estar geral de seus alunos serão consideradas temporárias e não serão lembradas por muito tempo.

Mesmo em conversas normais na vida cotidiana, quando alguém fala com sentimento humano, gostamos de ouvir e respondemos da mesma maneira; toda a conversa se torna interessante, por mais insignificante que seja o seu assunto. Por outro lado, se uma pessoa fala de maneira fria ou ríspida, ficamos pouco à vontade e desejamos terminar logo a interação. Do acontecimento menos importante ao mais importante, a afeição e o respeito dos outros são vitais para a nossa felicidade.

Como você pode ver em todos esses exemplos, desde o dia em que nascemos a necessidade de afeição humana está em nosso sangue, quer estejamos conscientes disso ou não. Mesmo que a afeição venha de um animal ou de alguém que normalmente consideraríamos um inimigo, tanto crianças quando adultos vão naturalmente gravitar em sua direção.

:: Postado por Cris Passinato às 02:35 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Página do Amigo

Galera demorou mas já está no ar a page do mudrond ainda falta alguns acertos mas já está no ar .... www.mudrond.com.br

This message was sent by Gustavo Negão to friends.

:: Postado por Cris Passinato às 02:33 AM
::
:: Enviar esta mensagem

É linda mesmo...

Vivi mto essa música qdo pequena:

 

Clique para ver que filme lindo.

Não deixe de dar uma olhadinha.

Mazé

:: Postado por Cris Passinato às 02:33 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Revista Planeta
COMPORTAMENTO
A Ditadura das Aparências


Do berço até o mercado de trabalho, passando pela vida familiar e a escola, somos julgados mais pela nossa aparência física do que pelas nossas reais qualidades e capacidades. A sociedade contemporânea é vítima de uma ditadura do belo. Os feios que se cuidem.

 

Por Luis Pellegrini
 
   

 
 

Há alguns anos, no prédio em que eu morava, aconteceu um bafafá danado: houve uma assembléia extraordinária do condomínio na qual um grupo de moradores exigiu a demissão do zelador, acusando-o de desonestidade. Os ânimos esquentaram – ai, meu Deus, as reuniões de condomínio! – entre os que eram contra e os que eram a favor. Julgando que as provas contra o acusado eram insuficientes, votei contra. No intervalo, uma vizinha, médica, me levou para um canto e fez um discurso estarrecedor. “Você é um jornalista”, dizia ela, “por acaso não conhece a teoria de Lombroso? Aquela que diz que o caráter de uma pessoa pode ser lido nos traços da sua fisionomia, na forma do seu corpo, na maneira como ela se veste e se apresenta perante a sociedade? Pois esse zelador tem todos os traços do bandido, só não vê quem não quer.” Bem, o zelador tinha mesmo uma aparência horrorosa. Mas, como detesto preconceito, e não suporto julgamentos pelas aparências, desanquei a médica, chamando-a de fascista, acusando-a de irresponsável por se fiar em teorias malucas, “certamente nascidas na cabeça de algum médico a serviço de Hitler”. Outros condôminos se juntaram a mim e, no final, conseguimos salvar o emprego do zelador.
Não mudei de opinião e continuo acreditando que, da mesma forma que o hábito não faz o monge, ninguém tem o direito de julgar o próximo pelas aparências. Apesar de que, para não faltar com a verdade, no caso específico daquele zelador tive de pôr o rabo entre as pernas e ficar calado quando, poucas semanas depois, conseguiram provar, sem sombra de dúvidas, que ele tinha montado uma verdadeira máfia à la PC Farias dentro do prédio. No condomínio nada mais acontecia, nem um conserto de torneira, nem a troca de um vidro de janela ou a contratação de uma diarista, sem que o zelador não arrancasse do pobre prestador de serviço uma gorda comissão. Como acontece com freqüência bem maior do que imaginamos, sobretudo nas selvas de pedra que são as grandes cidades, ele tinha transformado o prédio inteiro numa espécie de balcão pessoal de negócios. O zelador foi demitido, dessa vez com o meu voto.


As palavras da minha vizinha médica ficaram, no entanto, martelando dentro da minha cabeça, gerando uma série de perguntas. Haveria algum fundo de verdade nas idéias daquele cientista louco, Lombroso, segundo as quais cada um é, no fundo, aquilo que aparenta ser? Será o modo como tratamos nosso corpo, a forma de nos vestirmos, de falarmos, uma espécie de retrato da nossa alma, uma linguagem que o inconsciente utiliza para mostrar ao mundo e a nós mesmos aquilo que realmente somos?

Para começar, desde os tempos da Grécia Antiga nós somos vítimas e vetores de um mesmo pressuposto: aquilo que é belo é bom. Crença que, na prática, nos torna a todos, em maior ou menor medida, escravos da tirania das aparências. Um livro recém-lançado na França, O Peso das Aparências, do sociólogo Jean-François Amadieu, mergulha fundo na questão. Durante 30 anos, ele analisou estudos americanos e europeus sobre o tema e chegou a uma conclusão chocante: em toda a nossa vida, em todas as áreas, tanto no amor como no trabalho, nossa relação com os outros é condicionada pela nossa aparência.

Amadieu demonstra, por exemplo, como e quanto a beleza é uma formidável ferramenta de discriminação social que as elites impõem às classes mais baixas. É fácil verificar que, em todo o mundo, os padrões atuais de beleza são aqueles que os brancos americanos difundem através da televisão, do cinema ou das passarelas por onde desfilam as Giseles Bündchens da vida: juventude, altura, loirice, magreza. Quem é baixinho, gordo, tem o corpo malfeito ou o nariz grande demais enfrenta dificuldades muito maiores para se afirmar na sociedade.

:: Postado por Cris Passinato às 02:29 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia


Esses padrões atuais de beleza promovem, por sinal, até desastres de massa. Por exemplo, ir ao Japão, hoje, é um susto. Dono de uma formidável e multimilenar tradição cultural e estética, tão pura quanto o negror dos cabelos dos seus habitantes, esse país se deixou submergir pelos padrões americanos. Entre os resultados tremendos dessa influência, estão justamente os cabelos de milhares de adolescentes japoneses. Para eles, a grande moda é descolorir as cabeleiras com água oxigenada para ficar com a aparência de americanos... Todos loiros desbotados.

Queiramos ou não, a verdade é que estamos todos, desde o nascimento, submetidos à primeira das injustiças: a das aparências.

Um bebê recém-chegado ao mundo está no berço e a turma toda vem visitar os felizes pais. Você pensa que o olhar que lançam sobre a criaturinha é neutro, destituído de julgamentos? Engano seu. Um bebê lindo despertará os maiores sorrisos de ternura, enquanto um bebê menos favorecido em matéria de beleza deixará os adultos um tanto incomodados. Mesmo que a desvantagem seja pequena – orelhas de abano, alguma marca de nascença, traços assimétricos –, um físico pouco privilegiado será vivido pelos próprios parentes como um futuro handicap.

“Não se pode dizer que uma mãe ou um pai preferirá um filho mais belo que seus irmãos e irmãs”, diz Jean-François Amadieu. Mas os estudos provam que as atenções e cuidados dos pais serão diferentes segundo a criança ser bela ou feia. Por exemplo, uma mãe brincará muito mais com um filho se ele for bonito, enquanto insistirá muito mais na educação e na aprendizagem se ele for feio. Provavelmente por tal fato, o autor diz que, segundo as pesquisas analisadas, as crianças feias tendem a ter mais êxito nos estudos. “Pode-se falar aqui de um efeito de compensação à feiúra”, comenta Amadieu.

 


 
A beleza do estudante pode significar uma variação de até 40% nas notas.
Já na escola maternal, as crianças mais bonitas são privilegiadas. Os professores, via de regra, têm uma melhor opinião a respeito delas, lhes dão mais atenção, as avaliam mais generosamente. Todo esse tratamento privilegiado engendra na criança uma autoconfiança que a acompanhará durante toda a vida, acionando uma dinâmica do sucesso que prosseguirá na idade adulta. A seguir, no colégio e até mesmo na universidade, uma nota pode variar de 20 a 40% segundo a beleza do aluno. Os estudos provam que um estudante feio, porém de bom nível, não será desfavorecido em relação a um colega belo de mesmo nível. Mas, se o mais bonito for mau aluno, suas notas serão claramente supervalorizadas pelos professores.

“Muito mais que a criança bonita, a criança feia será julgada responsável pelos seus fracassos escolares”, nota Amadieu. Primeiro pelos pais, depois pelos professores, em seguida pelos empregadores. A beleza tem o valor de um diploma: ela enriquece nossas competências.

Depois de formado, você acredita ter se livrado da ditadura das aparências? Nem por sonho. “Uma aparência imponente é crucial no momento de se conseguir um emprego, bem como para uma boa integração ao corpo da empresa”, explica Amadieu. Ela permite uma avaliação mais positiva do desempenho e favorece um bom transcorrer da carreira. O candidato será inicialmente julgado por critérios exteriores: os cuidados que dispensa à sua pessoa, beleza física, boa educação e finura do comportamento, etc. Nas pesquisas de Jean-François Amadieu, 50% dos empregadores julgam que um físico sedutor constitui um critério importante de recrutamento.


Critérios negativos primários: peso excessivo, pouca altura, nariz muito grande, rosto sem graça, mãos curtas. Os mais bonitos são julgados mais inteligentes, mais charmosos, mais ambiciosos, mais calorosos, mais equilibrados, mais sociáveis e menos agressivos. Assim, numerosos especialistas do recrutamento consideram, conscientemente ou não, que uma personalidade equilibrada logo se vê a partir da aparência física da pessoa. Pior ainda, os estudos demonstram que para dois candidatos com diploma equivalente, o salário oferecido ao menos gracioso é quase sempre menor. Pesquisa feita na Inglaterra não deixa margem a dúvidas: ela prova que se os mais belos ganham um pouco mais do que a média nacional, os mais feios têm salários entre 10 e 15% mais baixos. “A beleza possibilita não apenas escapar ao desemprego, mas se transforma em vantagem salarial. A beleza é um capital humano que o mercado de trabalho reconhece financeiramente”, afirma Amadieu.

“Claro, preferiríamos que fossem os méritos de cada um a determinar a obtenção de diplomas, o acesso aos empregos, etc., muito mais do que critérios arbitrários e primitivos como o da simples aparência física”, completa Amadieu. “Mas é justamente revelando a verdade a respeito dessa discriminação que cada um de nós – particularmente os menos favorecidos pela beleza – pode elaborar estraté-gias visando limitar, e até anular, a pressão das aparências.”

 

:: Postado por Cris Passinato às 02:29 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Indicação do novo amigo

Amiga Cristiana, bem vinda ao meu ao meu "mundo", mas como me encontrou?
 
Gosto de conhecer pessoas, seres humanos autênticos, para me conhecer pode entrar no meu site em:
 
 
Somos uma comunidade muito unida, será bem vinda, visite-nos.
 
Um abraço.
 
Leonesv

:: Postado por Cris Passinato às 02:28 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Belmiro Ferreira da Silva

Brasil, campeao mundial de assassinatos - diz a ONU.
O livro "Cidadania, uma Conquista Solidaria" mostra como sustar o crime, mas depende de voce.
Veja www.geocities.com/belmirofs

:: Postado por Cris Passinato às 02:27 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Já passou, aaaaaahhhhh!

Coordenação: Vânia Moraes, Regina Sant'Anna, Jorge Ventura e André Cipolla 

Noite de Homenagem a Fernando Pessoa.

 *Roda de Poesia * Música  *  Dança  e Muita Alegria

 E MAIS! O aniversário  e a participação do ator, poeta, jornalista e nosso entrevistador

Jorge Ventura  em: "Um Dedo de Prosa"  (A revanche dos entrevistados)

Embarque com seu poema nesta viagem!

Sua Próxima Parada é no

ESTAÇÃO POESIA

29 DE OUTUBRO - SEXTA-FEIRA -  A PARTIR DAS 19:00H NO CAFÉ XANGÔ

Rua da Passagem, 172 - 2.º andar (ou piso) Botafogo, ao lado da Adega do Valentim.  

   Entrada: R$ 4,00  

DIVULGUE ESTE CONVITE!

Já passou, mas informem-se pra ver se haverá outro, vou mandar um e-mail, perdi e fiquei danada, pq tava como vcs sabem doentinha!

Bjs

:: Postado por Cris Passinato às 02:23 AM
::
:: Enviar esta mensagem

PALAVRA DO DIA

*********************************************************
* arquipélago *
*********************************************************
O mar Egeu, com suas ilhas paradisíacas, é um lugar de inefável beleza, porém o que mais atrai os turistas que visitam a região são os milhares de anos de história entesourados naquelas ilhas: em Lesbos, a dos poemas sáficos; em Rodes, a do Colosso; em Eubea, Naxos e Mikonos, pequenos elísios onde nossa cultura deu seus primeiros passos.

Em tempos muito remotos, o conjunto formado pelo que hoje é o Egeu e os mares Mirtoano e de Creta era chamado 'Archipiélogo', que significava 'mar principal', do grego 'arjós' (guia, chefe) mais 'pélagos' (mar). A palavra chegou a nossa língua em 1522, já com seu significado atual de 'conjunto de ilhas', através do italiano 'arcipielago', porém já existia desde muito tempo 'pélago', que se usava com o sentido de 'alto mar'.
********************************************************

Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 02:20 AM
::
:: Enviar esta mensagem

ALAN MIRANDA

 O Escuro

O estranho disso tudo é que ele sempre foi muito
apaixonado.
E na mesma medida, rejeitado.
Como a maioria de seus amigos também se queixava
disto,
achava que fosse até normal ser só,
e não esquentava muito,
apesar de doer.
E sempre doeu.
Quando pega a bicicleta para observar o dia
e, eventualmente, se apaixonar de novo,
não esperava que quase atropelasse aquela garota.
Do pé dela ele não pôde se desviar.
Por isso volta,
pede desculpas,
pergunta se está bem,
se acusa e se sentencia.
Ela apenas ri.
Ele ri também.
Aos poucos, vão parando.
Aí, aparece o silêncio. O assustador.
E assusta mesmo.
Por isso, voltam a rir.
O mesmo evento repete-se mais duas ou três vezes.
Até que o "assustador" ganha
e fica por um bom tempo entre eles.
É...
Apaixonou-se de novo...
E, apesar de abestalhado, não era burro.
Sabia que ela também.
E não fala nada mais.
Apenas pega a bicicleta,
diz "tchau",
ela responde,
e ele pega velocidade.
Ao atravessar a rua,
não percebe que é está feliz demais
a ponto de não ver o caminhão em sua direção.
Um caminhão bem grande,
tão grande quanto o seu espanto,
que é maior que o terror de uma hora dessas
em que a vida, obrigatoriamente,
se revisa diante dos nossos olhos.
E ele que vivera tão simplesmente,
sem ser notado por quase ninguém,
justamente naquele dia acontecia tudo de vez.
A vida lhe surgia com aquela garota
e o fim dela com aquele veículo.
Não havia tempo para correr e sair da frente.
Ele próprio quem se metera
entre o gigante de quatro rodas e seu itinerário.
Só pôde fazer uma coisa:
olhar para trás,
olhar para ela.
E com os olhos
lhe jurar o amor que nunca viveria,
e lhe dizer adeus,
e que odiava a vida,
e amava também,
e dizer que doía,
que doía,
que doía muito aquilo tudo que ele não entendia,
que mal começara a estudar vida
e já lhe entregavam à morte assim,
sem preliminares
e sem dor, provavelmente.
Realmente, iria morrer.
Porque isto tudo se passava muito rápido em sua
cabeça.
Um ou dois segundos,
talvez menos,
só o tempo de voltar-se para trás
após ver o caminhão
e trocar olhares com ela,
que neste momento,
é só íris,
retina
e incompreensão.
A buzina está alta,
ouvi-se o freio,
o fim cresce rápido e fisicamente à sua frente.
Ainda olha para ela,
não quer ir,
não quer ir.

Escuro.

Alan, o Miranda.

Visite-me: www.alanmiranda.blogger.com.br

O autor é ator e professor de teatro. Atualmente está
em cartaz com a comédia Donzelos Anônimos, com direção
de Fernando Marinho, na Praça Pedro Arcanjo, todas as
segundas-feiras de outubro, no Projeto Pelourinho Dia
e Noite (Salvador, Bahia).

:: Postado por Cris Passinato às 02:19 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Salmos

:: Postado por Cris Passinato às 02:16 AM
::
:: Enviar esta mensagem

ahahahaha

:: Postado por Cris Passinato às 02:16 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Tô vendo agora a despedida da Seleção do "Baixinho"

:: Postado por Cris Passinato às 02:13 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia

Êxtase

Luiz Maia

Quanta coisa bonita, saída d´alma dessa menina...

quanta energia e frescor escorrem de seus doces lábios....

...que me procuram, que buscam minha boca na madrugada escura,

onde só brilham seus olhos a imaginar,

num saudável delírio,

minhas mãos tocando seu corpo que me espera...

chama-me de poeta... de sedutor...

tu que me dizes coisas lindas,

que me seduzes com palavras

a ponto de sentir ciúmes das mãos que te fazem carícias,

nas noites mornas, em tua cama,

longe de mim....

pobre de mim...poeta que te ama e te deseja,

desgovernadamente, dia após dia...

sem sequer saber de ti...

-=-

http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 

:: Postado por Cris Passinato às 01:53 AM
::
:: Enviar esta mensagem

MÚSICA NOVA DA TITIA RITA!!!

Atenção moçada!!! 'MEIO FIO', a nova música de Rita, parceria de Roberto de Carvalho e Arnaldo Antunes chega hoje às rádios de todo Brasil!!! Fiquem ligados e bora pedir!

:: Postado por Cris Passinato às 01:50 AM
::
:: Enviar esta mensagem

BOM DIA COM PAZ!

                 

:: Postado por Cris Passinato às 01:49 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Vamos orar mais!

Se você leu esta oração, mude o número no título,
tirando o último algarismo somando um número a mais antes de
encaminhar esta mensagem para que as pessoas possam ver quantos já fizeram o mesmo.
 
Que Deus o abençoe!
(Apague o nome da pessoa que te enviou, anote somente
o número não acrescente seu nome, nem dados; mas a sua oração).
 
 
Que o Senhor Jesus o abençoe , ricamente!
 
Que o Senhor o abençoe, abundantemente!
 
Tudo de melhor em sua vida, em nome de Jesus!
 
Que a Luz se faça presente em seu caminho!
 

 


ATENÇÃO...ANIVERSÁRIANTES DO MES DE AGOSTO:


" A União faz a força "

:: Postado por Cris Passinato às 01:48 AM
::
:: Enviar esta mensagem

ORAÇÃO

 

Oração 7.705.312
 
Esta é uma oração poderosíssima.
Espero que a faça.
Leia, depois vai se sentir muito bem.
Permita que Deus seja o único poder em sua mente enquanto ler esta oração.
Se temos tempo para ler piadas, histórias longas,  devemos dar a mesma dedicação a esta oração.
Amigos que oram juntos permanecem juntos.
Eu aqui orei e estou orando, você agora...
 
Soberano Deus, te agradeço por este dia. Muito obrigado por poder ver e ouvir esta manhã.
Sou abençoado, porque és um Deus compreensivo e de perdão.
Tu tens feito tanto por mim, abençoando-me a cada dia.
Perdoa-me por tudo que te tenho feito, dito ou pensado que não seja agradável a Ti.
Agora, peço Teu perdão. Mantém-me seguro, afastado de todo o perigo.
Ajuda-me a começar este dia com uma nova atitude e muita gratidão.
Deixa-me fazer o melhor a cada momento, para clarear minha mente e assim, poder fazer Tua vontade.
Expande a minha mente para que possa aceitar todos os Teus desígnios.
Não permitas que me lamente das coisas sobre a quais não tenho controle.
Permite-me continuar vendo o erro através dos Teus olhos Senhor, e que possa reconhecer o mal.
E quando cometa pecado, permite-me arrepender-me, e confessar para Ti meu mau procedimento e, assim, receber o Teu perdão. Quando este mundo se fechar dentro de mim, deixa-me recordar o exemplo de Jesus, para ir para longe e encontrar um lugar afastado para lhe buscar e orar.
Esta é a melhor resposta quando me empurram mais além dos meus limites. Sei que quando não posso orar, Tu escutas meu coração. Continua utilizando-me para fazer a Tua vontade. Continua abençoando-me para que possa abençoar outras pessoas. Obrigado por minha Salvação através do Senhor Jesus Cristo.
Mantém-me forte para que possa ajudar aos fracos. Mantém meu ânimo elevado para que eu possa ter palavras de consolo para o outro. Rogo pelos que se perdem e não podem encontrar seu caminho e salvação.
Rogo pelos que sofrem mau juízo e não são entendidos. Rogo pelos que não Te conhecem intimamente.
Rogo pelos que apaguem esta mensagem e não a compartilhem com os outros.
Rogo pelos que não crêem. Mas Te agradeço, porque eu creio.
Creio que Tu mudas as pessoas e as coisas.
Rogo por todos os meus semelhantes.
Por cada membro da família e seus lares.
Rogo pela paz, o amor e a alegria dentro das famílias.
Que estejam sem dívidas e todas as suas necessidades sejam supridas.
Rogo para que cada pessoa que leia esta oração saiba que não há problema, batalha, adversidade, circunstância ou situação maior que o Senhor!
Rogo para que esta oração seja recebidas no coração de cada um que a leia, não que apenas a leia, para que cada olho que as veja ou cada boca que a proclame, confesse-a disposto: Esta é a minha oração.
Em o nome de Jesus.
Amém!

:: Postado por Cris Passinato às 01:47 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Luiz Maia com montagem fofa da Angel

Desejo a você um fim-de-semana prazeroso !

Aparências

Luiz Maia

Preocupa-me o destino sombrio das relações interpessoais. A informatização da sociedade aliada à violência nas grandes cidades têm levado as pessoas a saírem cada vez menos de suas casas. Aumenta o número de amizades virtuais em detrimento do contato pessoal. Vejo cada vez mais pessoas interagindo com as máquinas em salas de bate-papo, participando de listas de discussão, todas envolvidas com as facilidades da informática. Quase não vejo mais ninguém se encontrando nas ruas, pessoas felizes sem ter local certo para onde ir e muito menos hora certa para voltar.

É certo que muitas aparentam ser felizes, embora estando distante anos-luz da sadia participação no mundo real. A violência por si amplia a necessidade de ficarmos mais em nossas casas, como a nos proteger das maldades do mundo. Acostumados a viver em seus casulos, o homem segue caminhando sem muitas companhias. Quando somos forçados a nos afastar uns dos outros, banal e irreversivelmente, é porque algo anda errado nas relações humanas.

Essa divagação traduz a minha insatisfação, além do olhar crítico de alguém que não comunga com o desperdício do verdadeiro viver por parte de centenas de jovens hoje em dia. A vida tornou-se frenética e os prazeres duvidosos. Diante dessa realidade o homem passa por momentos de muita procura. Às vezes eu penso em me encontrar com pessoas reais, porque já não há mais tempo para nada. Preciso ver gente. Pessoas com as quais mantenho contatos virtuais diariamente, mas que nunca as vejo e pouco sei de suas vidas. Mas sei que esse meu desejo não vai florescer.

Essas coisas me fazem imaginar como seria oportuno um encontro para trocarmos um forte abraço, instante propício para ensaiarmos uma longa conversa. O meu entendimento de que as relações humanas estão cada vez mais empobrecidas certamente me conduzirá por caminhos que me levarão a inevitáveis lembranças. O certo é que já não existem mais encontros, nem os abraços, muito menos os toques de antigamente... Eu sinto falta por compreender que essas coisas oxigenam a vida.

O mundo entrou na era da informatização e não há mais volta. Sinto saudade do cheiro de flores, das idas aos bares, dos parques floridos e das sombras das árvores onde nos encontrávamos para uma simples conversa de fim-de-tarde. Como não sentir saudade de pisar no chão descalço, do jogo de bola, saudade de comer frutas em cima das mangueiras nos quintais. Eu só entendo a vida quando vivida em total comunhão com a natureza, entre pessoas que se amam e se querem bem.

Sinto a falta do calor dos abraços que já não são mais meus, da ausência de falas descompromissadas com preocupações outras, dos risos inconseqüentes e dos amores que estão por vir. Sou carente de coisas simples: das conversas amenas nos restaurantes à beira-mar de Olinda, do papo descontraído na alegria da chegada de mais um fim-de-semana, onde nos reuníamos à procura de um recanto aprazível para extravasarmos a nossa sede. São coisas simples que eu vivi um dia e que certamente davam um melhor sentido à nossa própria existência. Sou feliz. Mas o mundo envereda por caminhos que eu jamais escolheria para os meus filhos.

Abraço fraterno,
Luiz Maia
http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/
i c q: 100 105 154
SKYPE: luizmaia1
msn:
luizmaia1@hotmail.com

"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 01:42 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Natal sem Fome, Rio

Piedade Universidade Gama Filho Rua Manoel Vitorino, 533 (Térreo)
  Rio Comprido Instituto Padre Leonardo Carrescia Rua Barão de Itapagipe, 96
  Rocha CEDAE Rua Frei Pinto, 93
  São Cristóvão Microlins Rua São Luiz Gonzaga, 143
  Sebrae Rua Zé Gonzaga, ao lado da CEF - Centro de Tradições Nordestinas
  Tijuca Sebrae Rua Soares Costa, 10-Loja 331-Shopping 45
  Vila da Penha Microcamp Av. Meriti, 1795
  Vila Isabel RT Imobiliária Rua Teodoro da Silva, 546
  Vila Valqueire Microcamp Estrada Intendente Magalhães, 555

:: Postado por Cris Passinato às 01:33 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Natal sem Fome, Rio

Humaitá RT Imobiliária Rua Cesário Alvim, 37
   Jd. Botânico RT Imobiliária Rua Nascimento Bittencourt, 52
  Leblon Six Amies Coiffeur Av. Ataulfo de Paiva 566 / 210
  Rocinha  Sebrae Via Ápia, 8 - Sala 201
  São Conrado RT Imobiliária Est. da Gávea, 681
  SMR Comunicações Est. da Gávea, 827 - Loja A
Méier CEDAE José Bonifácio, 528

:: Postado por Cris Passinato às 01:32 AM
::
:: Enviar esta mensagem

NATAL SEM FOME, RIO

Botafogo Botafogo Praia Shopping Praia de Botafogo, 400 - 5° piso
  Condomínio Edifício Centro Empresarial Mourisco Praia de Botafogo, 501
  RT Imobiliária Praça Radial Sul, 53
  RT Imobiliária São Clemente, 114
  Sebrae Rua Real Grandeza, 293 - 1º andar (Parte)
  Copacabana RT Imobiliária Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1302
  Flamengo Condomínio Edifício Praia do Flamengo 200 Praia do Flamengo 200
  Gávea Sebrae Rua Marquês de São Vicente, 52 - Quiosque no final do corredor
  Glória Saveiros Tour - Turismo e Navegação Rua Conde de Lages, 44, sala 1001 - 1° andar

:: Postado por Cris Passinato às 01:31 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Jornal Ecos

Jornal/Ecos
está no ar
4ª Edição

Editores:Vânia Moreira Diniz e Fernando R Oliveira
http://www.ferool.info/ecosindex.htm

:: Postado por Cris Passinato às 01:30 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Oração

:: Postado por Cris Passinato às 01:28 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Psiu Poético

Atenção Poetas!
.
Quem se inscreveu pela internet mandando os poemas para participar do XVIII Salão Nacional de Poesia Psiu Poético deve entrar em contato novamente, através deste e-mail(psiupoetico@yahoo.com.br) para receber o Certificado de Participação.
Mande uma mensagem com o assunto: [CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO], e na mensagem, o seu nome e endereço, e a coordenação do Psiu entrará em contato o mais breve possível, enviando o certificado.
.
.
Aguardem, 2005 tem mais Psiu Poético!!!


Visite nosso sítio: www.psiupoetico.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 01:27 AM
::
:: Enviar esta mensagem

LUALMA

Amigos & amigas
já está no ar as novidades de literatura, música, teatro, humor, eventos, infantil, erótico e muito mais.
É só acessar: http://varejosortido.weblogger.terra.com.br e fique por dentro!
Não deixe de participar da Promoção do:
 
Um bom final de semana paratodos.
Luiz Alberto Machado
Editor do Guia de Poesia
AQUELE PAPO: se este mail estiver incomodando é só devolvê-lo com o assunto "REMOVER" que entenderei. Beijabrações.

:: Postado por Cris Passinato às 01:27 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Editora Vozes

ÉTICA, INDISCIPLINA & VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

Nelson Pedro Silva

216 p.

Preço: R$ 26,00

O autor, defensor das idéias do pensador Jean Piaget e do especialista em psicologia da moralidade humana Yves de La Taille, procura responder no livro àquelas questões sobre indisciplina e violência nas escolas, que têm deixado angustiados os "profissionais da educação". O livro traz algumas justificativas em relação a tal fenômeno; analisa as causas para o aumento brutal de sua ocorrência; divulga opiniões especialistas, sobretudo nas suas articulações com a moral e a ética; apresenta e discute, finalmente, soluções que podem ser implementadas com a finalidade de minimizar o problema, atual e controverso no cenário educacional brasileiro.

Biografia do autor

Nelson Pedro Silva é psicólogo formado pela Unesp, mestre em Psicologia da Educação (PUC-SP) e doutor em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela USP-SP.

 
Mais informações, favor entrar em contato.
 
Carla Coelho
Assessoria de Comunicação
EDITORA VOZES "UMA VIDA PELO BOM LIVRO"
Rua Frei Luís, 100 - Petrópolis - RJ (25689-900)
Tel.: (24) 2233-9000 ramal: 9028
Fax.: (24) 2231-4676
Cel.: (24) 9955-2730
E-mail: imprensa@vozes.com.br
Site: www.vozes.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 01:23 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Msg de Nell

Boa Noite,

 
    Alguns de vocês sabem que estou precisando de uma cadeira de rodas motorizada, e sem condíções de adquirir. Uma amiga muito especial, está oferecendo duas apresentações de sua Companhia de Dança para arrecadar o dinheiro para a compra desta cadeira de rodas!
    Assim, estou enviando este e-mail para todos amigos e listas de discussões que participo.
 
    Espero encontrá-los para assistirmos juntos.  Conto com a juda de vocês para divulgar também!
 
    Maiores informações, me escrevam!
 
    Muito obrigada,
    Mirela Goi
 
 
    Abaixo, cartaz de Divulgação!
 
 
 
 
 
Dançarinas

 

Fernanda Yazbek

Lucy Hadarah

Merit Aton

Milena Barndão

Natacha Tássita

e

Rosana Cavenago

 

Cia de Dança The Eastern Side

Há 10 anos transformando poesia em movimento...

sob a direção artística de Merit Aton (Mayra Moreira)

 

Veja o release no site: http://www.meritaton.com.br

 

 

PS: Os convites só serão vendidos antecipadamente, pessoalmente ou através de deposito bancário!
Para maiores informações escreva para m.goi@terra.com.brv

:: Postado por Cris Passinato às 01:04 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Eliane Gonçalves e Marcos Milhares

Queridos!
Hoje, dia festivo para os que usam a mágica das palavras como fonte de expressão diante do altar da vida.
Ser poeta...o que seria ser poeta?
Deixo com vocês um poema de Marcos Milhazes e meu, como forma de agradecimento aos emails recebidos pelo dia de hoje.
       
Aos meus queridos trovadores!
 
Com carinho,
Eliane Gonçalves
 
A Poesia dos Poemas

A luz nasce dentro do poeta.
As letras caem em sua direção,
como pingos de chuva de verão.

Anunciação de uma briga de caprichos.
Os poemas exigem seu espaço.
Grita os versos: sou mais rápido e objetivo!

Afirma a estrofe.
Sem mim nunca haveria
para vocês um sentido completo.

A inspiração invoca a bandeira branca.

Vocês poemas, versos e estrofes,
 juntos profeciam
o rítmo das rimas.

Expõe a sensibilidade das mãos
 numa caneta,
ou, o coração na ponta de qualquer coisa que escreva.

Enfim.

Como resultado dessa briga bizarra
e a mente aguçada e lúcida como a Lua
e a transparência de uma noite
por vezes,
nasce como por milagre
Um poema mágico.....

Marcos Milhazes***

 
Manifesto de poeta
 
Lá vem a noite
Cheia de charme
Tentando me envolver
 
Pego caneta e papel
Busco na rima
O ritmo da emoção
 
Fico parada
Anestesiada...
Ouço a voz do meu coração
 
Levanto num gesto de protesto
Escrevo em tom de manifesto
Feito em forma de verso
 
Registro emoções
Sem a pretensão
De ser escritor
 
Sinto que sou criador
Da mais linda poesia
O Amor...
 
Eliane Gonçalves***v

:: Postado por Cris Passinato às 01:02 AM
::
:: Enviar esta mensagem

TODO VAPOR

Esse é o informativo de shows, eventos e novidades relacionadas ao guitarrista Alex Martinho, além de seu trabalho com as bandas TODO VAPOR e 2112. Para informações de cadastramento/descadastramento dessa lista de emails, verifique o final dessa mensagem. Obrigado pela atenção!


Agenda da Semana
 
TODO VAPOR - ao vivoShow do TODO VAPOR em Niterói
24 de Outubro (Domingo), às 19:30hs
Mercado Alternativo (Feira de Moda, Arte e Cultura - www.mercadoalternativo.net)
End: Estádio Caio Martins - Icaraí - Niterói - RJ (Esquina da Rua Pres. Backer com Av. Roberto Silveira)
Ingressos: somente R$ 3,00
----------------------
Resumo: A banda Rock/Pop Todo Vapor é formada por Rafael de Castro (Voz), Alex Martinho (Guitarra), Fabio Lessa (Baixo e Vocais) e Rodrigo Martinho (Bateria). A banda lançou em 2003 um CD promo com duas faixas que já estão tocando bastante no interior do país, e prepara o CD de estréia completo para o início de 2005. No show, além das músicas próprias, diversas versões nacionais e internacionais super bacanas, de artistas como U2Jamiroquai, Rolling Stones e Barão Vermelho, entre vários outros, em um set acústico e outro convencional. Vale conferir!
 
Mais Info (MP3s, fotos, letras, agenda, contatos): www.todovapor.com.br
 
 
 

Outras notícias:
 
- Os guitarristas Alex Martinho e Sydnei Carvalho também estão à todo vapor no lançamento e divulgação do novo CD "Intensity". Os shows de lançamento em SP serão nos próximos dias 22 e 23/10 (mais detalhes em www.intensity.com.br). Além disso, há várias entrevistas, matérias e resenhas sobre esse trabalho saindo em boa parte da mídia especializada, como a Guitar Player, Cover Guitarra, Mosh, Backstage, entre várias outras publicações. No site GuitarX também há uma nova entrevista, leia-a visitando www.guitarx.com.br .
 

 
 
 
PARA SE CADASTRAR / DESCADASTRAR DESSA MALA DIRETA:

-> Para não receber mais nossa agenda, é simples, responda a esse email com o assunto (subject) RETIRAR
-> Para entrar na lista, envie um email para
info@martinho.com com o assunto (subject) CADASTRAR

Importante: Nós não queremos incomodar ninguém contra a vontade. Formamos nossa lista com pessoas que nos pedem em shows e por email, e através de contatos com outras bandas e músicos amigos, que nos forneceram endereços de pessoas que supostamente se interessariam pelo nosso trabalho. Gostaríamos de nos desculpar se esse não for o seu caso - e aí, basta seguir o procedimento de descadastramento acima, para sair da lista, e nunca mais receber esse informativo. Obrigado pela atenção!

:: Postado por Cris Passinato às 12:59 AM
::
:: Enviar esta mensagem

LUIZ MAIA

Você é isso...

Luiz Maia

 

Você é isso....

O luar.. o céu.. o mar..

Tudo em você é pura poesia.

Você é isso

Benção divida

Sonhos e estrelas

A iluminar os seus caminhos.

Você é isso

Verdes campos colossais

Flores, rosas e orquídeas

Canto manso de pardais

Você é isso

Uma prece divinal

Silêncio que invoca paz

É toda amor celestial.

-=-

http://geocities.yahoo.com.br/maialuiz/ 

:: Postado por Cris Passinato às 12:56 AM
::
:: Enviar esta mensagem

TRIBUTO A LUIZ VIEIRA

 

Tributo a Luiz Vieira

                                                                                            Por  Luiz Maia

Começar o dia ouvindo a melodia de um artista do nível de Luiz Vieira é prazeroso para mim. Transporto-me para um tempo distante que marcou a minha vida. É certo que sou um saudosista por olhar ao lado e não escutar mais músicas como as de antigamente. Pura poesia era o que ouvíamos. Relíquias que soavam como verdadeiros bálsamos às nossas almas.

Hoje tudo é fugaz. Vivemos na era do descartável. Como então não sentir saudade desse cancioneiro popular? Claro que pertenço a um tempo em que os maiores compositores brasileiros escreviam de fato músicas. Quisera não ser romântico, muito menos sensível às coisas belas porque assim não sofreria ao fazer inevitáveis comparações entre a Arte exercida ontem e a pobreza a que assistimos atualmente.

Dói-me sobretudo quando vejo meus sobrinhos, entre tantos outros jovens iguais a ele, ignorando inúmeras canções feitas para nos embalar, marcando gerações inteiras. Foi-se o tempo em que a boa música adoçava a nossa vida. Músicas que traziam o carimbo do bom gosto e apurada sensibilidade.

Poetas como Luiz Vieira jamais deveriam ser esquecidos. Que maravilha seria ver adolescentes tendo o privilégio de escutar suas músicas sendo executadas nas rádios e nos programas de tevês do Brasil. Uma forma também de ver preservadas a Arte e a memória de uma época rica em valores culturais. Gostaria de vê-lo elevado ao mais alto patamar, pois artistas como ele deveriam ser sempre reverenciados. Ele  merece de todos, no mínimo, o devido reconhecimento pela maravilhosa Arte que nos foi legada.

:: Postado por Cris Passinato às 12:55 AM
::
:: Enviar esta mensagem

SINTONIA FINA COM NELSINHO MOTTA

Cariocas, não percam!

Nesta terça-feira, dia 19/10, no Fashion Mall de São Conrado:
Sensacional show do Limusine Negra, banda de funk-samba-soul gaúcha
com um grande front-man, Gil Soul e ótima musica.
Alegre, dançante, ultra-suingada e cheia de malandragens e tradições do Black Rio.
É as 19hs, de graça.

Alô amigos do Sintonia Fina,

Como todo mundo sabe, poucas coisas são mais chatas do que noites de autógrafos, para o público e para o autor, mas é uma tradição, se não fizer parece que o livro não existe.

Então, para animar a festa, pensei em pedir a queridos e talentosos amigos que lessem os 3 primeiros capítulos de “Bandidos e Mocinhas“ na Livraria da Travessa no RJ, na noite de 4 de outubro, e eles deram um show de bola.

Agradeço ao talento e generosidade de Marília Pera, Fernanda Torres, Lázaro Ramos, Edwin Luisi e Rodrigo Penna que fizeram o sucesso e a delícia da noite.

Nas próximas noites de autógrafos pelo Brasil vamos exibir o registro em vídeo dessa leitura dramático-sexy-cômica, que apresenta ao vivo os personagens principais e as tramas de mistério deste pulp fiction carioca.

Próximas paradas:



:: Postado por Cris Passinato às 12:54 AM
::
:: Enviar esta mensagem

INFORMATIVO SINTONIA FINA 19.10.04

DEEP HOUSE CLASSY ABALA SONAR PAULISTA
PUNK N’ BOSSA, O IMPOSSÍVEL ACONTECE. E FUNCIONA.
ELETROBOSSA CARIOCA FAZ SAMBA JAZZ DU BÃO
UMA FILHA DA BOSSA E SUA VOZ DE CRISTAL
DAVI E IVETE STILL IN LOVE. EM DISCO.
SABIÁ JAPONESA GORJEIA EM PORTUGUÊS
DUPLA BRAZUCA NO CORAÇÃO DO JAPÃO
O SOM FASHION DE SHIBUYA NAS ONDAS DO SURF

DEEP HOUSE CHIC ABALA O SONAR PAULISTA

O musico e DJ inglês Matthew Herbert é considerados um dos produtores mais consistentes e inteligentes da música eletrônica atual. Com background de música clássica (ele estuda piano e violino desde os quatro anos de idade) este filho de um técnico da BBC se apresenta sob vários codinomes, faz apresentações performáticas usando objetos do dia a dia, quase como um Hermeto Pascoal da música de vanguarda eletrônica. Nessa bela canção "Suddenly˜, que vamos ouvir agora nós temos os vocais luxuosos de sua parceira criativa e sua mulher, Dani Siciliano. Ambos estiveram recentemente no Sonar e arrasaram. Uma deep house de classe.

UMA ELETROBOSSA E SEU SAMBA JAZZ

O samba-jazz de Sergio Mendes e do Tamba Trio e o samba-rock de Jorge Benjor são dois subgêneros da bossa nova que se desenvolveram no Rio de Janeiro nos anos 60, onde depois explodiu o samba-funk nos anos 70. Hoje são esses estilos musicais, que se tornaram tipicamente brasileiros, que mais fascinam as novas gerações de músicos que trabalham na integração dos beats eletrônicos com as levadas de samba e bossa nova e funk-jazz americano. A dupla carioca, Edson X e Michel Freidenson, fez todas as programações, percussões e teclados e ainda contou com um ótimo time de músicos convidados para produzir “Eletrobossa Nights”, lançado pela Azul Music. Vibrações musicais dos anos 70 com timbres e beats contemporâneos. “Chiquito”, que abre o disco, mostra bem o som da dupla.

UMA FILHA DA BOSSA E SUA VOZ DE CRISTAL

Os japoneses são loucos por música brasileira e especialmente por bossa nova. São revistas especializadas, clubes noturnos movidos à música brasileira ao vivo, muitos e muitos discos sendo lançados. E não contentes em lançar discos de música brasileira que não existem em CD no Brasil, estão produzindo cada vez mais discos no Rio de Janeiro, especialmente para o gigantesco mercado de discos japonês, o segundo maior do mundo. Um lançamento interessante é o CD ‘Filhas da bossa’, que apresenta a nova geração de cantoras bossa nova, como Tatiana, Ana Martins, Marianna Leporace e principalmente a jovem Kay Lyra, filha de Carlos Lyra, um dos gigantes da bossa nova. Ela tem uma voz linda e delicada, é afinadíssima e gravou uma excelente versão de uma música que é um clássico de João Gilberto, o rei dos reis: “Isaura”. Mas a Kay vence o desafio, dá um show de elegância e muitas esperanças em um belo futuro musical.

SABIÁ JAPONESA GORJEIA EM PORTUGUÊS

A Chie é uma japonesinha danada. Estudou arte dramática nos Estados Unidos durante sete anos e quando voltou ao Japão, logo na sua primeira peça de teatro, tinha que cantar uma musica de jazz em inglês. E arrasou. E começou a se apresentar como cantora e sempre o público pedia bossa nova e assim ela se tornou uma cantora de bossa nova e séria candidata a revelação do ano com seu primeiro disco, onde canta todas as musicas em português quase perfeito, com um mínimo sotaque que até dá um charme extra à sua pronúncia. Entre as melhoras faixas do disco que a Chie gravou no Rio com a produção e o magnífico violão do Celso Fonseca está a música que Caetano Veloso compôs especialmente para Marisa Monte. Uma musica lindíssima, mas difícil de cantar, ultra sofisticada, que exige muito do intérprete e se chama “Sou sua sabiá”. Com uma cantora japonesa de altíssimo nível técnico e pronúncia charmosissima.

DAVI E IVETE STILL IN LOVE. EM DISCO.

Davi Moraes e Ivete Sangalo se separaram como marido e mulher e isso é problema deles, para nós o que interessa é que deixaram belas marcas musicais, tanto no trabalho dela como no dele. No seu novo disco, Davi continua um músico sensacional e amadurece como cantor e compositor, cercado por grandes músicos de sua geração, uma usina de som e de suingue. Mas uma das faixas mais bonitas e surpreendentes no meio de tanto peso e balanço é a ultra-romântica “I’m still in love”, com a Ivete voltando ao início de sua carreira de crooner de soul romântico e arrasando nos vocais quentes e suaves. Davi Moraes e Ivete Sangalo, juntos para sempre em “I’m still in love”. Em Sintonia Fina.

PUNK N’ BOSSA, O IMPOSSÍVEL ACONTECE. E FUNCIONA.

A Nouvelle Vague foi um movimento cinematográfico surgido na França no final dos anos 50, mas para os mais jovens é a última novidade da música francesa cool e moderna. Formado pelos produtores Marc Collin e Olivier Libaux, eles acabam de lançar um álbum chamado “Nouvelle Vague” onde cantoras desconhecidas reinterpretam clássicos punks dos anos 80 e 90. De Joy Division ao Public Image Limited, o P.I.L., do Clash ao The Cure. Barulhento e raivoso? Pelo contrário. O disco é todo em clima de bossa nova, jazz e pop dos anos 60, doce como mel. Vamos ouvir agora “This is not a love song” do P.I.L., a banda que John Lydon fez quando saiu do Sex Pistols em 78. Essa música foi mega hit na parada britânica em 83 e aqui ganha versão fofinha com a vocalista Melaine Pain.

DUPLA BRAZUCA NO CORAÇÃO DO JAPÃO

Todos os anos uma cantora e compositora brasileira se apresenta em temporadas nos melhores clubes de jazz do Japão, lança regularmente seus discos, recebe críticas consagradoras e vende muito mais do que no Brasil. É o caso da carioca Joyce, um dos grandes talentos da primeira da imensa MPB dos anos 70, que é uma das muitas artistas brasileiras que caíram no gosto dos japoneses e são tratadas como princesas do Oriente. E tanto que a Sony japonesa lançou com ótimas criticas um CD só com duetos de Joyce em suas temporadas nos Blue Notes de Tóquio, Osaka e coisa tal. Um dos melhores encontros é com João Donato, se bem que qualquer encontro com João Donato é bom, mas no caso eles não só cantam e tocam juntos como são os parceiros dessa típica pérola donatiana, de uma aparente simplicidade absoluta que resulta em uma elegância sem igual.

:: Postado por Cris Passinato às 12:54 AM
::
:: Enviar esta mensagem

SOM FASHION DE SHIBUYA NAS ONDAS DO SURF

O Natural Calamity é um trio composto por 2 japoneses Shunji Mori e Kuni Sugimoto e o vocalista americano Stephanie Heasley. Eles formaram o trio no final dos anos 90 na mesma época que outra banda japonesa, o Pizzicato 5 e fazem parte de uma rica cena musical chamada Shibuya-Kei, em homenagem ao mega ultra fashion bairro de Tokyo ,Shibuya. O som que vamos ouvir agora, “Dark Waters & Stars” é de 98, mas está presente numa compilação recém lançada no Brasil, a “Thicker than water”, na verdade a trilha sonora de um DVD de surf do músico e surfista Jack Johnson. Música para olhar as estrelas no SF com os japa-americans do Natural Calamity.


Rádio Globo FM - RJ
Pílulas: de segunda a sexta-feira (10hs e 17hs). Programa: quarta (22hs) e domingo (10hs)

Eldorado FM - SP
Pílulas: de segunda a sexta-feira (10:50hs - 14:50hs - 19:20hs) sábado e domingo: 5 vezes por dia (9:50hs -12:50hs -16:50hs - 19:40hs - 21:50hs)

Guarani FM - BH
Pílulas: de segunda a sexta-feira (08hs e 15:15hs). Programa: quarta (22hs) e sábado (11hs)


Rádios Itapema - SUL, Porto Alegre, Florianópolis, Santa Maria, Caxias do Sul e Joinville:
Pílula: de segunda a sexta-feira (meio dia). Programa: quarta-feira (21hs)




Para mais informações, por favor entre em contato: adriana@sintoniafina.com.br

Se a sua cidade ainda não tem o Sintonia Fina em alguma rádio, sintonize na internet no site da Rádio Globo FM.

:: Postado por Cris Passinato às 12:53 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Sua Cara

Bom dia!
 
Fazia tempo que eu não aparecia,hein?
 
Sorte a sua!
 
Voltei para contar uma história verídica, sobre um velho tema, sempre atual.
 
É um alerta que interessa a todos.
 
 
Desejo-lhe uma ótima semana.
 
Abraços,
 
Carlos.
 
PS: se ao final da leitura você quiser saber se a fábrica, na Itália, vai receber uma cópia do texto, tenha a certeza que sim.
 
 
  www.suacara.com   
 
 

:: Postado por Cris Passinato às 12:29 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Carvalho Branco (minha querida mãezinha)

 

CONTRAPONTO  DE  AMOR

                                   (Carvalho Branco)

 

No rodamoinho da vida,

sigo em frente e vou girando...

Senhora de Aparecida,

      até onde, até quando?!...

Talvez seja canto do cisne

fazendo com que se tisne

de prata meu acalanto...

 

Para matar a saudade,

vou assim te rebuscando,

plena de sensualidade,

pouco a pouco te amando...

Ao entrar em comunhão,

o meu com o teu coração,

   sabemos que é verdade...

 

É tudo tão virtual,

que não é nem bem ,nem mal...

e já tinha acontecido,

       não sendo um elo perdido...

Se ainda poderá ser

renovada tal vivência,

nada está a se perder

    e se ganha experiência...

 

Quem espera sempre alcança!

Revive-se a esperança

a cada novo amanhecer,

     porque o esperar é viver...

Essa espera é a aventura

que se vive com prazer:

inebria-nos, tortura,

o jogo do bem-querer!

 

Em nossas almas perdura

essa incrível sensação

de ser tudo travessura

   do Pai dessa Criação...

Amores desenganados,

almas e pares trocados

      e casais sem mais paixão!...

Qual será a conclusão?

 

Se nesse mundo real,

tudo é festa e fantasia

-chuva, sol e carnaval-

espargimos alegria,

mergulhamos na ilusão

deste sonho virtual...

trocando beijo por beijo,

   fazendo amor nesse ensejo...

 

Amor feito de desejo,

nos jardins do Paraíso...

troca de juras, sem pejo,

entre um afago e um sorriso.

Nada é mais natural...

  Tempero de mel e sal...

anjos em canto coral,

    ao toque de um realejo!...

 

 

Em resposta ao poema !Encontro de Amor", de Marcial Salaverryv

:: Postado por Cris Passinato às 12:21 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Minha amiga, educadora, poetiza, Mazé!

A poesia é a expressão maior do nosso pensamento,

que vai muito além do horizonte com toda a nossa imaginação expressa em versos.
Mostra para as pessoas o que de mais sublime existe em nossos corações,
a beleza interna de quem a escreve.
Mazé
Outubro de 2004

:: Postado por Cris Passinato às 12:19 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Uma amiguinha...

http://www.informaze.cjb.net

Este é mais um dos meus cantinhos.

Beijos

Mazé

:: Postado por Cris Passinato às 12:17 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Palavra do Dia

******************************************************************
* plástico *
******************************************************************
A origem mais remota que se conhece desta palavra é o grego 'plastikós', um adjetivo que se refere à arte de modelar em cera ou argila, que os gregos chamavam 'plasma' e a seu resultado 'plastos' (formado, modelado), palavras aparentadas com o verbo 'plassein' (amassar ou modelar). Nas línguas modernas, 'plastic' aparece em 1632 em inglês para designar as artes plásticas; em 1791, como adjetivo que se aplica àquilo que pode ser modelado e, em 1879, como a cirurgia para eliminar cicatrizes ou modelar o rosto ou membros: 'plastic operation'

Em português, plástico aparece por volta de 1950, na onda da vertiginosa expansão  dos materiais plásticos derivados do petróleo que, a partir dessa época, tornaram-se matéria prima de milhares de produtos industriais.
******************************************************************

Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 12:17 AM
::
:: Enviar esta mensagem

CDS BARATOS

Promoção ,
hotlinecd.com.br
 
Cd´s pelo menor preço !
A Partir de R$ 12,90
 
           
 
Visite o nosso site e veja mais promoções ...

:: Postado por Cris Passinato às 12:01 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Monólogos de uma amiga...

Monólogos

- Ano II -

(in) possível (mente)

 

 

 

Há um signo no outro lado da palavra.

A chamada linguagem sub-textual que João Maria não entende.

Essa, aliás, não é a sua área.

. Tenta concentrar-se.

E deixar para depois do exame a leitura do bilhete que Inês lhe deixou no vidro do automóvel.

Resiste apenas dois segundos.

- Preciso urgentemente de falar contigo. Encontramo-nos, às seis, no Galeto.

Não. Não faz sentido.

Lembra-se. O exame. O mundo. O futuro. Os amigos. Todos os planos que ao longo de seis anos foi arquitectando. O estágio em Florença…Duarte…Bernardo…O convite da ONU para Timor…Gonçalo…Rosarinho…Filipa…a praia da Areia Branca…as noites quentes…corpos em suave abraço…Maria/In

- Preciso urg

Talvez não!

Não pode ser. Não faz sentido.

Recorda-se da véspera, quando ao sair da Faculdade, encontrara Mariana e Inês segredando... apanhara no ar… “a amiga grávida. Imagina!. pai. melhor amigo.”

 

 

Mariana entrou na sala devagar. O olhar em volta. Um sorriso parado a meio.

Inês foi muito mais rápida. Despachada, como sempre. Aliás, fora ela que colocara, no vidro do carro de João Maria, a folha de papel dobrada em quatro.

 

 

“.melhor amigo…Imagina!.”- a frase corrói e dói – “pai.”

Não. Não faz sentido.

. O bilhete escorrega.

Cai no chão.

João Maria precisa de concentrar-se.

Tudo depende desse exame…

:: Postado por Cris Passinato às 11:53 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Monólogos

Pedro, despistado como sempre, entra na sala e “aterra” junto à secretária. Senta-se.

– olá, João. que trombas, pá!

Lê as folhas de exame.

parece que este foi feito propositadamente cá p’ros ginjas.

. Continua sem perceber o silêncio do amigo.

João Maria, a malta safa-se. o exame é de caras, meu!

. O mesmo silêncio.

bolas. hoje estás apanhado de todo… não há pachorra.

Mergulha nas perguntas/respostas. Rói a esferográfica.

A imagem de Mariana, sobrepõe-se. Levanta os olhos e imagina-lhe o rosto meio encoberto pelo mar. Os cabelos colados à face. A frescura dos corpos. O amplexo no calor da areia. Areia Branca. A noite…

Sacode os pensamentos. Xô. Termina a prova.

precisas de ajuda?

. De novo o silêncio.

:: Postado por Cris Passinato às 11:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Monólogos

népia. não tenho estômago para “birrinhas de tipos café com leite”.

Prepara-se para sair. Repara na folha dobrada em quatro, caída, no chão.

. Agarra-a.

- Preciso urgentemente de falar contigo. Encontramo-nos, às seis, no Galeto

Lê.

Reconhece a letra de Mariana.

Olha o relógio. Corre.

 

 

Inês – que horas são?

o teste não me correu mal. e a ti?

acho que dá para safar - e

enquanto espera por Mariana, tem tempo para certificar-se de algumas respostas. Gonçalo, Diogo, Leonor e ela rodeiam a mesa da sôtora.

Discutem pormenores e aguardam a saída. O toque. Agudo. Vibrátil.

Inês, deixa o grupo e junta-se à amiga. Olha-a, pela primeira vez, com atenção… estranha…

estás mal disposta?

não. é do calor – responde-lhe Mariana.

Saem juntas.

:: Postado por Cris Passinato às 11:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Monólogos

Às seis horas em ponto, entram no Galeto.

olá, Pedro.

olá, miúdas. vocês sabem o que se passa com o João Maria? tentei falar com o fulano, mas nem bom dia… está com um mau perder!

Mariana olha em volta.

Inês, irónica como sempre, atira para cima da mesa mais uma das suas frases bombásticas

ah, não sabes? bom, também não admira num despistado como tu.

o João Maria anda a atravessar uma fase a que os psicólogos chamam depressiva

 ( ri )

os pais separaram-se. e, segundo dizem, o pai…

… poupa-me,

com a idade dele e ainda com crises existenciais?

betices!

O jogo subtil de palavras acentua-se. O ardil.

Inês inventa. Pedro acrescenta.

Mariana olha em volta.

 

 

Há um silêncio no outro lado da palavra.

Não escrita.

Mariana levanta-se.

Tudo faz sentido.

Aproxima-se da porta. João Maria estende-lhe o beijo.

A face.

Entre os dois não há exames, testes de matemática, frases bombásticas.

 

João Maria pergunta baixo

E o teste?

Positivo.

 

 

Gabriela Rocha Martins

:: Postado por Cris Passinato às 11:52 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Frei Giribone - Evangelho (católico)

“DEUS OLHA PARA O CORAÇÃO HUMILDE”.

 

Queridos irmãos e irmãs,  louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!!!

 

A humildade é a chave de nosso relacionamento com Deus. Todos somos sujeitos a falhas como pessoas humanas, mas devemos sempre seguir em frente com nossa missão sem nunca desanimar. Quando somos humildes diante de Deus, estamos colocando a nossa confiança só em sua pessoa. Deixamos de lado nossos planos pessoais para absorvermos o que Ele quer de nós.

 

OREMOS: Deus eterno e todo-poderoso, aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade e dai-nos amar o que ordenais para conseguirmos o que prometeis. Por nosso Senhor Jesus Cristo na unidade do Espírito Santo. Amém.

 

 

EVANGELHO (Lc 18, 09-14):

 

Naquele  tempo, Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros: “Dois homens subiram ao templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos. O fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: ‘Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. Eu jejuo duas vezes por semana, e dou o dízimo de toda a minha renda’. O cobrador de impostos, porém, ficou à distância, e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito dizendo: ‘Meu Deus, tem piedade de mim que sou pecador!’ Eu vos digo: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado, e quem se humilha será elevado”.

 

"MEU DEUS, TEM PIEDADE DE MIM QUE SOU UM PECADOR”

O reconhecimento das suas limitações da parte do pecador, faz com que ele saia mais justificado da oração do que aquele que se considerava justo diante de Deus. Na realidade Deus não quer uma perfeição infértil de amor em nossa vida. Mesmo que tenhamos cometido muitas vezes grandes falhas, precisamos nos levantar e ver o bem que podemos fazer se formos humildes.

A passagem do evangelho é muito semelhante a parábola do filho pródigo. Aquele que mais ama é o mais feliz. Deus quer ver a nossa motivação em fazer o bem e não as falhas que acontecem nos percalços de nossa  vida.

Reconhecer o que somos diante de Deus é fruto da verdadeira oração que deve  fazer que nós cresçamos nas virtudes. A nossa vida não é isolada da realidade do que somos. Quanto mais rezamos mais percebemos a presença amorosa de Deus que é infinitamente misericordioso.

A oração do fariseu estava recheada de orgulho e soberba. Ela nos transparece a independência de Deus Criador de todas as coisas que ama o justo e o pecador e quer que todos, sem exceção,  façam parte de sua felicidade.

Não podemos nos culpar e nem nos exaltar, mas devemos entregar nossa vida a Deus. Devemos ter certeza de que Ele é o mais interessado pela nossa salvação.

A falta de oração no mundo é causadora de tantos males, porque o homem se afasta de seu princípio vital e segue seu caminho independente do que dá sentido a sua vida.

Quem se eleva será humilhado, porque jamais abrirá espaço para o fundamental em sua vida. O orgulho nos afasta e nos impede a comunicação com Deus. A pessoa que procura praticar a humildade favorece a ação de Deus em sua vida. Irá procurar uma comunicação de amizade.

Se a oração do fariseu fosse verdadeira, ele se voltaria para o pecador e faria o possível para que ele mudasse de vida. Ele tentaria promover e ser solidário com o irmão. Tudo o que o Senhor nos dá não nos pertence, mas deve ser colocado na promoção solidária do outro. 

 

 “Fazei que sejamos sempre humildes para aceitarmos o que o Senhor nos pede em nossa vida.”

 

Rio Grande, 18 de outubro de 2004.

 

FREI GIRIBONE (Ordem dos Carmelitas Descalços)

freigiribone@vetorial.net

 

ATENÇÃO: TODAS AS PESSOAS QUE FAZEM PARTE DE NOSSA LISTA DE ENDEREÇOS SÃO COLOCADAS EM NOSSO MOMENTO DE ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO  AS TERÇAS-FEIRAS  20HS.

 

Envie esta mensagem a todos os seus amigos...

 

VOCÊ  PODE  NOS  AJUDAR  NESTA  OBRA  DE EVANGELIZAÇÃO !!!

 

 

FAÇA O SEGUINTE:

 

Imprima esta mensagem para as pessoas que não tem acesso a Internet...

 

Forneça novos endereços para nossa lista que já ultrapassa o número de 2000...

 

 

+ NÃO SE ESQUEÇA:

 

 

*Da Celebração Eucarística e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

*Do sacramento da Reconciliação.

 

*Da  Leitura Orante da Palavra de Deus -  ler a Palavra em confronto com nossa vida.

 

*Ter uma profunda devoção a Virgem Santíssima – colocar Maria como modelo do nosso Sim ao projeto de Deus...

 

:: Postado por Cris Passinato às 11:45 PM
::
:: Enviar esta mensagem

PALAVRA DO DIA

**************************************************************
* utopia *
**************************************************************
Em 1516, o humanista e político inglês Thomaz Morus publicou em latim um ensaio político intitulado "De optimo reipublicae statu de que nova insula Utopia", mais conhecido por 'Utopia', no qual criticava o sistema político britânico do rei Henrique VIII e todos os que reinavam nessa época na Europa.

Em 'Utopia', Morus descrevia uma ilha ideal com esse nome na qual reinava a paz e a harmonia e todos os seres humanos se realizavam como tais.

O nome da ilha se formou mediante a palavra grega 'topos' (lugar), à qual se antepôs o prefixo privativo grego 'ou-', de modo que significava algo assim como 'nenhum lugar' ou 'lugar inexistente'.

No século XIX, o filósofo marxista alemão Friedrich Engels (1842 - 1883) retomou este nome para designar os sistemas políticos idealizados pelos primeiros socialistas, cuja concretização ele julgava inviável na prática. Engels descreveu o 'socialismo utópico'de Owen, Saint-Simon e Fourier para contrapô-lo ao 'socialismo científico' preconizado por Marx e ele mesmo.

Hoje, usamos 'utopia' para referir-nos a um sonho ou projeto que  na prática resulta irrealizável.
*******************************************************************
Direitos reservados - (C) 2002 R. Soca - É proibida a reprodução por qualquer meio impresso, eletrônico ou digital.



Recomende este boletim e o site 'Uma Coisa e Outra' para seus amigos.
Acesse http://www.umacoisaeoutra.com.br/palavradodia/recomende.htm.

:: Postado por Cris Passinato às 11:35 PM
::
:: Enviar esta mensagem

NS Produções :: COMUNICA ::

.:COMUNICA:.
A Partir do dia 30/10/2004 estaremos com novo endereço e telefones, os respectivos seguem abaixo:
Endereço:
Rua Francisco Sá nº 61 aptº 203
Copacabana - CEP 22080-010 
Telefone:
(21) 2247-7220
 
Atenciosamente
Evonete Belizário (21) 8204-8375 e Ronaldo Mattos (21) 8204-8506
nelsonsargento.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 11:33 PM
::
:: Enviar esta mensagem

NOVO LINK DO LUÍS MAIA!

Reflexões  Cartas à Redação
Crônicas 
Poesias
Página atualizada de Luiz Maia
Outubro de 2004
 
Convido você a conhecer novos textos
 
Abraço fraterno,
Luiz Maia
"Não entendo a vida sem os gestos de carinho entre pessoas
que se querem bem, muito menos sem as necessárias atitudes e ações
solidárias vindas até mesmo de pessoas que nunca
se viram antes."
(Luiz Maia)

:: Postado por Cris Passinato às 11:32 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Apesar do atraso, lá vai a título de divulgação!

Olá ! Beleza?

Você tem acessado a home page do Jimi James? Dá um pulo lá!! Estamos
com várias novidades. Além disso faremos um show acústico na próxima
sexta e um programa de rádio no domingo.

Nosso fã-clube está de vento em popa!!! Dá uma olhada no site que tá
bem legal. Tem até promoção pra ganhar uma camiseta da banda e um
single com a música "Um dia de paz".
http://www.fcjimijames.mus.br

ATUALIZAÇÕES DO SITE:

Nova seção de letras com cifras
http://www.jimijames.com.br/letras.htm

Nova seção com todas as artes da banda (capas de CD, filipetas
etc...)
http://www.jimijames.com.br/arte.htm

Nova seção com fotos da banda !!!
http://www.jimijames.com.br/fotos.htm

SHOW
Acústico Fnac (Barrashopping, RJ)
JIMI JAMES
Sexta-feira, 22/10
19h
Grátis!!!

RÁDIO VIVA RIO ( 1180 AM)
Programa América Perdida com JIMI JAMES
Apresentação: André Nervoso e Renata Lopes
Domingo, 24/10 das 24h à 02h
http://www.radiovivario.com.br (em tempo real)

COMPRE NOSSO CD POR R$9,99 NA AMERICANAS.COM.
http://www.americanas.com.br/cgi-bin/WebObjects/CDStore.woa/wa/prod?pitId=130399

COMPRE NOSSO CD POR R$11,90 NO SUBMARINO.COM.
http://www.submarino.com.br/cds_productdetails.asp?Query=&ProdTypeId=2&CatId=10967&PrevCatId=10967&ProdId=241894&ST=BA3016090

Abração
Jimi James
http://www.jimijames.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 11:30 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Uma força pra esclarecer uma farsa!

SOBRE ORKUT

Gostariamos de deixar registrado, para que todos saibam, que o ORKUT nao é feito pelo Pedro Mariano.

Existe uma pessoa por tras disso, que se passa por Pedro e envia mensagens que enganam os fas.

Essa pessoa, nao connhece o Pedro, em absolutamente nada.

Esta agindo de extrema má fé.

Por tanto aqueles que puderem ignorar, agradecemos.

Atenciosamente, Produçao

:: Postado por Cris Passinato às 11:28 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Uma força ao poeta, que estou em falta!

Esfinge

o amor
          não é apenas um nome
      que anda por sobre a pele
      um dia falo letra por letra
 no outro calo fome por fome
      
            é que a flor da tua pele
consome a pele  do meu nome

cravado espinho na chaga
         como marca/cicatriz
       eu sou ator ela esfinge
                clarisse/beatriz.

       assim vivemos cantando
fingindo que somos decentes
        para esconder o sagrado
em nossos profanos segredos
        
se um dia falta coragem
  a noite sobra do medo
na sombra da tatuagem
         sinal enfim permanente
      ficou pregando uma peça
em nosso passado presente.

o nome tem seus mistérios
 que se esconde sob panos

o sol é claro quando não chove
      o sal é bom quando de leve
           para adoçar desenganos
   na língua na boca ou na neve

o mar que vai e vem não tem volta
            o amor é a coisa mais torta
           que mora lá dentro de mim.
teu céu da boca é a porta
onde o poema não tem fim.

Artur Gomes
In Fulinaíma Sax Blues Poesia

Algumas faixas do CD Fulinaíma Dois: Outras Vozes
Outras Falas, você pode ouvir na voz de Artur Gomes,
Naiman e Renato Gama, no site
http://www.fulinaima.com.br

fulinaíma divulgação e produção cultural
http://www.fulinaima.fotoblog.uol.com.br
http://www.fulinaima2.fotoblog.uol.com.br
http://www.fulinaima.blog.uol.com.br
http://www.fulinaima2.blog.uol.com.br

e-mail   fulinaima@fulinaima.com.br

:: Postado por Cris Passinato às 11:24 PM
::
:: Enviar esta mensagem

EITA, GANHEI UMA MÚSICA

14/10/2004 - 17:07:15
Passinato's Song
She's there...just seeing,
A cloud...molded like a face
By god's hands

She haves a pretty face,
Oh Lord...Your hands again
Making an angel,
But she's so real
Just a real girl.

Those distant eyes,
Floats in the haze of my imagination,
I'd never look before
But I can draw
not perfect...but beauty.

:: Postado por Cris Passinato às 10:18 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Lançamento de Revista

:: Postado por Cris Passinato às 11:03 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Circo Voador - ElectroSamba

:: Postado por Cris Passinato às 10:39 AM
::
:: Enviar esta mensagem

SHOW DA RITA LEE

:: Postado por Cris Passinato às 10:35 AM
::
:: Enviar esta mensagem

Carnaval - Cristiana de Barcellos Passinato - (19/9/2002 21:48:39)

A felicidade

A alegria

A folia.

O folião

Triste

Tão triste

Chora

No final

A colombina?

Onde estás?

Está no próximo

Carnaval?

:: Postado por Cris Passinato às 10:13 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Bruxa - Cristiana de Barcellos Passinato - (19/9/2002 21:47:03)

Bruxa

Sei que sou

A luz me chama

Tenho que seduzir

A Natureza me seduz

Chama

A seus rituais

Tão naturais

O banho das águas

Mar

Rios

O vento

Batendo

O sol

Queimando

Pisando na terra

Deonde vem energia

Dessa magia

Só pode ser dela

Da mão

Natureza.

:: Postado por Cris Passinato às 10:12 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Primeiro Dia de Aula - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 23:20:49)

Cheguei ao colégio e olhei a minha volta, vendo pessoas com todos os tiposde material: mochilas, bijouterias e roupas de marca até.

Achei que era um colégio de pessoas criativas, com personalidade, mas meenganei.

Quando vi aquilo na minha frente, e eu tão simples, achei que estariadeslocada.

Felizmente, o tempo passou e vi que era diferente.

Essas pessoas podem andar com etiquetas penduradas em suas roupas e tatuadaspor todo seu corpo, mas não tem consciência do que realmente vêma ser.

Conheci cada uma das pessoas e as alertei, que não seria o simples fato demostrarem-se ricas de patrimônio que as fariam diferentes.

Pelo que vi, são meras vítimas das propagandas desses produtos, nasociedade de consumo, mas são mais vítimas de si mesmas.

:: Postado por Cris Passinato às 10:11 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Mãe (baseada no texto Menino) - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002)

Mâeeê!..

Me dá esse brinquedo?

Depois eu arrumo a casa inteira.

Deixa eu brincar?

Chi!..

Quebrei o brinquedo.

Ai!..

Machuquei o dedo.

Não põe remédio.

Aiê!

Sua chata...

Oba!

Fez bolo, adoro bolo!

Você é linda.

Está bem, da próxima vez, eu não como a não.

Já escovei os dentes.

Mãe!

Olha que nota boa.

Mas, também, olha em que eu tirei?

Você não vai pôr sua filha de castigo, vai?

Mas não foi culpa minha, foi da professora que explicou mal.

A turma inteira tirou nota vermelha.

Já vou!

Estou muito mole.

Parece que estou com febre.

Vê, mãe?

Abatida!

Não!?

Novalgina, não, por favor...

Fica comigo.

Eu só fico melhor perto de você.

Adoro você.

Está chegando seu dia!

Chegou!

Parabéns, mamãe!

Olha seu presente.

Isso representa o meu amor e carinho.

Só que eu quero sempre que você fique comigo.

Perto de mim.

Trata de mim?

Mãe,

Eu quero sair.

Vou a uma festa.

Chego tarde.

Está bem, mãe?

Já sei todas as recomendações.

Cheguei.

Tarde?

Só são duas da manhã?

Fui com uns amigos tomar sorvete.

Ta, bom!

Eu acordo.

Eu vou agüentar a aula de manhã.

Compreende, vai?

Obrigada, mãe.

Te amo.

:: Postado por Cris Passinato às 10:10 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Composições de Adolescência - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002)

Estarei reunindo nessa parte de minha obra redações de colégio,sendo algumas avaliações e outras temas propostos por professores ousurgidos em meu cotidiano e relatados em diários.

O período entre a minha infância e adolescência, deredações em prosa, foi marcado por uma ingenuidade muito grande e umacerta meninice ao escrever. Sendo vista como imatura em um período de 1988a 1989. Na mudança de ambiente escola, com a reprovaçãotraumática, por problemas familiares, juntamente com financeiros quepassava a família, não me interessava pela escrita. E atransição do internato para a total liberdade, causou umaespécie de afrouxamento que levou a uma grande euforia pela vida, pelavolta às saídas. Era uma menina em corpo e rosto já de mulher,que bailava em festas de 15 anos e boites da high societe, mas com obinômio de uma crise familiar e financeira, com perdas e solidões quenão lhe estimulava a produzir texto qualquer a não ser os temaspropostos e rigidamente controlados por professoras religiosas em meucolégio.

Com a mudança de ambiente escolar, e a maior liberdade ainda, a melhoraacadêmica acontece a olhos vistos, onde suas notas aumentam e suaadolescência e novos ares de amores e encontros com amigos e novossentimentos se confrontando e como toda adolescente normal, mas sempre com aingenuidade inerente foi a época que mais se fez estudar. Uma das melhoresmatérias, além da química, matemática e biologia, seriaportuguês, redação e literatura. Lia e interpretava de formatranqüila e suas redações foram tomando uma maturidade e umtecnicismo e visão mais social-filosófico-psicológico, poisqueria estar formando uma personalidade, tinha um objetivo ao estudar, seguirem frente e ter uma formação digna para poder seguir minha vidaacadêmica. Como passava o tempo dando apoio aos colegas e estudando,passei os 3 anos do segundo grau, em meu quarto mais confinada e estudando.Fazia ainda cursos de línguas e até ginástica. Saía, poisera mais fácil, morava em um condomínio que as pessoas se encontravamnuma espécie de clube ou na praia, então não tinha como nãoviver, sair, namorar, mas os amores sempre platônicos e duradourosnão acompanhavam o ritmo hormonal e a liberdade de princípio erapouca para evasão e profusão desses sentimentos aos amados, quenormalmente por mim, achava-os não correspondidos.

Pois seria por isso que aqui encontrar-se-á algo mais fechado, mas tolhidoe hoje, sim, sem rédeas e correntes, mesmo que resistindo a uma ou outra epermanecendo travada em alguma linguagem figurada, mas atingindo a maturidade eaté porque não a sensualidade da literatura de uma mulher.

:: Postado por Cris Passinato às 10:06 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Dados São Somente Dados - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002)

Não sou uma soma de dados!

Não me confunda com qualquer uma!

Sou carne que sangra,

Dente que range

Quando a manha,

Audácia

E malícia

Melindram-me

Com suas esporas

E laços.

Com os tentáculos do polvo

Que é o sentimento

De descontentamento

Com tudo que ouço,

Com tudo que vejo.

Não acredito

Que é o bom

Que seja banido

E se contentem

E se satisfaçam

Com tão pouco.

Pobre de quem tem tido

Só esses dados para se informar

Incapazes de apesar de tantos

Mesmo com todos juntos,

Reunir e um verdadeiro Homem a se formar.

Pobres de nós que não fomos feitos

Desses preceitos

E sim de preconceitos

E temos que neles nos conformar.

Mas não sossego

Inquieto-me

Pondo-me a confrontar

Com esse mar

A desemaranhar

E poder recomeçar

A sonhar

Que isso tudo

Vá-se findar.

Todo dilúvio

Que nos assola

E desvia

Da nossa própria

Concepção de REAL!

:: Postado por Cris Passinato às 10:04 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Milagrosa Genética - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 15:57:00)

Tenho como prova

Meus nobres

Poéticos gens.

Deixam

Fuligens

Do que a poesia

Fez.

Prova,

Não importa

A nota

Que a platéia dê.

Poesia

Que cria

Essa semente

Em meu ser.

Ah!

Se não fossem meus gens?

O que de mim

Haveria de ser?

Apenas uma maria-ninguém.

:: Postado por Cris Passinato às 10:02 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Feitiço - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 14:34:46)

Encontrei um botão de rosa

Tão cheirosa,

Tão formosa.

Sem ter alguma citação,

Informação

De quem quer que seja

Por quê

E por quem veio?

Quem poderia me oferecer?

Quem seria?

Queria saber...

Quem teve o poder

De me enfeitiçar

Com o espinho

E perfume dessa tal flor.

Quero-lhe,

Meu amor.

Venha e

Mostre-se

E apague

Essa chama

Que queima

E sobe nesse calor.

:: Postado por Cris Passinato às 09:59 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Todo Saber É Relativo - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 14:07:02)

Todo saber é relativo.

Relativo a quem

O quer deter.

Esses detêm,

Mas não podem crer.

Que tudo pode,

Pois outrém

Que não se contém

Mostra-lhe

Que nada vale,

Sim,

É

O que sabe,

Não

O que quer saber.

Não provém

De fonte segura,

Mas sim

O que valia,

Seria o seu,

Mas nada cabia naquele

Discurso

Incabido,

Inseguro e

Sem nexo.

Perplexo,

O simples moço,

Seguro lhes ofertou e

Uma citação logo calou:

Para quê se saber tudo?

Se vivemos do aprender?

Se esgotamos essa fonte

Infinda

Do descobrir

Qual o sabor da vida?

Pode crer:

O "barato"

É mesmo

O aprender.

:: Postado por Cris Passinato às 09:54 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Anjo da Morte - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 04:24:56)

A morte assusta.

Porque vem andando

Sorrateramente

De branco,

Desfarçando

Sua aura

Então negra.

Sem dó

Nem piedade,

Não titubia,

Em quando assobia.

Leva na guia

A quem passar

A morte

Assusta,

Mas é a única

certeza

Que domina

Ascesa

E determina

O fim

De cada um

De nossos dias.

:: Postado por Cris Passinato às 09:51 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Resumo de Biografia - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 04:04:33)

Escritora, poetisa desde os 7 anos de idade, porém só a pouco soubeque seus escritos agradavam ao grande público internauta e onde estáfazendo um trabalho de redação, re-digitação,reedição de sites, enfim, está de forma solitária arrumandoseus escritos e os publicando.

Só a 4 meses tomou ciência do processo de registro, pois atéentão se detinha a sua faculdade e curso técnico que lhe renderamà colação recente de grau na UERJ do curso de licenciatura,já ministrando aulas particulares a mais de 10 anos, bem antes de vir aefetivar o curso e passando no concurso público passado para aPetrobrás para técnico químico de petróleo, onde tudoindica que assumirá suas atividades mês que vem no CENPES (Centro dePesquisas da Petrobrás, situado na Ilha do Fundão) e pesquisas naárea de química, assim não tendo tanto tempo para realizar oregistro da forma como acha devida e corretamente feita e necessáriaestá correndo com as correções e revisões necessáriaspara arquivo da Biblioteca Nacional.

Tendo isso tudo feito, em breve, num futuro bem próximo, estarátentando efetuar suas formatações virtuais e tambémfísicas, e neste tocante que pede a sua atenção e o seu apoio ouainda de quem quer que se disponha de boa vontade e se sinta movido por essesdepoimentos a vir contribuir de alguma maneira contribuir para o seucrescimento, acrescentando a seus poemas e escritos aqui trazidos e podendo servisitados on line pelos senhores manifestando-se através de críticase se for da vontade de cada um revisões, porque não?

:: Postado por Cris Passinato às 09:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Olá amigos!

Sacanearam a Magriça a ponto dela desistir de um trabalho imenso e de anos de luta (www.notivaga.com)

Não acho justo que aqui na net, como  na vida, não é mesmo, os bons sejam tão injustamente sacrificados e os maus por aí aprontando e sujando o trabalho digno de muitos.

Começo a amostra de mais de 300 textos que guardava lá, por esse acróstico:

Acróstico Amigo - Cristiana de Barcellos Passinato - (15/9/2002 03:46:10)

Amor,

Materno,

Intenso,

Guardando

Otimismo de ser eterno.

Dói ver um espaço limpo como aquele sendo tão fácil tirado do ar, mas muita mutreta, farsa indo ao ar e reverenciada com academia virtual, dá até dor na alma, do coração!!!!

É nojento o mundo, a internet, a universidade, tudo que tem uma coorporação por trás querendo comandar e interesses individuais, ambição e vaidade!!!!

Bjs,

Cris

:: Postado por Cris Passinato às 09:45 PM
::
:: Enviar esta mensagem

EU QUEROOOOOOO!!!!!

 

Volumen 1

1.- El viento en la isla (Fher)
2.- Pido silencio (Sergio Brito)
3.- Farewell (Sergio Brito)
4.- Poema 15 (Alejandro Sanz)
5.- Soneto XXV (Javiera Parra)
6.- Soneto XII (Canal Magdalena)
7.- Soneto XVII (Presuntos implicados)
8.- No tan alto (Milton Nascimento)
9.- El tigre (Miguel Bosé)
10.- Tus manos (Laura Canoura)
11.- Caballo de los sueños (Beto Cuevas)
12.- Oda a la crítica (Joaquín Sabina)
13.- El toro (Andrés Calamaro)
14.- El barco (Eduardo Darnauchans)
15.- Alturas de Machu Pichu (Pablo Neruda)
16.- Tengo miedo (Aterciopelados)
17.- Oda a un millonario muerto (Babasónicos)
18.- Oda al hombre sencillo (Santo Barrio)
19.- No tan alto (A.N.I.M.A.L)
20.- El miedo (El tri)
21.- Al pie desde su niño (Los Fabulosos Cadillacs)
22.- Walking arround (Los miserables)
23.- Soneto XCIV (Matilde Urrutia)
24.- Amor (Pedro Foncea)


Volumen 2

1.- Soneto XLIV (La oreja de Van Gogh)
2.- El Pájaro yo (Pablo Neruda)
3.- Poema 20 (Alex Ubago)
4.- Oda al tomate (Jorge Drexler)
5.- Poema 12 (Benny)
6.- Oda a las cosas (Mikel Erentxun)
7.- El cóndor (Coti)
8.- A callarse (Ismael Serrano)
9.- Tu risa (MJ Pereyra y Bitman y Roban)
10.- Oda a las papas fritas (J González y G Yañez)
11.- Regreso (Pedro Aznar)
12.- Tus pies (Maria Rita)
13.- En ti la tierra (Jorge Nasser)
14.- Pobres muchachos (Bacilos)
15.- Agua sexual (Lucibell)
16.- Alturas de Machu Pichu (Rubén Blades)
17.- Oda al Gato (Alvaro Henriquez)
18.- Poema 20 (Marciano)

Este disco homenaje se encuentra disponible en los siguientes formatos
(La fotografía corresponde a Edición de Lujo)
Volumen 1 ó Volumen 2
$7.000
Club VS $6.500
Volumen 1 + 2
$9.000
Club VS $8.500
Volumen 1 + 2 (Edición de Lujo)
$11.500
Club VS $10.500

Para solicitar CD pinchar botón COMPRAR CD y escribir un e-mail indicando título, cantidad, nombre completo y dirección de envío.

:: Postado por Cris Passinato às 06:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

Sabe...

Qdo a gente não agüenta mais?

Qdo a gente quer sumir?

Qdo o mundo não tá mais adeqüado em nada a vc?

É assim que eu me sinto hj!

Àqueles por quem sinto coisas boas, puras e verdadeiras, onde estão?

Drama?

Não sei!

Mas ter pais que não te ouvem, ter pai que pisou em vc a vida toda, um irmão que tá distante e nem quer interagir, e ver tua vida esvair e sumir...

Talvez se alguém tivesse passando 1/3 do que eu tô vivendo, talvez entendesse ou fizesse até mto pior que eu!

Egoísta, egocêntrica???

Quem sabe?

Mas nunca ninguém pode vir a julgar alguém por sentir dor, sentir mal, sentir-se só e querer fazer qq besteira.

Já tentei várias e não vale a pena, o lance é doer, sofrer e enfrentar. Calada, sozinha, sofrida e quem sabe um dia, quem sabe, eu possa vir a incondicionalmente sorrir de uma verdadeira felicidade!

Bjos,

Cris Passinato

:: Postado por Cris Passinato às 09:18 PM
::
:: Enviar esta mensagem

PRÊMIO IBEST

:: Postado por Cris Passinato às 09:54 PM
::
:: Enviar esta mensagem

ELIS REGINA EM DVD

 

DVD ELIS REGINA - Programa Ensaio
MPB Especial 1973

Gravado pela TV Cultura em 1973, o programa traz Elis Regina brilhando em entrevista e 18 números musicais.

Pré-venda com frete grátis - Garanta o seu!

Compre agora por R$42,90 (Frete grátis)

Se não estiver vendo as imagens, clique aqui
Promoção válida até 05/11/2004.

:: Postado por Cris Passinato às 08:50 PM
::
:: Enviar esta mensagem

CÂNCER DE MAMA

:: Postado por Cris Passinato às 05:48 PM
::
:: Enviar esta mensagem

 



Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna Nocturna
Cris Passinato
Nocturna

Minuet - Mozzart
FlashButtons

Conheça a viagem da poesia de Patrícia Carvalho Oliveira


Photobucket.com image hosting and photo sharing antispam.br
Poesias da Cris

Letra e Tradução é no Vaga-Lume!